Pular para o conteúdo principal

A fazenda das Pitangueiras de Lavras do Funil.

Maria de Moraes Ribeiro, ou Maria Ribeira do Vale, filha de André do Vale Ribeiro e de dona Teresa de Moraes, é irmã de Ângela de Moraes Ribeira (Ribeiro), mãe de José Joaquim Gomes Branquinho da Fazenda Boa Vista e sede do Distrito da Boa Vista, Lavras do Funil. Maria de Moraes Ribeiro (Ribeira), tia de José Joaquim Gomes Branquinho, da fazenda Boa Vista de Carmo da Cachoeira, casou-se com Antônio de Brito Peixoto, e foram pais de Jerônimo de Andrade Brito.

Em 1802, dona Ana Rodrigues de Jesus, casada em primeiras núpcias com Belchior de Araújo Sampaio e em segundas núpcias com Domingos Carvalho da Cunha, moradora na Fazenda das Pitangueiras, Aplicação da Capela do Espírito Santo, freguesia de Lavras do Funil, em seu inventário diz: "todos vizinhos para entre eles escolher o que lhe parecer (...)" e cita os seguintes nomes: o Ajudante Jerônimo de Andrade Brito, o tenente Manoel Joaquim de Andrade, o capitão Antonio Ribeiro da Silva ou Francisco Tavares.Sylvestre Fonseca e João Liberal, em sua obra Álbum de Varginha, fls. 138. Ano - 1918, diz:

Fazenda das Pitangueiras

Propriedade de Matheus Tavares da Silva: situada a quinze quilômetros da cidade, possue uma área de 140 alqueires de terras, comprehendendo nesse número 35 de cafezaes, produzindo em média 4.000 arrobas de café por safra. Lavoura de cereaes e de cana. Indústria pastoril bastante desenvolvida, com 180 rezes de criar. Indústria de aguardente.

Projeto Partilha - Leonor Rizzi

Próxima matéria: A venda dos bens de Cândida Nicézia Junqueira.
Artigo Anterior: Pe. Manoel, Ary Florenzano e Carmo da Cachoeira.

Comentários

Anônimo disse…
José Roberto Sales, em sua obra "Espírito Santo da Varginha - 1763 -1920", p.271, e sob o título PROPRIEDADES RURAIS E CORONELISMO, diz:
Sobre as fazendas de Varginha, Bernardo Saturnino da Veiga diz o seguinte, em 1874:
"... pelo resto da freguesia disseminam-se 106 fazendas de cultura e 18 de criação, além de inúmeras outras habitações de agregados, de camponeses pobres, de pescadores e outros indivíduos menos favorecidos da fortuna ..." VEIGA, Bernardo Saturnino da. (1874). Almanach Sul-Mineiro. Campanha: Typographia do Monitor Sul-Mineiro.

"... a principal cultura da freguesia é a da cana e do fumo, gêneros que - com o toucinho - constituem o melhor de sua exportação". (idem acima)

O Annuario Historico Chorographico de Minas Geraes (1909), revela o preço do alqueire de terra em Varginha, no ano de 1885: aproximadamente 100$000 (cem mil réis) Fonte: IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. (1959). Enciclopédia dos municípios brasileiros. Planejamento e orientação de Jurandyr Pires Ferreira. Rio de Janeiro: Oficinas do serviço gráfico do IBGE.

Em Fazendas e proprietários, cita as apontadas por Fonseca & Liberal (1920). Ao citar a GFAZENDA DAS PITANGUEIRAS, esclarece: "MATHEUS TAVARES DA SILVA FILHO, já que Matheus Tavares da Silva, primeiro presidente da Câmara (prefeito) de Varginha faleceu em 1906.
Regina Teixeira disse…
Gostaria muito de conhecer esta Fazenda das Pitangueiras de Lavras do Funil, pois Ana Rodrigues de Jesus e Belchior de Araújo Sampaio foram pais do Bisavô (cap Joaquim de Araújo Sampaio) de minha bisavó (Francisca Rodrigues Pinto). Coisa bem antiga, que eu adoro pesquisar!!!Cuidem bem desse lugar, são relíquias da história que não devem ser esquecidas.
Genealogia disse…
Joaquim de Araujo Sampaio foi pai do meu tataravô, sei que ele morou em Santa Rita de Jacutinga, seu filho morou em São Vicente Ferrer (atual Fumaça-RJ), seu neto, bisneto e tataraneto (meu avô) em Amparo-RJ no sítio Benedicto.
Gostaria de saber, caso alguem saiba, a exata localização desta Fazenda das Pitangueiras...parece que ficava a 15km de Carrancas...
Sou descendente de BELCHIOR ARAÚJO SAMPAIO. E Joaquim de Araujo Sampaio
LI A POSTAGEM DE REGINA TEIXEIRA, onde ela informou que é TRINETA de Ana Rodrigues de Jesus e de Belchior de Araújo Sampaio, Pais do Bisavô dela, o Capitão Joaquim de Araújo Sampaio. Li, também, que a Bisavó dela se chamava Francisca RODRIGUES PINTO.

