Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2012

São Francisco de Sales, a fé viva é a caridade.

Imagem
São Francisco de Sales diz que a fé viva opera pela caridade e nós mostramos que de fato somos de Deus quando somos Dele por fé e por obra. Ser de Deus é um dom de Deus, dom que Ele não recusa a ninguém, mas oferece a todos os que de bom coração consentirem em recebê-lo. A salvação, pois, está disponível para todos, mas só aqueles que estendem a mão para recebê-la a alcançam. O livre-arbítrio decide isso. Está na escolha de cada um, enquanto peregrina por esta terra, tomar essa decisão e estender a mão, abrir a mão para a obra da caridade.

A obra de Deus é a caridade. Se escolhermos ser Dele, devemos abraçar a fé que Ele nos deu e arregaçar as mangas para nos tornarmos obreiros da caridade. Só assim seremos dignos da herança que nos foi prometida e receberemos a graça de partilhar do Reino do Pai, onde habita a Justiça, onde reina a Paz e onde o Amor é a única linguagem.

Em sua obra Tratado do Amor de Deus, São Francisco de Sales usa uma expressão muito feliz para definir os que são d…

No meio da modernidade ainda é possível o namoro?

O excesso de informação neste “mundo moderno” tem-se mostrado tão desastroso para os jovens e adolescentes de hoje, quanto o foi a ausência de informações na vida das gerações passadas.

A televisão, as músicas, os filmes, a internet, o celular... influenciam o comportamento dos jovens, fazendo com que tudo seja acelerado e banalizado, incluindo o namoro, “o amor”.

Cabe aos pais o papel de orientar e educar, de demonstrar valores e, principalmente, de estabelecer com o jovem um diálogo franco e aberto. Não basta informar, é preciso formar.

O jovem deve entender que o namoro é o tempo de escolha, de conhecimento entre duas pessoas que buscam algo mais do que a amizade e querem construir uma vida em comum, através do Sacramento do Matrimônio. É necessário oração: Deus é o mais interessado em que o casamento seja harmonioso. Portanto, deve-se orientar o jovem para que ore com fé, pedindo a Deus discernimento para encontrar a pessoa certa. A cada um que deseja se casar com a benção do Senh…

A Doutina Social da Igreja.

Imagem
O Reino que Cristo veio trazer não condiz com as situações desumanas em que muitos se encontram. O seu projeto é a instauração do Reino da Vida (Cf. DA, nn. 358-361).

O conhecimento da Doutrina Social da Igreja é fundamental para todos os cristãos que desejam agir em nome da Igreja, especialmente no âmbito das pastorais sociais. É também importante instrumento de formação da consciência critica do povo e das comunidades cristãs.

Com essas preocupações sociais, nossa Paróquia encaminhou nove representantes da comunidade (Liliene, Cida Ribeiro, Salete, Valdene, Reginaldo (Pepeta), Alessandro, Ricardo, Jonas e Eva) para o Curso de Extensão em Doutrina Social da Igreja, promovido em parceria pela CODIAS, INSEAS E FACAPA. O curso tem a duração de 10 meses e acontece no quarto sábado de cada mês, na Paróquia do Mártir São Sebastião, em Varginha, das 8h às 17h.

22º Romaria do Trabalhador - Carmo da Cachoeira.

Imagem
Chegada às 7h30: acolhida e café feitos pelo grupo do Encontro de Casais com Cristo - ECC e pela Pastoral Litúrgica.

Participantes: aproximadamente 1200 pessoas, sendo 50 de nossa cidade. Início às 9h: com a Santa Missa celebrada pelo Revmo. Dom Diamantino Prata de Carvalho, Bispo diocesano, pelo Padre André Luíz da Cruz e pelo Padre Edvar.

