Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de março, 2022

V Encontro CF 2022 em Carmo da Cachoeira

Famílias na Campanha da Fraternidade O que Ele escreveu Que alegria termos estado juntos durante os quatro encontros, Hoje estamos vivendo o 5º Encontro desta caminhada que nos conduziu a uma reflexão importante, pois o tema deste ano é uma realidade na vida de todos. Já se aproxima a grande semana de nossa fé, a Semana Santa! O que será que Jesus escreveu no chão? Jesus escreveu. Foi mais uma forma de ensinamento. Ele sempre ensinava e o fazia com carinho e zelo. Segundo o Papa Francisco houve uma pausa após a fala dos acusadores: “que dizes tu?” . (...) Jesus agachou-se e com o dedo começou a escrever no chão. Como insistissem com suas perguntas, levantou-se e disse lhes: — Quem de vós estiver sem pecado atire a primeira pedra. Novamente se agachou e continuava escrevendo no chão. A pausa é pedagógica. Desta maneira convida todos à calma, a não agirem de impulso e procurar a justiça de Deus. O aprendizado vem através de palavras e também no silêncio. Será que nós sabemos ouvir a voz

IV Encontro CF 2022 em Carmo da Cachoeira

Famílias na Campanha da Fraternidade O amor inspira o novo agir Os cristãos buscam a autenticidade: almejam alcançar uma experiência profunda com Deus e, sempre, testemunham sua fé em Jesus Cristo. O Evangelho é o guia do cristão e serve de norte para um processo de luz, de comunicação com o mundo e com as pessoas em uma dimensão de amor e fraternidade. Essa atitude, quando verdadeira, consegue transformar as relações de convivência. Com isso, a vida passa a ter nova dimensão, um novo sentido e ser muito mais saudável. Jesus nos propõe buscar na educação caminhos que nos formam para amar e servir sempre mais. Educação, uma realidade na vida de todos. Pare para pensar em um projeto de vida autêntica, aquele que irá nos levar a um modo de vida transparente. É um processo de iluminação, de comunicação com o mundo em uma dimensão de amor e fraternidade. Um processo que envolve pensar e repensar como temos agido, qual é a nossa atitude nas diferentes circunstância do dia a dia. Pense… pense

Hino de São Pedro de Rates

letra, música e vozes: Jovane e Tiãozinho Jovane Garcia Pereira Sebastião de Jesus Mariano instrumental: Daniele Alencar - violoncelo Guilherme Moreira - órgão Rodrigo Victor - violão capitação de áudio: Rodrigo Victor foto e arte da capa: Daniele Alencar edição de vídeo: Rícard Wagner Rizzi patrocínio: carmodacachoeira.net Hino a São Pedro de Rates Glorioso és Tu! (Bis) São Pedro de Rates, Glorioso és Tu. Vamos beber das suas fontes milagrosas Para que o mal não consiga nos vencer Como Tu na proteção do Deus supremo Dos tiranos se livrou sem padecer. (Refrão) Sua pregação em conversão à fé cristã Não compreendida pelos grandes do reinado Por vingança, tirania ou crueldade O Mártir, Santo Bispo foi decapitado. (Refrão) Seu Santo Corpo encontrado em um monte Uma luz na escuridão anunciava Ao pescador de uma freguesia Que era Pedro que ali se encontrava. (Refrão) Na fé e na paz Ele repousa o seu corpo E os fiéis a lhe pedir e agradecer Pedro de Rates não esqueça seus devotos A sua benção

