A Família Godoy de Minas Gerais e sua base bandeirante.

Aguns descendentes de dona Maria Angélica, mãe de Joaquim Manoel de Godoy (1833/1905), buscam a origem da família. Uma idéia é contatar os "Godoy" de Itu/SP. A cidade fica as margens do rio Tiête, caminho das águas seguidos pelos bandeirantes. No mesmo rio Tiête, o que mais nos aproxima, até hoje, segundo nossa busca é a Família Naves.

Em Pirapora do Bom Jesus, também junto ao rio Tiête, a família encontrou, pelo menos um dos seus. Faça contato com a referida família. Ela está junto conosco, sempre buscando, incansavelmente buscando. Não esmoreça. Em genealogia é assim mesmo, os "fins de linha" apontam um novo recomeço, sempre mais fortalecido pela solidariedade que faz parte intrínseca dos buscadores de seus ancestrais. Luz, Paz e Harmonia.

Projeto Partilha - Leonor Rizzi

Comentários

Valdeir disse…
Olá, TS.

Eu, particularmente,sempre tive vontade de fazer uma pesquisa sobre meus antecedentes.

Mãs não sei como iniciar minha árvore genealógica.

Abraços e ótima quinta-feira.

P.S: Quando puder, aparece lá no meu blog.
projeto partilha disse…
Oi, Valdeir.
Um ótimo dia a você. Gratos por sua presença. Quanto sobre a busca de nossas origens familiar, segui procurando os dados que me estavam mais próximos. Assim, pai, mãe, avós maternos e paternos. Estes são documentos de fácil acesso. Com este material em mãos, certamente, já se terá noticias sobre a origem familiar mais remota. Certamente, já se terá idéia sobre o País de origem deles, se foram imigrantes ou colonizadores ... .... Nosso país é muito jovem, e as origens nos reportam, normalmente, a Europa. Existe o arquivo organizado pela Igreja de Jesus Cristo dos Últimos dias, o mais rico que conheço. Ele está disponível. É só requisitar a fita em numa das unidades da Igreja espalhadas pela Planeta. São muitos também os trabalhos já realizados pelas famílias. Muitas destas genealogias estão disponibilizadas.
Comece a pensar no assunto. Ele é fascinante. Luz, Harmonia e Paz, a você e a seus ancestrais.
projeto partilha disse…
Comunidade Paroquial São Pedro de Rates. Paróquia Nossa Senhora do Carmo. Diocese da Campanha, Minas Gerais. Forania Nossa Senhora dos Campos.
Um pequenino grão de areia numa imensa Teia Crística - O povo de Deus. Assim é a visão que católicos cristãos têm de sua comunidade. Pequena, porém fervorosa, acolhedora, fraterna, solidária, conforme os ensinamentos do Mestre Jesus Cristo. O grupo de ACOLHIMENTO, formado por: Di, a Maria Aparecida; Moreira; Lane; Terezinha; Mariana Furtado Santana; Dinha, a Ana Elisa; Luzia, Magda e Rita sabem que ser hospitaleiro é colocar de lado os interesses pessoais e as ocupações para dar o melhor de si ao outro. Uma missão plena do Espírito Santo. O grupo manifesta em seu agir uma atitude cristã e participativa. Esta atitude nasce do olhar, do sorriso, do aperto de mão, da cortesia. Entendem que "as mãos que se estendem, muitas vezes, abrem caminhos a corações que esperam". Cf.: Malik Fall.
No dia 26 de abril, 19:00 horas a Comunidade comemorará o Dia de São Pedro de Rates com Missa Campal a luz de Vela. O FOGO marcará sua Divina Presença e o GRUPO DE ACOLHIMENTO, com amor e espírito altruísta receberá os participantes que participarão da Santa Missa.
Luz, Harmonia, Alegria e Paz a todos.
projeto partilha disse…
Os limites geográficos da Comunidade Paroquial São Pedro de Rates.
A Cachoeira foi denominada DE RATES, depois, DO CARMO. O documento mais antigo, encontrado durante as comemorações do Sesquicentenário da cidade pela Paróquia, foi de um batizado. Ele foi realizado na Casa de Manoel Antonio Rates, junto a Cachoeira dos Rates. O registro diz que o Pe. Bento com seu Altar Portátil realizou a cerimônia. O ano 1770, portanto, 240 anos atrás. Esta comunidade, com gratidão ao Criador, acolhe e guarda esta dádiva sabedora de que, por ordem natural este espaço geográfico foi o primeiro, após o descobrimento da Ilha de Vera Cruz, com presença de pessoas oriundas do outro lado do mar, aqui a presença foi marcada com a FAMÍLIA RATES.
Hoje, uma das avenidas de maior extensão em Cachoeira é a Domingos Ribeiro de Resende. Ela corre em paralelo ao Ribeirão do Carmo e a CACHOEIRA DOS RATES. De principio a fim é um dos marcos da Comunidade. O Ribeirões da Chácara e São Marcos, outros limites. Uma dádiva. Gratidão, Senhor.

Postagens mais visitadas deste blog

A organização do quilombo.