Dom Diamantino nos falou, na homilia, que Jesus é a videira e nós os ramos. Citou São João, dizendo: “não adianta amar só por palavras, é necessário ter atitudes, gestos, ações”. Devemos ter audácia como Paulo, o verdadeiro apóstolo; nossas opções devem ser corretas, vivas, verdadeiras, porque estamos vivendo as SMP. O Bom Pastor é sempre aquele que dá a vida pelo seu rebanho, para que todos tenham vida e vida em abundância. Que a Imaculada Conceição, a Senhora da Vida, interceda por todos nós. E terminou pedindo orações pela recuperação do pároco local, Padre Roberto, que foi submetido a uma cirurgia e está convalescendo.

Anunciou também o local…

Padre José de Anchieta, símbolo de compaixão.

Imagem
O bem-aventurado José de Anchieta viveu entre nós como missionário, desde o ano de 1554. Exerceu intenso apostolado entre os povos indígenas, procurando compreender sua cultura, para poder transmitir-lhes o Evangelho de Cristo. Era devoto de Maria, a quem dedicou os Poemas à Virgem.

José de Anchieta tinha profunda compaixão pelos enfermos: partilhava do sofrimento deles e exercia a caridade junto daquele que sofre. Desde cedo, o menino José aprendeu o que era compaixão. Ele tinha uma irmãzinha paralítica, a quem sempre ajudou em tudo: a levantar-se, a comer e em tudo o que representasse seu bem-estar. Alegrava-a contando histórias que aprendia com o pai; cantava-lhe as canções que sabia e acalentava a irmãzinha, até que ela adormecesse. Abdicava dos jogos e diversões próprias da sua idade, em favor de atender as necessidades de sua irmãzinha.

Bem-aventurado José de Anchieta, intercedei pelos missionários de Jesus!

Dia Nacional de Combate às Drogas.

Imagem
Há uma chaga na sociedade que precisa ser combatida, prevenida e rejeitada por todas as pessoas de bem: A DROGA! Tomemos consciência desse mal. Milhares de pessoas são destruídas, diariamente, pelo consumo dos diversos tipos de drogas que infestam a humanidade e arrastam para o abismo da decadência a civilização contemporânea. Pior que isso são as milhares de almas perdidas dessas criaturas alucinadas, confusas e desvairadas, perambulantes nas trevas deste mundo: como fantoches manipulados pelas forças da destruição, prestam-se elas de instrumento para a prática do mal. Almas que deveriam pertencer a Jesus Cristo, pelo sangue derramado para a salvação da humanidade!

Dentre as drogas que se propagam como vírus pestilento sobressai o ÁLCOOL, por contar com a permissividade da sociedade mundial e de todos os governos. Admitido universalmente como ingrediente de uso corriqueiro nas mesas de refeição, nas festas, nas comemorações, nas grandes ocasiões, nas reuniões protocolares e sociais,…

Dízimo é partilha para as comunidades cristãs.

Imagem
A exemplo das antigas comunidades cristãs e dos discípulos de Jesus que viviam de forma fraternal, auxiliando-se mutuamente e dividindo tudo entre si, inclusive bens materiais, nós, que declaramos ser Igreja e seguidores de Cristo, devemos viver e conviver da mesma maneira. Temos que remover os obstáculos naturais surgidos nos relacionamentos do dia-a-dia com as pessoas que nos cercam e assumir a missão de construtores da comunidade cristã. Muitos prédios, casas e construções não indicam uma comunidade unida. A mais importante comunidade aos olhos de Deus é a comunidade espiritual, onde todos dividem o que têm: alegrias, tristezas e bens materiais. A construção dessa comunidade espiritual é nossa responsabilidade. O Dízimo de todos tem importante papel nessa obra. É dele que vem a base para isto. Devemos ser dizimistas em resposta a Deus (leiam em Gênesis 1, 1-31). Deus é o Criador do mundo e o fez por amor a nós. O Dízimo tem a função principal de fazer com que esse Deus seja conhec…

Retiro Setoriais e Grande Semana Missionária.