III Encontro CF 2022 em Carmo da Cachoeira

Famílias na Campanha da Fraternidade Entre a escuta e a ação está o discernir Num processo de comunicação interativo e amoroso a escuta nos impulsiona a uma tomada de decisão. Entre o que se escutou e o momento da ação que ele gerou, há um espaço de tempo. Tempo necessário a ser preenchido e iluminado. Ao se exercitar na prática do discernimento aprenderemos a perceber com clareza os fatos. Uma resposta de pronto, de sopetão e impulsiva deve ser evitada, sempre. O espaço entre os dois tempos, deve ser preenchido na ponderação alicerçada na fé, esperança, caridade e amor a si mesmo e ao próximo gerando, certamente, iluminação. A Campanha da Fraternidade nos apresenta o caminho: escutar, discernir e agir. “Educação não é condicionamento ou adestramento. É conduzir e acompanhar a pessoa para sair do não saber, rumo à consciência de si mesma e do mundo em que vive (...)  Uma pessoa se torna sujeito na medida em que pode dialogar com outras, percebendo que é levada a sério, que é escutada

II Encontro CF 2022 em Carmo da Cachoeira

Famílias na Campanha da Fraternidade Família: lugar privilegiado da educação Vamos refletir sobre o ato de escutar . Pare para pensar: Eu só quero ter informação… ou quero, a medida que escuto envolver-me com aquilo que ouço? A escuta permite encontrar o gesto e a palavra oportuna que desinstala da sempre e mais tranquila condição de expectador. É através da educação que ocorre verdadeira mudança de mentalidade, reorientação da vida, revisão de atitudes e busca de um caminho que promova o desenvolvimento pessoal integral, a formação para a vida fraterna e para a cidadania (Cf. Manual CF 2022, fls. 201). Se nos propusermos a escutar segundo o exemplo que Jesus nos deixou, traremos para o diálogo nosso coração. Assim ocorrerá a ação transformadora manifestada pela interferência da vontade de Deus, via coração humano. Como no Novo Testamento e também Antigo, o coração representa a interioridade consciente e responsável do homem. É sede da fé, nele habita Cristo origem da conduta ética. No

Cachoeira do Carmo dos Rates em Minas

O Sítio Cachoeira na Comarca do Rio das Mortes A lei nº 1597, de 3 de julho de 1868 desmembra a freguesia criada pela lei nº 805, de 3 de julho de 1857 e pertencente a Lavras do Funil, passando para a jurisdição do município de Três Pontas, com a denominação Cachoeira do Carmo dos Rates . Cachoeira, pelo que conhecemos, é um território cuja história está, ainda, por ser desvendada. Tudo o que sabemos vem de relatos de memoristas, ou seja, “autores de memórias” , ou ainda, “aqueles que escrevem memórias” . Somos imensamente gratos ao prof. Wanderley que desempenhou essa função como um guerreiro imbatível. Começou a pensar Cachoeira da estaca zero. Foi um estudioso da História e nos deixou o relato de fatos passados e presentes da sua comunidade e de sua época, mas não se utiliza de metodologia apropriada, como era comum naqueles tempos. Entretanto, apesar das limitações apontadas, o trabalho do memorista é muito importante. Muitas vezes é a única fonte de informação encontrada. Em Carmo

I Encontro CF 2022 em Carmo da Cachoeira

Famílias na Campanha da Fraternidade A Educação nos Oferece a Escolha Vamos abrir esse nosso primeiro encontro em família trazendo um questionamento que o Papa Francisco faz na carta encíclica Fratelli tutti sobre a fraternidade e a amizade social ( Documentos Pontifícios, 44 ): O que acontece quando não há a fraternidade conscientemente cultivada, quando não há uma vontade política de fraternidade, o diálogo, a descoberta da reciprocidade e o enriquecimento mútuo como valores? E essa Campanha da Fraternidade 2022 possa alargar o horizonte de nossa compreensão a respeito da educação, entendida não apenas como ato escolar, como transmissão de conteúdos ou preparação técnica para o mundo do trabalho. Mais importante e urgente é a pergunta pelos motivos, pela abrangência e pelas metas de qualquer processo educativo. Somos renovados quando aprendemos mais a respeito da vida e seu sentido. O que nos move é a busca do sentido da vida. Assim, educar não é um ato isolado. Todos são educadore