Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2010

Permuta de terras em Carmo da Cachoeira.

Doutor Mathias Antonio Moinhos de Vilhena e sua mulher dona Maria Carolina de Gouvêa Vilhena passam escriptura de permuta em Carmo da Cachoeira, Minas Gerais:

Escriptura de permuta que entre si fazem o Doutor Mathias Antonio Moinhos de Vilhena e sua mulher e Francisco de Assis Reis de suas fazendas como abaixo declara.

Saibão quantos esta virem que, sendo no anno do nascimento de Nosso Senhor Jesus Cristo de mil oitocentos e noventa, aos soze dias do mes de fevereiro, do dito anno nésta freguesia do Carmo da Cachoeira, Termo de Varginha, Estado de Minas Gerais, em meu cartório comparecerão presentes partes havidas e contratadas a saber - como outorgantes e outorgada Doutor Mathias Antonio Moinho de Vilhena e sua mulher dona Maria Carolina Gouvêa Vilhena (...)
Projeto Partilha - Leonor Rizzi

O padre cachoeirense e seus irmãos.

O Padre que aparece na foto é o Pe. Manoel Francisco Maciel. Ele permaneceu como pároco da Igreja Matriz Nossa Senhora do Carmo, Carmo da Cachoeira, Minas Gerais de 09-05-1944 a 1965.

Pe. Manoel é irmão do cartorário Antonio Bonifácio Maciel.

A mãe e a irmã do padre.

Ajude-nos a contar a história de Carmo da Cachoeira. Aproveite o espaço "comentários" para relatar algo sobre esta foto, histórias, fatos e curiosidades. Assim como casos, fatos e dados históricos referentes a nossa cidade e região.

Luminárias e os fragmentos do "PROLE - Tuca"

"Em 1953. Arthur Martins de Andrade, o Tuchê, era Prefeito Municipal de Luminárias e era o Presidente do partido que o elegeu. Éramos oposição ao Palácio da Liberdade e fomos à Capital reivindicar melhoramentos para o nosso Município.

Lá chegando, logo ficamos sabendo que o Chefe do Governador Juscelino era o Dr. Edson Lago Pinheiro, contemporâneo do irmão do Prefeito no Ginásio Santo Antônio de São João del-Rei. Fomos então ao Palácio, nós três. Quando eu via receptividade, ri até aos cantos e pensava com meus botões - estamos feitos, conseguiremos tudo! Mas quando chegou mesmo no mérito da questão que era pedir algo para Luminárias, o Chefe aperta o botão de uma campainha e pede a pasta de Luminárias. Dentro desta havia apenas uma folha dizendo - "somente atenda pedidos do Diretório do PSD". Fracasso. Assim, teríamos que apelar para os corregionários. Era Presidente da UDN mineira o Prof. João Franzen de Lima e, na sede do Partido, marcamos um jantar na Churrascaria C…

Prefeito pede informações históricas ao Fórum.

Em 30 de Setembro de 2005, o prefeito Godofredo José Caldeira Reis solicitou a Primeira Vara da Comarca de Varginha autorização para realizar trabalho de pesquisa nos documentos daquela jurisdição:

(...) Nosso interesse é buscar, através de documentos, nossas origens e formação social. Além de outros, o que temos hoje é farta documentação sobre as Sesmarias e suas medições, no entanto, só ao concretizar uma venda é que podemos afirmar se alguém seu legítimo proprietário e real ocupante do lugar.

Para nós a fazenda denominada "Campo Formoso", que se compunha de campos e capoeira e uma pequena benfeitoria paira muitas dúvidas: quem foi seu ocupante real, se essa benfeitoria seria casa ou ermida, quem eram seus vizinhos.

Outro ponto de suma importância é a localização do nome de Manoel Antônio Rattes, citado como primeiro morador e comprovados nascimentos e batismos de filhos e netos na região. Mas, onde ficavam suas terras? Como as doou para ser o cemitério? Forma realizadas b…

Prefeito Godofredo José Caldeira Reis procura...

Em 2005 o prefeitro de Carmo da Cachoeira Godofredo José Caldeira Reis encaminhou um ofício (182/05/GAB) ao Gen. Araquen Albuquerque, comandante da Escola de Sargentos de Três Corações solicitando informações históricas:

Buscando rever a história da ocupação da hoje cidade de Carmo da Cachoeira, em função da Casa de Cultura local, deparamos com dois nomes ligados a Instituição de Segurança Nacional antes da reorganização. São eles: Capitão Manoel Costa Morais, em 1857, que serviu de 15 de Agosto de 1857 a (?) - citação em Galeria dos Comandantes; e Pedro Rattes Pereira, em 1893, da Guarda Nacional, 141º Batalhão de Infantaria - 4ª Cia.