Imagem
Nossas comunidades paroquiais preparam-se para a chegada da Grande Semana Missionária que irá acontecer no mês de setembro, um momento muito especial, uma festa que irá selar uma bonita vivência de amor e fraternidade, um tempo especial de perdão e reconciliação. Mas, para a festa ser bonita não se pode improvisar; primeiro ela deve ser sonhada, planejada e preparada, e para isso são importantes os retiros setoriais que aconteceram este mês em algumas comunidades polos, para bem preparar nossos missionários a ir ao encontro do outro, sem distinção de classe social, raça ou religião.

Nossos agradecimentos e apoio aos homens e mulheres de boa vontade que participaram dos retiros setoriais que aconteceram nas seguintes datas e locais:
3 de junho: na Comunidade Santo Antônio, da Estação (setor Palmital)
10 de junho: na Comunidade Pouso Alegre
17 de junho: na Comunidade São José Operário (setor Matriz)
24 de junho: na Comunidade do Lobo (setor Solúvel)

No dia 9 de junho se realizou, também…

Terço das Mulheres e Novena de N. S. Perpétuo Socorro.

Imagem
O Terço das Mulheres teve início em 8 de Maio de 2008, por iniciativa de um grupo de mulheres, que pretenderam resgatar o valor da oração, tão importante para nossa vida interior e para nossa convivência na família e na comunidade, bem como para fortalecer nossa fé e nossa perseverança no amor a Deus.

A meditação nos mistérios do Rosário transporta-nos para junto de Deus e de nossa Mãe Santíssima, revestindo-nos de profunda confiança nas promessas de Seu Filho amado e de uma doce tranquilidade para superar os reveses da vida; revigora nossa espiritualidade e desperta em nós a vontade de estar sempre em harmonia com a Mãe do Redentor e nossa Mãe, proporcionando-nos uma agradável alegria interior.

Em agosto de 2010 o grupo iniciou a Novena de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro: cada participante leva para sua casa o ícone com a imagem Dela (quadro), onde permanece por oito dias, durante os quais a família se reúne para as orações do terço e da novena. O Grupo reúne-se sempre às quartas-…

Vivendo em comunidade em meio a adversidades.

Imagem
O que é viver em comunidade?
É se interessar pela pessoa que vive do seu lado, que convive todos os dias com você. Muitas vezes ela passa por você e nem bom dia você diz. É ser solidário e atencioso. É promover entre os nossos próximos o voluntariado, onde há prazer em fazer e não apenas em esperar pelo dinheiro que vamos receber. É promover a cultura e a educação como agente de mudança. É entender que precisamos alimentar também nossa alma e não só nosso corpo.

Nem só o dinheiro traz felicidade, mas nem só a pobreza traz tristezas. É preciso antes de tudo buscar o equilíbrio, encher o que está vazio e esvaziar o que está cheio.

Vamos aprender com as diferenças. Vamos mudar nosso olhar ao olhar nossa família, nosso vizinho e até os desconhecidos.

É preciso buscar a beleza das pessoas e das coisas ao nosso redor. Vamos tornar nossa comunidade mais bela não só fisicamente, mas principalmente espiritualmente. Vamos incentivar e promover o que temos de mais belo: os nossos dons, mas usá-…

Inverno tempo propício à união.

Imagem
Nós temos inúmeros sinais e orientações naturais de como viver uma vida cristã e fraterna no seguimento a Deus, dentro daquilo que Ele, através de seu filho Jesus, quer de cada um de nós, que é viver em comunhão fraterna.

Você já percebeu que este é um tempo propício a essa vivência? O inverno, a exemplo da própria natureza, nos convida a vivermos unidos, bem juntinhos uns dos outros, para nos aquecer. No aconchego de nossos lares, unidos no seio da própria família, usufruímos desse calor humano, em especial, durante as refeições. Ali se coloca a prosa em dia, a gente ri, partilha alegrias, tristezas, apreensões. A oração em família é também uma chama acolhedora que aquece nossos corações e alegra nossas almas.

