Padre José Procópio Júnior em Carmo da Cachoeira

Imagem
Paróquia Nossa Senhora do Carmo sob nova guiança Editorial Sai Pe. Daniel Menezes, e assume como administrador paroquial da acolhedora cidade de Carmo da Cachoeira, em fevereiro de 2019, o Pe. José  Procópio Júnior.
"Não cabe à pedra escolher o lugar que deve ocupar no edifício. Assim também não cabe à nós criaturas ditar ao Criador o que deve acontecer em nossa vida, pois Deus é quem sabe e dispõe com sabedoria própria." − Dom Servílio Conti, IMC Como página que observa os acontecimentos neste pedaço de chão mineiro, limitado por montanhas e que, segundo o cachoeirense Padre Godinho, “todas são azuis”, registramos o remanejamento ocorrido entre padres ligados a Diocese da Campanha no ano de 2019. Entre as mudanças encontra-se a Paróquia Nossa Senhora do Carmo/Carmo da Cachoeira – MG.

Sai nosso querido Padre Daniel Menezes. Por ele continuamos a rezar e o devolvemos, entre lágrimas e a esperança de um dia tê-lo entre nós. Somos eternamente gratos e devedores. Entra, aureola…

Correspondência recebida:



de: Bolivar de Guimarães

Obrigado TS Bovaris e parabéns pelo seu trabalho de voluntáriado. Suas atitudes, idéias e ação refletem a do novo homem - o do século XXI.

de: Rogerio Vilela

Este tempo é consequencia da qualidade dos assuntos e materias aqui apresentadas e o chamativo principal é a arte de TS Bovaris. Causa maior prazer em ler, ver e assistir (aos videos). Parabéns!

de: leonor rizzi

O disco de Newton nos mostra o branco como síntese de todas as cores. O preto ausência de luz. Gratidão a todos àqueles que, por um momento se dedicaram a esta respeitosa página "in memoriam". Será aos que por este planeta, e especialmente, pelos que passaram por Cachoeira e aqui deixaram suas marcas. A você TS Bovaris nossa gratidão. Somos sinceros em confessar que, sem sua participação o trabalho não se manifestaria.


de Arruda de Filad

Aqui não tem fragmentos. Aqui tem história. Parabéns aos organizadores. Sou da baixada santista e ligadão neste blog.

de: Projeto Partilha

Processo de Bem Viver. "Aos catorze dias do mes de outubro de mil oitocentos e secenta e cinco em meo cartório lanço aqui a sustentação da mesma sentença acima que é a seguinte; Visto estes autos sustento do despacho de pronunciação de folhas, por ser conforme, direito é as provas dos mesmos; pague o senhor réo as custas. O escrivão lançou o nome do réo no rol dos culpados, e devolva o processo ao juiz donde veio; Lavras 10 de outubro de 1865. Francisco de Paula Ferreira Costa. Eu Aureliano Mendes escrivão que escrevi."

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Antiga foto da fazenda da Serra de Carmo da Cachoeira.