Necessitamos de dados que confirmarem serem filhos ou netos do patriarca Manoel Antônio Rattes ou Rates, casado com Maria da Costa Morais. Alguns documentos referem-se a Maria da Costa , outros a Maria da Costa Moraes.

Anexamos páginas do livro "Carmo da Cachoeira, a origem e o desenvolvimento" de Wanderley Ferreira de Rezende, onde há a citaç…

Cachoeira, 04 de dezembro do ano de 1928.

Remexendo um antigo baú, uma filha das terras cachoeirense encontrou uma escritura que fazia referência ao Ribeirão do Carmo em Carmo da Cachoeira:

Vendedores: José Pinto Mesquita e sua mulher Ana Dias Mesquita. ... E, perante as quais, pelos outorgantes vendedores, me foi dito, que são senhores e legítimos possuidores de dois terrenos situados à Rua Boiadeira, nesta cidade, e que obtiveram por compra feita de dona Constância Amélia de Carvalho e outras por escritura passada pelo Tabelião João Batista Braga, noi primeiro Ofício do Judicial e Notas de Varginha, em 04 de dezembro de 1928 e registrada no registro de Imóveis de Varginha, no livro n.3E fls. 136, sob n.3961. Tendo o primeiro terreno a área de 3.971 metros quadrados em terreno de pasto, dentro das seguintes confrontações. Confronta com a Rua Boiadeira, herdeiros de Francisco Romanielo, Juvenal Olímpio e Benevuto Rodrigues da Silva Reis: Ribeirão do Carmo da Cachoeira e Ana dias de Oliveira. Tendo o segundo (...) com Ribeirão …

Professor da UNESP conectado aqui.

de: Cassio  Maia

Boa tarde!Meu nome é Cassio Maia, sou Professor da Unesp e, recentemente, descobri que sou tetra-neto de Pedro José Villela casado com Dna. Maria Francisco do Carmo (minha tetra-avó) filha de Francisco Borges da Costa Libório (meu penta-avô). Navegando pela internet descobri através do Projeto Partilha que a família de Francisco Borges esteve presente em vários eventos religiosos em Carmo do Cachoeiro e que a família Villela tem, também, uma forte presença e história na região.Gostaria de entrar em contato com aqueles que tenham informações em relação ao meu tetra-avô Pedro J. Villela e seus familiares, principalmente no que diz respeito a seus ascendentes. Quero parabenizar à equipe responsável pelo Projeto Partilha pelo belo trabalho desenvolvido.

Oração - Maria Nossa Mãe

Maria passa na frente e vai abrindo estradas e caminhos. Abrindo portas e portões. Abrindo casas e corações.

A mãe indo na frente, os filhos estão protegidos e seguem seus passos. Ela leva todos os filhos sob sua proteção.

Maria passa na frente e resolve aquilo que somos incapazes de resolver. Mãe cuida de tudo que não está ao nosso alcance. Tu tens poderes para isso. Vai mãe, vai acalmando, serenando e amansando corações. Vai acabando com o ódio e rancores, mágoas e maldições. Vai terminando com dificuldades, tristezas e tentações. Vai tirando teus filhos das perdições. Maria passa na frente e cuida de todos os detalhes, cuida, ajuda e protege a todos teus filhos. Maria Tu és mãe e também a porteira. Vai abrindo o coração das pessoas e as portas nos caminhos. Maria eu te peço passa na frente e vai conduzindo, levando, ajudando e curando os filhos que precisam de Ti, ninguém pode dizer que foi decepcionado por Ti, depois de ter Te chamado ou invocado. Só Tu com o poder de Teu Filho p…

A comunidade da Fazenda do Sobrado em MG.

Fazenda do Sobrado neste ano de 2010 está constituída das seguintes famílias:

Primeira família
José Antônio da Silva Neto
Marly de Fátima Alves Silva
Josimar Alves da Silva

Segunda família
José Inácio
Maria do Amparo Prado Garcia
Andréia Prado Inácio

Terceira Família
Robson Aparecido Miranda
Cristiane Fernanda dos Santos Alves

Quarta família
João Marcos Nicolau
Marly Nemento Nascimento Nicolau
Brenda de Cássia Luz Nicolau

Quinta família
José Heitor Miranda
Evanilda Leopoldina Miranda
Heder José Miranda
Rafael Miranda

Sexta família
Orlando José Sebastião. Projeto Partilha - Leonor Rizzi

A fazenda Urtiga, os Rates e o Quilombo.