Na vida em comunidade, a fogueira centraliza o grupo, cujos membros, unidos em oração, comungam o valor da própria vida presente no fogo e nos corações incendiados pelo amor crístico. Nessa perspectiva de vida comunitária, importa que cada um, particularmente, dê tempo, prefer…

A importância da celebração das missas nas casas.

Imagem
Para tratar disso, é preciso primeiro falar sobre dois pés indispensáveis que sustentam essa prática.

1° A Missa ou Eucaristia
A Missa, como celebração de Cristo e do povo de Deus, é o centro de toda a vida cristã para a Igreja tanto local como universal, bem como para cada um dos fiéis. Nela culmina toda a atividade da comunidade e é a ação pela qual Deus, em Cristo, santifica o mundo. Nela são comemorados, ao longo do ano, os mistérios da Redenção, de tal forma que eles se tornam sempre presentes. Todas as outras ações sagradas e obras da vida cristã estão relacionadas com a Missa; foi para isso que Cristo instituiu o sacrifício eucarístico do seu Corpo e Sangue, paixão e ressurreição (Missal Romano). Na noite em que ia ser entregue, ele tomou o pão, deu graças, partiu-o e deu a seus discípulos, dizendo:

Tomai todos e comei: isto é o meu corpo, que será entregue por vós. Do mesmo modo, ao fim da ceia ele tomou o cálice em suas mãos, deu graças novamente e o deu a seus discípulos, di…

Comemoração da Pastoral da Criança no Palmital.

Imagem
A Pastoral da Criança da Comunidade Palmital do Cervo comemora com grande alegria os seus dois anos de existência.

Graças ao empenho das líderes comunitárias, que trabalham com muito amor e dedicação, as crianças e as gestantes do Palmital podem ter mais alegria, menos sofrimento, mais justiça social. Este grupo se organiza com outros voluntários para que haja melhoria na qualidade de vida de todos. Não medindo qualquer tipo de esforço, juntos, eles ajudam na transformação da sua comunidade, no fortalecimento da solidariedade e na melhoria da qualidade de vida das famílias.

Fazemos votos de que essa Pastoral da Criança persevere na luta em favor da vida de nossas crianças e gestantes, que necessitam de muitos cuidados e atenção.

Parabéns meninas! Servir sempre com amor e alegria é o nosso lema.

Precisamos de corações novos...

Imagem
Uma tarde de lazer marcada pela alegria e descontração, com atividades integradoras e de livre expressão.

A Comunidade Paroquial São Pedro de Rates apoia o Projeto Tarde de Lazer. Em sua primeira edição no mês de maio, o grupo vivenciou o tema Jovens Construtores da Liberdade, voltado para jovens e adolescentes de 12 a 17 anos. Contou com a participação de: moradores da comunidade da faixa etária acima indicada; Pastoral Diocesana (Seminarista Romário); Pastoral da Comunicação (Jose Rezende Filho); Pastoral da Juventude (Rosemeire); Pastoral do Crisma (Liliene); Renovação Carismática Católica (João Paulo); grupo do Padre Rogério (Daniel, Profeta); grupo da Capoeira (Ofélia); articuladores e coordenadores de ruas da Comunidade (Rita, Nazaré Cambuta, Néia e Luzia); Professores Vera e Márcio.

“A virtude, o estudo, e a alegria são três irmãos que não devem viver separados”. Voltaire
Os participantes do evento celebraram, através de orações, o padroeira da juventude, São Luiz Gonzaga, que é…

Assim surgiu a Festa de São João.

Imagem
Santa Isabel era muito amiga de Nossa Senhora e, por isso, costumavam visitar-se.

Uma tarde, Santa Isabel foi à casa de Nossa Senhora e aproveitou para contar-lhe que, dentro de algum tempo, iria nascer seu filho, que se chamaria João Batista.

Nossa Senhora, então, perguntou-lhe:

− Como poderei saber do nascimento do garoto?


− Acenderei uma fogueira bem grande; assim você de longe poderá vê-la e saberá que Joãozinho nasceu. Mandarei, também, erguer um mastro, com uma boneca sobre ele.