E EU GOSTARIA MUITO DE ME COMUNICAR COM A REGINA TEIXEIRA, PORQUE TAMBÉM SOU DESCENDENTE DE ANA RODRIGUES DE JESUS e de BELCHIOR DE ARAÚJO SAMPAIO, porque eles são meus PENTAVÓS, porque são Pais do Capitão Joaquim de ARAÚJO SAMPAIO, este que é meu TETRAVÔ, porque é Pai de meu Trisavô VICENTE TEIXEIRA SAMPAIO e é Avô de minha Bisavó Paterna Eugênia ManUella de SAMPAIO, casada com JOAQUIM RODRIGUES PINTO, meus Bisavós Paternos, casados no dia 07/09/1865 no Distrito de São Vicente Férrer, atual Fumaça, localizado no Município de Resende, Região Sul do Estado do Rio de Janeiro, onde minha Bisavó Eugênia residia, com os Pais, até o Matrimônio, porque meu Bisavô Joaquim RODRIGUES PINTO é MINEIRO e o último lugar onde ele residiu no Estado de Minas, antes dele descer a Serra da Mantiqueira em companhia de uma comitiva de outros homens, em direção à Região Sul do Estado do Rio de Janeiro, foi Aiuruoca.

Como se vê, tudo indica que eu e a REGINA TEIXEIRA temos as mesmas ascendências, tanto na linhagem de ANA RODRIGUES DE JESUS e BELCHIOR DE ARAÚJO SAMPAIO, de onde descende minha Bisavó Paterna Eugênia ManUella de SAMPAIO, que é neta de JOAQUIM DE ARAÚJO SAMPAIO e filha de VICENTE TEIXEIRA SAMPAIO, além de casada com JOAQUIM RODRIGUES PINTO, que dá a mim e à REGINA TEIXEIRA, descendência comum também na linhagem RODRIGUES PINTO, porque ela informou que o nome da Bisavó dela é FRANCISCA RODRIGUES PINTO.

Escreva para mim, REGINA TEIXEIRA, meu e-mail é raquelrodriguespinto@gmail.com

Aguardo notícias!

Fraterno abraço e UMA ABENÇOADA SEMANA para a Regina e todos do Blog!

Raquel RODRIGUES PINTO
25 de outubro de 2021
13 horas e 27 minutos
Olá Raquel,

Nós também gostaríamos de ver nossa cultura respeitada e preservada — fazemos nossa parte na medida do possível.

No entanto estamos passando por momentos terríveis, onde nosso patrimônio histórico e memória tem sido atacados sistematicamente.

Quanto a Regina, cujo comentário lhe chamou a atenção, lamento informar que ela não deixou registrado uma forma de comunicação em seu perfil público, o que é uma pena.

Gratidão.
Olá Richard, a gratidão é minha por responder e PARABÉNS pelo Trabalho de Preservação da Cultura História, porque os ataques são passageiros, duram, no máximo, 04 ou 05 anos ou um mandato, e o Trabalho de Preservação é para toda Vida e para a Vida toda❗️

Quanto à Regina TEIXEIRA, peço outro meio de saber alguma informação sobre ela, por exemplo, perfil de Facebook; ou nome completo; ou nome de alguém que a conheça; ou cidade em que ela resida. Enfim, algum elo de informação para se tentar chegar até ela e conversarmos sobre as nossas ascendências comuns, ARAÚJO SAMPAIO, TEIXEIRA e RODRIGUES PINTO ❗️

Talvez, o comentarista acima, que usou o pseudônimo de “Genealogia”, saiba alguma forma de contato com REGINA TEIXEIRA, ainda que seja através de outra pessoa da Família, mesmo porque “Genealogia” informa que também é da descendência do meu PENTAVÔ Joaquim de ARAÚJO SAMPAIO, que é filho de Ana RODRIGUES de Jesus e de BELCHIOR DE ARAÚJO SAMPAIO.

Inclusive o “Genealogia” menciona que um filho do Coronel Joaquim de ARAÚJO SAMPAIO morou em São Vicente Férrer, atual Distrito de Fumaça, QUAL SERIA ESSE FILHO, “Genealogia”, porque os meus PENTAVÓS, Joaquim de Araújo SAMPAIO e Maria Teresa de NOVAES tiveram TREZE FILHOS e VÁRIOS DELES RESIDIRAM NO ANTIGO DISTRITO DE SÃO VICENTE FÉRRER, meu Trisavô Paterno, Pai de minha Bisavó Paterna, é UM DOS 13 FILHOS DELES QUE RESIDIU NAQUELE DISTRITO. O nome de meu Trisavô Paterno é Vicente TEIXEIRA SAMPAIO ele é o QUARTO FILHO deles e é o Pai de minha BISAVÓ Paterna EUGÊNIA MANUELLA DE SAMPAIO, casada com JOAQUIM RODRIGUES PINTO, meus Bisavós Paternos, que se uniram em Matrimônio lá mesmo no antigo Distrito de São Vicente Férrer, no dia 07/09/1865.