fazenda Urtiga é histórica, no entanto, ela faz parte do recorte histórico que antecede a presença de doações de sesmarias na região, portanto, falta-nos dados documentais (ainda) para comprovar a verdadeira história de Carmo da Cachoeira da Boa Vista. Parece-nos que havia uma relação de poder que dividia os grupos pertencentes ao antigo distrito de Lavras do Funil - o da Boa Vista e os remanescentes do Quilombo Gondu/Gondum onde, em 1770 estava sob o domínio DOS DE RATES. Segundo Mons. Lefort entra nesta discussão, também, a FAZENDA MARANHÃO. Este quilombo, o deveria ter uma proteção especial (?) pois, não estava marcado no mapa do Capitão França para ser atacado. Ou ele foi extinto antes da limpeza da área não necessitando da intervenção de bandeirantes paulistas, ou era tido como sendo de caráter especial. A Família Rates está buscando e, acredito que irá chegar aos dados.
Projeto Partilha - Leonor Rizzi

Li Vilhena esclarece fatos sobre o Cap. Mathias.

de: Li Vilhena

Existe sim o Capitão Mathias Gonçalves Moinhos, nascido em 1687 em Pitões, Algarves - Portugal, que ora também assinava "De Vilhena", e, ainda, seu filho, homônimo, Coronel de Milicias, Mathias Gonçalves Moinhos de Vilhena, nascido em 1753 em São João Del Rey, que era casado em segundas núpcias com Iria Claudiana Umbelina da Silveira (dos quais descendem muitos dos Vilhenas de Minas - Rio- São Paulo- Rio Grande do Sul, etc)irmã de Barbara Heliodora Guilhermina da Silveira, sendo ele portanto concunhado de Inácio José de Alvarenga Peixoto,e, ainda, seu neto, Major Mathias Antonio Gonçalves Moinhos de Vilhena, nascido em Campanha no ano de 1800 e falecido no ano de 1886.

Este esclarecimento foi publicado como comentário na matéria: Ignácio Franco Torres e outros da região.http://www.carmodacachoeira.net/2008/07/igncio-franco-torres-e-outros-da-regio.html

Os velhos tempos e os Alves Pedrosa.

Lembranças dos velhos tempos resgatam alguns nomes de antigos moradores do Distrito de Carmo da Boa Vista, Fregesisa de Lavras do Funil, Comarca do Rio das Mortes. Entre tantos nomes nos vem, hoje, o de alguns pertencentes a descendência paulista, em especial, os ligados aos "Alves Pedrosa". Os nomes desfilavam em nossa mente ao visitar a antiga Fazenda dos Pinheiros, de propriedade de Gilberto Vilela, filho do ex-prefeito de Carmo da Cachoeira, Saul Vilela. Uma "Alves Pedrosa", dona Helena Francisca Alves da Assunção, casada com José de Oliveira Simões, falecida em 1822, teve seu inventário aberto na Fazenda Palmital da Barra, Lavras do Funil. Dona Helena possuía metade da Fazenda dos Pinheiros. Para nós, que trilhamos estes caminhos centenas de vezes na busca de informações, o espaço geográfico da Fazenda dos Pinheiros e suas adjacências nos tornou familiar. Falar que ele perteceu a Lavras e ou Luminárias não nos soa estranho. Mesmo em Ingaí tivemos a oportunidad…

As Terras de São Pedro de Rates em Minas.

As Terras de São Pedro de Rates significa um espaço exclusivo de dedicação ao Sagrado, ao Divino. Nele existe uma Capelinha dedicada ao Mártir São Pedro de Rates. Está localizado num lugar histórico nesta cidade do sul de Minas Gerais.

Em espaço urbano cercado por alambrado, o local visa estabelecer estreita ligação com a singela paisagem em seu entorno - o morro do Cruzeiro, demarcado a oeste por belíssimos espetáculos oferecidos ao por do sol. A Capelinha funciona como pórtico de entrada e indica, claramente, a separação de sua área que é dedicada a experiências de encontro com Deus, através de seu Filho unigênito - JESUS CRISTO e com o Espírito Santo (de Deus). Fica no setor norte da Paróquia Nossa Senhora do Carmo.

A vida urbana aqui, como em qualquer parte do planeta, se manifesta carreando os afazeres e vivências do cotidiano. É, portanto, onde acontece a realidade da existência humana com suas alegrias/tristezas; com os momentos de felicidade/infelicidade; com os benéficos/do…

Maurício Veiga Garcia e os 7 Silvas.

de: Maurício Veiga

Oi Sou Maurício Veiga Garcia de Inocencia-MS, neto de Guilherma Garcia Leal, esta filha de Melânias Garcia Leal, este filho do Cel.Manoel Garcia Leal, este filho do Alferes Januario Garcia Leal Sobrinho, que era um dos filhos do Alferes João Garcia Leal nascido em Santa Cruz de Goiás-GO em 1759, e morto brutalmente por 7 silvas em MG, assasinato esse que despertou a furia de seu irmão o Alferes Januario Garcia Leal (7 orelhas)... Alferes João Garcia Leal era casado com Maria Joaquina do Espírito Santo.