Um poema à Imaculada Conceição Aparecida.

Por esse dogma que tanto te enaltece,
Por tua Santa e Imaculada Conceição,
Nós te louvamos, ó Maria, nesta prece,
Mulher bendita, as nações te chamarão!

Salve, Rainha, ó Mãe da Misericórdia!
Nossa esperança, nosso alento e vigor,
A nossa Pátria, vem, liberta da discórdia,
Da ignomínia, da injustiça e desamor!


Tu família, aqui, hoje reunida,
Encontra forças no seu lento caminhar.
A ti recorre, Virgem Santa Aparecida,
Nosso caminho vem, ó Mãe, iluminar!

Somente tu foste escolhida e preparada
Por Deus, o Pai, que com carinho te ornou,
Para fazer do Filho Seu, digna morada!
Pelo teu sim, a humanidade se salvou.


Novo Milênio, com Maria festejamos,
Agradecendo tantas graças ao Senhor.

Com passos firmes, nova etapa iniciamos,
Com muita fé, muita esperança e muito amor.


Trecho da obra:
Encontros e desencontros
de Maria Antonietta de Rezende

Projeto Partilha - Leonor Rizzi

Próximo Texto: A túnica Inconsútil, um poema de fé.
Texto Anterior: A prece da poeta e professora Maria Antonietta.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A organização do quilombo.