Carta para Janny Villela - Estação do Salto


Envelope de correspondência recebida por Janny Villela na Estação do Salto, em Carmo da Cachoeira, oriunda de Taubaté em 26 de janeiro de 1939.

Comentários

projeto partilha disse…
A leitura daquilo que contém esta foto deverá ser feita sob a ótica de tempos remotos, relembrando portanto o passado de onde se deu o evento. Bernardo Saturnino da Veiga, autor do Almanaque Sul Mineiro, em 1874. Tipografia do Monitor Sul-Mineiro. Campanha da Princesa, dedica artigo ao Distrito Carmo da Cachoeira. Diz ele sobre Carmo da Cachoeira: Distrito da Cidade de Lavras, sede do Município. "O Distrito está localizado a 7 léguas e meia de sua sede, Cidade de Lavras". Fala também na distância "entre o Distrito, e o Rio Verde - 5 léguas e meia". "Entre o Distrito e Varginha - 4 léguas e meia". "do Distrito a Três Pontas - 8 léguas". "Do Distrito a Campanha - 9 léguas". "da Estrada de Ferro D. Pedro II - 35 léguas".
No envelope enviado a dona Janny a indicação do ponto onde ele deveria ser deixado, isto é Estação do Salto. Não querendo com isso dizer que ela morava na Fazenda Sede da Estação do Salto. Deveria haver uma forma de organização local de distribuição das correspondências recebidas através da Estação de Trem. Segundo relatos dos mais antigos moradores esta Estação recebia todo o tipo de carga vinda do Distrito de São Bento Abade e imediações. Dizem ele ser uma Estação de Movimento intenso. Bernardo Saturnino da Veiga ao citar a Estação D. Pedro II provavelmente tentou deixar registrada a importância deste intercâmbio. Refere-se também a antiga Capital Ouro Preto - 47 léguas e Rio de Janeiro - 780 léguas.

Postagens mais visitadas deste blog

A organização do quilombo.

A Família Campos no Sul de Minas Gerais.