O CCP de Carmo da Cachoeira e o pároco Padre André Luiz da Cruz.


            A Paróquia Nossa Senhora do Carmo se achava sem Pastor, praticamente acéfala.

         |A Senhora do Carmo, mãe que não descuida, toma o recém-ordenado André Luís da Cruz e o conduz para pastorear o seu rebanho, o rebanho carmelitano e ele Padre André Luís, com suas características marcantes, entre elas, a obediência, a humildade e a firmeza olha devagar para cada coisa, vendo o que a multidão não via. Assume, Caminha, detendo-se nos pequenos detalhes, levantando memórias, sentindo as necessidades dos paroquianos e com extrema sensibilidade, fé e delicadeza chega ao coração e à mente de cada um de nós, despertando-nos para o agora, acordando em nós o desejo de viver de forma diferente – nunca é tarde para isso, ou seja, para busca de Deus para nossas vidas.

            Padre André Luís diz ao seu rebanho: A vontade específica de Deus é a de que a Palavra seja usada como instrução e EVANGELIZAR, proclamar as virtudes e ações do Senhor é dever de todo o batizado. Não só proclamando uma peça aprendida de cor, mas assimilando-a “nas entranhas”. Será “um canto novo” de algo vivido.

            Quem olha para nosso pastor, sem o conhecer, levanta uma pergunta: Quem é este homem? Por que? Por que ele vive o que prega. Assim, o que estava num “escrito” passa estar em suas entranhas. Ele assimila amorosamente o que proclama e obedientemente a acolhe. Veja, por exemplo, sua atitude ao receber a Provisão de Pároco em Pedralva – MG, nomeado para a Paróquia de São Sebastião, em 25 de janeiro de 2013. Obedientemente. Acolhe.

“Não queres sacrifícios e ofertas; Cavaste-me ouvidos; não pedes holocaustos nem vitimas expiatórias. Então eu digo: “Aqui estou”. No texto do rolo está escrito de mim”. (Sl 40, 7-8)
 
 




            O que lemos nas atitudes do Padre André Luís? Alguns vêem nessas atitudes próprias dele o reflexo da misericórdia que impulsiona à ação solidária; A pureza de coração que supera a pureza ritual e acolhe a todos; O promotor da Paz em vista da construção de um mundo sem ambição. Esta leitura é apenas uma entre muitas outras...

            Padre André Luís com seu espírito de fé viva e firme, seu coração pleno de Deus se volta com preocupação constante para o social, advertindo-nos de que para que haja uma fé firme torna-se necessário a busca freqüente da mesa Eucarística.

            Padre André nos lembra ainda de que a Eucaristia é uma exigência fundamental de transformação do homem. A transformação tanto dos corações egoístas e pecaminosos quanto das estruturas opressores e exploradores do poder.

            Padre André Luís da Cruz teve sua ordenação presbiteral de neo-sacerdote a 24 de outubro de 2003, celebrando sua primeira missa a 26 de outubro de 2003 na Matriz Sagrada – Família, Três Corações, MG e primeira missa na Paróquia Nossa Senhora do Carmo a 08 de novembro de 2003.

            Com relação as procissões, os nossos arquivos registram o seguinte:

1ª Provisão de Administrador Paroquial da Paróquia Nossa Senhora do Carmo.
            “Esta provisão tem validade por três anos”. Campanha 03 de novembro de 2003. Esta provisão foi interrompida pela Provisão de Pároco.

2ª Provisão de Pároco: Nomeação como Pároco: Nomeação como Pároco da Paróquia Nossa Senhora do Carmo: “Esta provisão tem validade por seis anos.” Campanha 03 de novembro de 2005.

3ª Provisão de Administrador Paroquial da Paróquia Nossa Senhora do Carmo com validade de um ano. No dia 22 de novembro de 2011, o chanceler, Padre Lusair Coelho de Abreu, celebrou missa oficializando o ato.

            Durante o período de 02 de novembro de 2003 a 25 de janeiro de 2013 a caminhada do Revmo. Padre André Luís da Cruz foi de construções e ações incalculáveis que resultaram numa transformação do fiel cristão e da sociedade cachoeirense.