Santa Isabel cumpriu a promessa.

Um dia, Nossa Senhora viu, ao longe, uma fumacinha e depois umas chamas bem vermelhas. Dirigiu-se para a casa de Isabel e encontrou o menino João Batista, que mais tarde seria um dos Santos mais importantes da religião católica. Isso se deu no dia vinte e quatro de junho.

Começou assim, a ser festejado São João com mastro, fogueira e outras coisas bonitas, como: foguetes, balões, danças, etc.

E, por falar nisso, o porquê das bombas para alegrar os festejos de São João é que…

Festa de São José Operário em Carmo da Cachoeira.

Imagem
Nos dias 28 e 29 de abril e 1º de maio, a Comunidade São José Operário celebrou com muita alegria e devoção, na quadra poliesportiva da Escola Professora Wanderléia, a Festa dedicada ao seu Padroeiro São José Operário: no dia 28 com som ao vivo, quermesse e leilão de brindes; no dia 29 com bingo beneficente e quermesse; culminando, no dia 1º de maio, com a procissão de carro de bois transportando o Padroeiro desde a Capela de Nossa Senhora da Esperança até a quadra da Escola, onde teve lugar a celebração festiva da Santa Missa. A procissão contou com a presença da Consciência Negra e membros da comunidade representando várias categorias de trabalhadores da nossa cidade, como: saúde, assistência social, educação, limpeza pública e principalmente do meio rural. Os fiéis compareceram de forma maciça, numa demonstração de fé em São José, que além de ser o pai adotivo de Jesus é também o protetor de todos os trabalhadores.

Como todos os anos, foi uma festa santa, sem a comercialização d…

Missa da véspera da viagem do Padre André.

Imagem
O outono no Brasil apresenta-se como uma das estações mais belas. Você já parou para observar as estrelas nesse período do ano? Como elas se tornam nítidas na abóbada celeste? Foi debaixo desse céu cintilante que Padre André celebrou a Santa Missa, na Comunidade São Pedro de Rates, no domingo que precedeu sua viagem para outro continente, para a terra onde nasceu o saudoso Padre Bernardo.

No final da celebração, entrou a graciosa procissão das crianças, cantando, louvando, aclamando Maria, docemente, como pequenos anjos:


Mãezinha do céu, eu não sei rezar
Eu só sei dizer: quero te amar Azul é seu manto, branco é seu véu Mãezinha eu quero te ver lá no céu...
Nesse primeiro domingo de maio, os anjinhos coroaram a Rainha do céu e da terra e, no final da coroação, abraçaram alegremente o Padre André. Diante dessa cena, a memória trouxe a lembrança de Jesus dizendo: Deixai vir a mim as criancinhas! (Lc 18, 15) Ele relacionava a inocência da criança com o Reino do céu; Reino que acolhe os puro…

Oração pela Misericórdia de Cristo.

Imagem
Senhor, dá-me olhos misericordiosos,
para que meu olhar possa ver a necessidade em cada lugar.
Senhor, dá-me uma boca silenciosa,
para que só pronuncie palavras de amor e de luz.
Senhor, dá-me um caminhar humilde,
para que meus pés caminhem pela senda da simplicidade.
Senhor, dá-me ouvidos cristalinos,
para que só ouça Tuas palavras em todo lugar.
Senhor, dá-me um coração puro,
para que guarde a esperança e
em Tua Divina Misericórdia alcance a redenção.
Senhor, dá-me mãos prodigiosas,
para que só doe e sirva aos necessitados de Ti.
Amém.

O Seu Nome é Jesus - 4ª Parte

Imagem
Chegando a hora do Seu nascimento e não havendo lugar para eles na hospedaria, o único local que o aflito e preocupado José conseguiu foi um estábulo, onde os animais se abrigavam. Ali, Jesus, o Filho de Deus, nasceria e teria por berço uma manjedoura, um cocho onde os animais se alimentavam. Maria nada reclamou, pois já se entregara incondicionalmente como instrumento de realização dos planos de Deus e, por isso mesmo, no fundo de seu coração talvez já tivesse conhecimento de tudo.

