Quem eram os irmãos de Domingos José Garcia.

Segundo o Dr. Daunt, cada filho de Matheus Luís Garcia, no ano de 1827, recebeu a legítima de 310$944, e diz:

"De acordo com o título de herdeiros contemplados em ambos os inventários e também dos assentamentos de batismo daremos, a seguir, a relação dos filhos do casal e as dotações dos filhos casados, que contam do último inventário", de (Matheus e Francisca).

São eles:
1- Capitão Diogo Garcia da Cruz, nascido em 1772, casado com Inocência Constança de Figueiredo, dotação 138$000, a saber: um escravo de nome Joaquim Angola - 130$000 e uma espingarda velha - 6$000, total de 136$000.
2- Mariana Luiza do Espírito Santo, casada com José da Silva Coelho - dotação 600$000 (este casal deixou 6 filhos).
3 - Francisco Luiz Garcia, com 55 anos de idade, casado, depois do falecimento dos pais, com Luzia Inácia da Silva, sendo inventariado a 17-7-1850, em Batatais (São Paulo) com o seguinte título de herdeiros, além da viúva inventariante: Joaquim José Garcia, de 35 anos; Sebastião José Garcia, de 33 anos; Francisco Antônio Pereira, por cabeça de casal, pois era casado com dona Maria Rita; Manuel Tomaz Garcia, de 30 anos; Manuel Francisco de Lima, por casal, pois era casado com dona Maria Rufina; Francisco Tomaz Garcia, de 26 anos; José Luiz Garcia, de 23 anos; Cândido Antônio Garcia, de 21 anos (Segundo Ofício, maço 1, 1850; pesquisas do prof. Francisco de Paula Santos).

- José Luiz Garcia, batizado a 1 de novembro de 1775 em Aiuruoca casado com Escolástica Maria de São José - Dotado 136$000 (este casal deixou 3 filhos).
- Alferes Mateus Luiz Garcia, batizado a 5 de setembro de 1782, em Espírito Santo dos Coqueiros, hoje Coqueiral, casado com Isabel Flausina do Nazaré - dotado 100$000 (com 7 filhos).
- Genoveva Inácia de Jesus, batizada a 21 de dezembro de 1783, em Coqueiros, casada com Inácio Moreira Alvarenga - dotação 250$000 (sem geração).
- Antônio Carlos Garcia, batizado a 25 de julho de 1786, em Coqueiros, casado com Ana Custódia de Jesus - dotado 130$000 (este casal deixou seis filhos).
- Manuel Tomaz Garcia, batizado a 9 de outubro de 1786, em Dores do Pântano, hoje, Dores da Boa Esperança, casado com Silvéria Vila Boas - dotação 136$000 (com descendência).
- Domingos José Garcia, batizado em 29 de novembro de 1792, casou depois do falecimento de seus pais, com Vicência Cândida Cesarino com 10 filhos.
- Maria Luiza do Espírito Santo casou com o Alferes Manuel Gomes de Lima; dotação 282$000 (o casal deixou dois filhos).
- Joaquim José Garcia, batizado na Capela de Santo Antonio do Amparo, em 1794, falecido a 16 de novembro de 1841, deixando bens em que se habilitaram seus irmãos.
- Teresa Luiza Garcia, batizada a 3 de março de 1794, gêmea com Joaquim José Garcia, falecida na infância.
- Júlia Maria da Caridade, falecida solteira, com avançada idade.
- João Luiz Garcia, batizado aos 16 de setembro de 1795, na Capela do Rio Grande, casado com Francisca de Paula Guimarães - dotação 120$000 (este casal deixou nove filhos).


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A organização do quilombo.

A Família Campos no Sul de Minas Gerais.