Paulo Piano e os caminhos de Lavras, MG.

"Foi uma experiência fantástica. Muitos desafios. Fazia parte do trajeto a estrada de terra que liga Carmo da Cachoeira à Varginha. Os trechos mais difíceis ficavam mos morros do Mingutinha e João Urbano".¹ Paulo Oliveira Alves (Paulo Piano), não só recorda, como também registra as impressões vividas quando de sua primeira viagem de automóvel fora do perímetro urbano de Lavras.

Quando o Projeto Partilha visitou Paulo Piano em Lavras, no início do ano de 2005, ouviu dele uma mensagem que dificilmente se apagará de nossas mentes. Disse ele: "Vejam esses pianos. Tudo começou com este (apontando para um piano). Ainda menino comprei-o em Carmo da Cachoeira. Ele estava todo estragado e servindo de ninho para galinhas. O teclado tinha uma falha. Foi a nota correspondente a esta falha a minha mestra. Ela indicou o caminho de novas descobertas. Sou um autodidata em termos musicais."

Paulo Piano, soa em nossos ouvidos suas palavras e suas lições de vida, em especial esta: "seja uma célula viva da sociedade, produza mais do que consuma, tendo portanto mais a oferecer do que a reclamar".

Luz, Harmonia e muita Paz ao senhor e sua família.

Projeto Partilha - Leonor Rizzi

Próxima matéria: A Profª. Resende e as Minas dos Cataguases.
Artigo Anterior: Afonso Arinos e a cidade de Campanha.

1. A referência aos citados morros estão às fls.80 do Livro: Lavras - Primórdios do Automobilismo, primeira edição. Relançado em agosto do ano de 2005, o Livro retrata fatos históricos curiosos, fotografias raras de primorosa e de imensa beleza. Paulo Piano, é figura importante na Cidade de Lavras, conhecido por seus automóveis antigos premiados nacionalmente e no exterior.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A organização do quilombo.

A Família Campos no Sul de Minas Gerais.