Manoel Reis Naves em documentos históricos.

ª
Inventário dos bens deixados pela finada Dona Ana Izabel da Luz (ou Luiz?) em Lavras - MG. O procurador foi o Sr. Delfino de Souza, outorgado por Francisco Chagas e dona Octaviana Chagas, residentes no districto do Carmo da Cachoeira-MG. Assinam como testemunhas: Manoel Reis Naves e Cândido José de Carvalho. Este é de 26/3/1925.
ª
Em 15 de agosto de 1922, José Felix da Costa, jornaleiro, res. na freguesia do Carmo da Cachoeira faz parceria com o senhor Manoel Reis Naves. Local: terreiro da fazenda São Marcos. Assinam, José Bressane de Sant'Anna por José Félix em presença de Emílio Cardonazzo e João Baptista Nogueira.
ª
Octavio Américo de Carvalho, morador da Bahia no ano de 1925, o comerciante, é nomeado procurador na cidade de São Salvador, capital do Estado da Bahia pelo seu irmão Candido José de Carvalho, morador no districto do Carmo da Cachoeira-MG: "Com poderes especiais para, na cidade São Pedro do Muritiba, do mesmo Estado, vender uma parte de casa que lhe coube por herança de sua mãe. Local e testemunhas presentes: fazenda Couro do Cervo, 26 de março de 1925, João Octaviano da Veiga Lima e Manoel Reis Naves."

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A organização do quilombo.

A Família Campos no Sul de Minas Gerais.