Não poderia haver lugar mais simples para um nascimento. Do lado de fora havia um grupo de pastores. Estavam sentados no chão em silêncio, talvez perplexos, talvez com medo, mas certamente maravilhados. Sua vigília noturna fora interrompida por uma explosão de luzes vinda do céu e pela sinfonia de anjos. Deus comunica-se sobretudo com os simples e humildes e com aqueles que têm tempo para ouvi-Lo. Naquela noite sem nuvens, Ele foi até os simples pastores de ovelhas.

Ao lado da jovem mãe está o pai cansado…

A fé Cristã se alicerça na Santíssima Trindade.

Imagem
Em nome do Pai, em nome do Filho, em nome do Espírito Santo, estamos aqui. Para louvar e agradecer, bendizer e adorar, estamos aqui Senhor, a Teu dispor. Para louvar e agradecer, bendizer e adorar, Te aclamar, Deus trino de amor.
Vocês já perceberam que tudo no cristianismo apresenta-se de modo trinitário? É só observar como as orações oficiais da Igreja acontecem: são sempre invocações dirigidas ao Pai, por meio de Cristo, na unidade com o Espírito Santo. A compreensão a que deveremos chegar é de que o mistério da comunhão do Deus uno e trino manifesta-se entre nós cristãos, que nos consideramos como membros do POVO DE DEUS. Não seria, pois, de forma participativa que todo batizado deveria viver? Não seria buscando viver em comunhão, em união, em torno de um único mistério – o do amor?

Se nos reportamos aos primeiros cristãos, sentimo-nos fazendo parte da grande corrente de vida, daquela que nos une e entrelaça através da nossa natureza divina. Paulo, ao escrever aos Colossenses, diz q…

Gratidão à Mãe! - José Maia.

Imagem
Agradeço, Deus, bondoso Pai, Pelo anjo que mandaste Para me receber no mundo...
Agradeço a esses braços Amorosos, que me embalaram Quando eu era frágil criança.
Agradeço a essa dedicada criatura Que, vencendo os desafios, Passou a chamar-me “meu filho”!
Agradeço a esse coração amigo Que abriu as portas do seu lar Para o viajante aflito.
Agradeço a essa voz paciente Que me suportou a rebeldia E me orientou no caminho.
Agradeço a minha mãe Que me aninhou nos seus braços Nos dias alegres e amargos de ontem.
Agradeço também à companheira querida Que se fez mãe dos filhos meus Nesta caminhada feliz.
Peço a Deus que abençoe A todas as mães da Terra Anjos embaixadores de amor e luz!
José Maia

O Óbolo de São Pedro - origem, história e razão.

Imagem
O Óbolo de São Pedro é uma coleta realizada nas Igrejas católicas, no dia da Festa de São Pedro e São Paulo, ou no domingo próximo a essa Festa, destinada à Santa Sé, para cobrir as carências da Igreja universal e as obras da caridade papal. Muitas dioceses pobres, institutos religiosos, obras de evangelização e pessoas vivendo em grande penúria são ajudados através desses donativos ofertados pelos membros da Igreja. Quem contribui para essa coleta anual está ajudando, muitas vezes sem saber, irmãos que vivem muito distantes, a superar graves dificuldades, como: exilados, migrantes, vítimas de guerras, de terremotos e outros desastres naturais, crianças abandonadas, pobres e doentes marginalizados, etc. Através da mão generosa de todo cristão espalhado pelo Planeta, o Santo Papa pode realizar essa caridade sem fronteiras, tão cara ao coração de Jesus.

O Papa Bento XVI, em sua primeira Encíclica Deus Caritas Est, de 25/12/2005, expressou que A Igreja nunca poderá ser dispensada da prá…

Maria no caminho da Cruz.