            Ações que visam fortalecer o inter-relacionamento com outras comunidades:

 - Visitas e ajudas a Comunidades vizinhas;
 - Pároco em duas paróquias simultaneamente: Carmo da Cachoeira e São Bento Abade (distância: 25 km).
 - Orientador Espiritual do E.C.C. – Varginha
 - Participação do Conselho Diocesano Pastoral;
 - Fundação Educacional Diocesana Nossa Senhora do Carmo;
 - Caminho Nhá Chica – Padre Vitor;
 - Participação no Movimento Eclesial de Base “Cebs”;
- Ações internas de reforma das estruturas comunitárias e implantação de novas Comunidades rurais e urbanas: uma no setor norte da paróquia – São Pedro de Rates e Mãe Peregrina;
 - Ações que dinamizam movimentos jovens;
 - Participação do Conselho Municipal de Cultura;
 - Apoio irrestrito às Santas Missões Populares;
 - Propôs a elaboração do Regimento para o CPP, aprovado com emendas na Assembléia Paroquial, em 02 de dezembro de 2012; projeto e elaboração do Informativo “A Padroeira”;
 - Implantou o Domingo Cultural que aconteceu pela 1ª vez no dia 16 de abril do ano de 2012. Foi um dia inteirinho de festa na Praça do Carmo e sem a oferta e uso de bebidas alcoólicas. O evento abriu espaço para grupos de yoga; capoeira; muay thai; karatê; danças folclóricas; apresentação de teatro; coral cênico; artes circenses. Complementando o ambiente das apresentações a praça de alimentação e a feira de artesanato.
 - Dinamizou a celebração do Dia da Consciência Negra que com sua forma de organização ganha vida nova. Congadas e Folias de Reis congraçam para a celebração integradora.
 - Implantou a biblioteca catequética com acervo destinado ao aperfeiçoamento do homem da sociedade, através de literatura evangelizadora e impulsionadora da FÉ.
 - Lutou para que fosse implantadas na cidade Associações de bairro. Houve experiência piloto no bairro São José Operário. Como orientador espiritual, Padre André orienta administradores comunitários e em geral para que conversem ESPÍRITO aberto para ouvir críticas e opiniões.
            A importância do Conselho como instancia de dialogo, discussão de idéias e pontos de vistas é de valor inestimável.
 - A Reforma da Igreja impulsionou a FÉ.
 - Incentivou a formação do Grupo FÉ e POLÍTICA e seus componentes organizaram os debates entre candidatos por ocasião das eleições municipais. Elaboraram um projeto para detectar carências em 2 bairros: São José Operário e Bom Retiro. A implementação do referido projeto dependeria de apresentá-lo à Câmara e, neste ponto, o grupo parou.
 - Incentivou debate sobre a obra publicada pela Pastoral da Ecologia, “Construindo um Município Sustentável;
 - Incentivou Novenas e Encontros de Círculos Bíblicos realizados nas casas e organizadas pelas comunidades rurais e urbanas, pelas pastorais e movimentos. Foi assim com o Evangelho de São Marcos; São Mateus e São Lucas e com as novenas para beatificação do Servo de Deus Padre Victor; de Nossa Senhora Aparecida; São Frei Galvão; Santo Antônio na Estação; Despertar Vocacional.
 - Incentivou a “Romaria do Trabalhador”;
 - Abriu espaço dentro dos encontros para realização de outros encontros, conforme as propostas do cristão leigo, Laudelino Augusto. Assim aconteceu. Foram realizados os encontros que abordaram um conteúdo que visa contribuir para a construção de uma sociedade justa e solidária.
 - I Despertar Vocacional, nasceu o Serviço de Animação Vocacional;
 - Incentivou a celebração de missas nas casas para o mês de junho e julho.
 - Motivou o Cerco de Jericó
 - Deu continuidade ao programa de rádio “Almoço com vigário”.
 - Lutou para que a missa das 10 horas voltasse a ser transmitida através da Rádio Esperança e ora ampliada seu alcance aos navegantes do mundo virtual.
 - Apelou à população para que assinasse os abaixos assinados propostos pela CNBB: ficha limpa e o aumento de percentual a ser repassado para os Municípios no setor da saúde, de 4 para 10%.
 - Realizou palestras em Retiros;
 - Organizou, por ocasião das Comemorações do Sesquicentenário da Paróquia, um recital de piano e vozes com os artistas locais, Maysa Nascimento e Francis Vilela.
 - Criou um meio de comunicação no mundo virtual como forma de divulgar os resultados das pesquisas sobre a origem das Capelas, Hermidas, etc., nas Fazendas.
 - Participou e incentivou as jornadas a pé, ao Cemitério dos Escravos (memória), em Carmo da Cachoeira (Chamusca), também a cidade de Três Pontas, para a celebração da festa do Servo Padre Vitor.