Imagem
Quando se desenrolou a última cena do drama do sangramento da Redenção no Calvário, Maria estava de pé junto da Cruz, não só porque amava seu Filho com ternura ou por mera casualidade, mas precisamente na mesma qualidade com que estivera na Encarnação: estava ali como representante da humanidade, confirmando o oferecimento que fizera do seu Filho, por amor dos homens. O nosso Divino Redentor não se ofereceu ao Eterno Pai sem que ela consentisse e O oferecesse também, em nome e a favor de todos os seus filhos: a Cruz deveria ser o sacrifício de todos eles, como o era de Jesus.

Assim como verdadeiramente sofreu e quase morreu com seu filho padecente (Bento XV), assim renunciou seus direitos maternais sobre seu Filho, pela salvação dos homens” (Man. Pp. 274-360).

Assim continua esta caminhada de fé, de esperança e de unidade em busca de vida e vida em abundância. É tempo de missão, e missão é ir ao encontro daquele que está necessitando de amor e de solidariedade.

É por isso que Maria …

Caminho da Salvação - Palavra Viva.

Imagem
A multidão escutava Jesus com prazer, porque suas palavras tocavam-lhe o coração e não eram como as dos outros líderes. Ele tinha autoridade. É a Palavra que nos convoca para ser verdadeiramente o novo Povo de Deus. O Povo de Deus reúne-se em Comunidade para meditar a Palavra da vida e descobrir os caminhos da salvação em nosso tempo. A misericórdia divina foi plantada em nós pela Palavra redentora de Cristo. (Deus Conosco, 8 de junho)

A salvação está na Palavra. A Palavra para nós é o Evangelho de Cristo, nosso Mestre. Para alcançarmos a salvação, o Evangelho precisa tornar-se PALAVRA VIVA em nossas vidas. Nosso caminhar, os caminhos que escolhemos, nosso agir, as atitudes que tomamos no dia a dia, nossos sentimentos, o que desejamos ao outro, nossos pensamentos, as palavras que dirigimos ao próximo: tudo isso compõe o nosso existir concreto e precisa estar alicerçado nos Ensinamentos de Jesus. Isto é o que significa PALAVRA VIVA, palavra que guia nossa vida, que orienta nossos atos…

O Papa Bento XVI e o Venerável Padre Victor.

Partilhamos com vocês nossa alegria pela notícia vinda de Roma: o Papa Bento XVI, no dia 10 de maio de 2012, declarou venerável o Padre Victor. É mais uma etapa conquistada no processo de sua beatificação.

Continuamos confiantes nas orações de todos e pedimos que nos enviem relatos de graças alcançadas. Que Padre Victor mereça logo a honra dos altares, para a maior glória de Deus!

Os grandes homens não morrem! Deixam de existir na terra, para viverem no coração agradecido dos povos e nas páginas da História.
Padre Victor é desse tipo de homens: não morreu! Ele está vivo no coração do povo que o ouviu, que sentiu sua presença e que sempre admira as virtudes que ele manifestou na Terra; virtudes nobres, respeitáveis e, ao mesmo tempo, humildes e simples, cuja lembrança basta para nos cobrir de bênçãos.

Associação Padre Victor de Três Pontas Praça Cônego Victor, 45, Fone/fax: 0xx (35) 3265-2627, padrevictor@tpnet.psi.br

Município Sustentável e o Dia Mundial do Meio Ambiente.

Imagem
A cada ano, é escolhido um país para sediar as celebrações do Dia Mundial do Meio Ambiente. Neste 5 de junho é a vez do Brasil que também acolherá, duas semanas depois, a Conferência das Nações Unidas sobre o Desenvolvimento Sustentável, a RIO+20.