 - Apoio irrestrito aos seminaristas estagiários em formação na Diocese da Campanha.
 - Empenhou-se para que tanto a Paróquia, quanto a cidade comemorassem o Sesquicentenário da Paróquia.
 - Resgatou e gravou o Hino da Cidade, composto pela Professora Maria Antonietta de Rezende.
 - Incentivou compositores locais para que surgisse o Hino do Sesquicentenário.
 - Encabeçou movimento para fortalecer o fim do “Vem quem guenta”, na cidade.
 - Gravou em forma de CD o Hino do Sesquicentenário e composição adaptada da poesia de Padre Godinho com arranjo de Tiãozinho, Giovane e Jobinho.
 - Implantou o Curso de Teologia para leigos;
 - Enviou para Curso de Teologia, leigos, preparando-os para o exercício da Celebração da Palavra, Administração dos Sacramentos do Batismo e Matrimônio;
 - O Revmo. Padre André percebendo que a Igreja Matriz não havia sido “sagrada”, ele não só preocupou-se como tomou providências para que o ato acontecesse: reformou a Igreja e fez contato com a diocese para que o ritual pudesse acontecer;
 - Tendo em vista a missão de planejar a Ação Pastoral da Paróquia Nossa Senhora do Carmo, de Carmo da Cachoeira-MG o Revmo Padre André Luís da Cruz priorizou sua organização o inter-relacionamento de conselhos, serviços, movimentos, pastorais, comunidades rurais e urbanas, associações religiosas num impulso constante, dinâmico e solidário implantado durante reuniões para grupos específicos em visitas e nas pregações durante eventos sociais e religiosos.
O objetivo que o Revmo. Padre André Luís busca alcançar é transformar o Povo de Deus caminhantes em Carmo da Cachoeira em verdadeiros discípulos missionários.
            Revmo. Padre André Luís é respeitado pelos pastores de Igrejas de outras denominações religiosas, pela sua forma de entendimento das questões a respeito dos direitos humanos.
A justificativa está no fato de que todas as ações empreendidas por Padre André Luís visam disseminar uma cultura de paz e deve a seu entender se iniciar através do dialogo, um dos caminhos mais seguros para a Paz.
 - Forças ativas da Paróquia passaram por cursos de formação de liderança e reciclagem.
            A celebração dos Sacramentos e da Eucaristia nas comunidades tornaram-se constantes conforme cronograma elaborado durante as Assembléias Pastorais Paroquiais anuais. A última realizada teve como tema “Para que todos sejam um” (Jo 17,21). Dela resultou o Calendário Pastoral 2013, fruto do diálogo em torno das realizações ocorridas no ano de 2012 e reflexões sobre aquilo que não foi possível se realizar. O eixo básico da ação, como nos lembra constantemente o Pároco Padre André Luís é “Damos Testemunho da Nossa Fé” e lançar luzes para o futuro. Lideranças que apontam necessidades a serem concretizadas e programam ações em seu setor especial, com profunda e eterna gratidão, assinam e dão fé do contido neste relatório, que será lido durante a missa do 2º Domingo Comum, dia 23 de janeiro de 2013. Após a aprovação pela Assembléia constituída pelos fiéis presentes, este relatório será encaminhado a Câmara Municipal de Carmo da Cachoeira, com solicitação para que se faça a leitura, na 1ª sessão ordinária do mês de janeiro do referido ano.
            Para que não pequemos por omissão, vamos divulgar nesse relatório um pedido feito pelo nosso pastor: “A última missa que celebrarei na paróquia, deve revestir-se da simplicidade, a mesma presente em Nosso Senhor Jesus Cristo e de gratidão a Deus Pai Criador, por tudo o que Ele me permitiu fazer aqui”. Dissemos: AMÉM. 

                Nós, ovelhas pastoreadas durante nove anos e dois meses por este BOM PASTOR, Revmo. Padre André Luís da Cruz o consideramos, no âmbito civil, um CIDADÃO CACHOEIRENSE e lhe pedimos sua bênção paternal para hoje e para o tempo que nossas vidas permanecerem na terra.


Presidente do Conselho Pastoral Paroquial

 Presidente do Conselho Administrativo Paroquial

Comentários

Anônimo disse…
Olá tudo bem? Preciso muito falar com Padre André, alguém poderia me ajudar por favor?
TS Bovaris disse…
Pe. André está em Pedralva, no site da Diocese tem o endereço e o telefone: http://www.diocesedacampanha.org.br/index.php?option=com_content&view=article&id=167&Itemid=394

Postagens mais visitadas deste blog

A organização do quilombo.