O tema central proposto para a celebração ambiental deste ano é a “Economia Verde”. Apesar de ser uma proposta justa, que poderia resultar em melhor qualidade de vida, na prática ela tem-se mostrado inócua ou pior que isso, pois não ataca a principal causa da devastação ambiental: o atual modelo predatório de desenvolvimento, baseado no consumismo e na prevalência da riqueza gananciosa sobre os direitos humanos e sobre o respeito à Mãe Terra, como afirma Leonardo Boff.

A Presidenta Dilma, sensível ao problema, expressou esperança de que a Rio+20, sobretudo através da Cúpula dos Povos, venha a apresentar um novo paradigma, como solução à crise global: “um outro mundo possível”. Isso nos anima a esperar que ela comprove esse posicionamento, …

A Trezena de Santo Antônio no bairro da Estação.

Imagem
Este ano tivemos que alterar algumas coisas em relação aos anos anteriores, nos preparativos para a celebração de Santo Antônio. Três pessoas fortes da equipe de organização não estão mais entre nós. Lembremo-nos delas em nossas orações. Segundo as informações, eram três pessoas dedicadas ao serviço da preparação da festa – três, como a concepção da Santíssima Trindade. No entanto, neste ano, o grupo se resumiu a uma pessoa: aberta ao diálogo com outras pastorais e movimentos, a organizadora da Trezena de Santo Antônio, Zezinha, deu o pontapé inicial para que o povoado se preparasse para celebrar o seu Padroeiro.

Lembrando o que Jesus ensinou, a organizadora não se deixou abalar pela falta de colaboradores e com convicção manteve-se otimista na certeza de que o Espírito Santo não a deixaria só. Ele haveria de despertar o espírito de colaboração em outros membros da comunidade, para que a Trezena de Santo Antônio não fosse interrompida, após tantos anos. Com lápis e papel nas mãos, Z…

Retrospectiva do Mês Mariano 2012.

Imagem
Maio, mês em que voltamos nossos olhares com mais profundidade à Mãe do Filho de Deus, foi rico em vivências marianas: Senhora de Fátima, Maria em Pentecostes, e Visitação de Nossa Senhora. Formaram-se grupos para a recitação do Terço, para organizar a Coroação de Maria e para o estudo de trechos do Evangelho onde Maria é citada. Lembramo-nos que, depois do Ascensão de Jesus, os discípulos voltavam para Jerusalém, caminhando com Maria, a mais preciosa herança de Jesus; “E o discípulo a levou para sua casa” (Jo 19,27). Para todos, a Mãe de Jesus foi amparo e consolação naquele tempo, quando ainda não tinham recebido a força do Alto.

Tu és bendita mais do que todas as mulheres; bendito é também o fruto do teu ventre! Como me é dado que venha a mim a mãe do meu Senhor?” (Lc 1,42-43). As palavras de Isabel, cheias da sabedoria de Deus, emitidas sob a ação do Espírito Santo em seu coração, tiveram o dom de fazer o coração de Maria transbordar e Ela rezou um dos mais belos hinos que dest…

Santos populares do mês de Junho.

Imagem
O mês de Junho é marcado pelas festividades de Santo Antônio, São João, São Pedro e São Paulo. Quem foram esses grandes santos? Saiba um pouquinho sobre a vida de cada um deles.

13 de junho – Santo Antônio

Santo Antônio nasceu em Lisboa (Portugal), em 1192. Ficou conhecido como santo milagroso porque Deus realizou, através dele, muitos milagres em favor de todos os que recorriam a sua intercessão. Por sua boa oratória é o santo certo para as causas perdidas e também socorre quem perdeu bens de valor. Por sua caridade em presentear as moças que precisavam de dotes para se casar, tornou-se conhecido como santo casamenteiro. Santo Antônio era agostiniano e depois, tornou-se franciscano. Foi proclamado doutor da Igreja. Este grande santo nos ensina a esvaziarmo-nos de nós mesmos para deixar Deus ser tudo em nós. Santo Antônio rogai por nós!

24 de junho – São João Batista

A vida deste grande santo está nos Evangelhos. Foi primo e precursor de Jesus Cristo; foi ele quem deu a Jesus o seu prime…