Os outros filhos dos meus PENTAVÓS Joaquim de ARAÚJO SAMPAIO e Maria Teresa de NOVAES São:
1 - Francisco de Assis Sampaio, casado com Maria Hipólita da Silva;
2 - Joaquim José de Sampaio, também Capitão, casado com Claudina Rosa da Piedade;
3 - Tristão José Sampaio, casado com Senhorinha Rosa de Sampaio;
4 - Vicente Teixeira Sampaio, casado com Ana Manoela de Sampaio, MEUS TRISAVÓS, Pais de minha BISAVÓ Paterna, Eugênia ManUella de SAMPAIO, casada com Joaquim RODRIGUES PINTO lá mesmo no Distrito de São Vicente Férrer, no dia 07/09/2021;
5 - Lauriana, casada com José da Silva;
6 - Maria Madalena de Sampaio, casada com Antonio Teixeira Pinto;
7 - Vitória Rita (ou Vitória Maria Umbelina) de Sampaio, casada com Francisco Inácio Xavier;
8 - Ana Rita de Sampaio casada com Antonio José Moura, moradores no Termo de Barra Mansa-RJ;
9 - Bárbara Cândida Jesuína (Jesuína ou Faustina) de Sampaio, casada com Matias José Vieira Torres;
10 - Ana Fausta Miquelina de Sampaio, casada com Antonio Rodrigues Pinto. Antonio era natural de Camanducaia-SP e filho de Manoel João Pinto e Ana Francisca de Moraes, naturais de Pouso Alto;
11 - José Manoel de Sampaio, casado com Antonia;
12 - Francisca de Paula (de Paula ou Benedita) de Sampaio, casada com Manoel Felipe Pinto;
13 - João Joaquim de Sampaio, casado com Maria Claudina de Nazareth, filha de Gabriel Teixeira Pinto e de Beralda Marcelina de Mendonça, também chamada de Bernarda Marcelino de Mendonça ou de Beralda Izabel. Depois do Óbito de João Joaquim de SAMPAIO, Maria Claudina de Nazareth casou-se em 2ªs núpcias com José Marcelino da Silva e tiveram 04 filhos, além dos 05 filhos que Maria Claudina teve com João Joaquim de SAMPAIO. Dentre os 04 filhos de Maria Claudina e José Marcelino da Silva, Ana Esméria da Conceição é uma delas e se casou com um irmão de minha Bisavó Paterna Eugênia ManUella de SAMPAIO, cujo nome desse irmão de minha Bisavó é JOAQUIM VICENTE DE SAMPAIO❗️

Enfim, Rícard, mais uma vez, conto com seu Auxilio e continuo no aguardo de mais informações para contato com a Regina TEIXEIRA, seja através dela própria ou mesmo através do comentarista “Genealogia”, pois ele também é da descendência ARAÚJO SAMPAIO❗️
Raquel RODRIGUES PINTO
raquelrodriguespinto@gmail.com
01 de novembro de 2021
21 horas e 20 minutos
Regina Teixeira disse…
Feliz demais de ter encontrado a Ester Sampaio e a Raquel Rodrigues Pinto!!!2022 começou muito animado com perspectivas de muitas trocas de descobertas sobre nossos antepassados. Somos 3 descendentes de Belquior Araújo Sampaio e Anna Rodrigues de Jesus loucas pela genealogia!!!Fazenda das Pitangueiras, qualquer dia estaremos aí!!!!
Regina Teixeira,

Ficamos muito felizes com seu comentário. Nossos votos para seu 2022 é de realização plena de seus desejos e que todas suas expectativas posse manifestar. Feliz ano.

Postagens mais visitadas deste blog

Tabela Cronológica 10 - Carmo da Cachoeira

Tabela 10 - de 1800 até o Reino Unido - 1815 - Elevação do Brasil a Reino Unido de Portugal, Brasil e Algarves - 1815 ü 30/Jan – capitão Manuel de Jesus Pereira foi nomeado comandante da Cia. de Ordenanças da ermida de Campo Lindo; e ü instalada a vila de Jacuí . 1816 1816-1826 – Reinado de Dom João VI – após a Independência em 1822, D. João VI assumiu a qualidade e dignidade de imperador titular do Brasil de jure , abdicando simultaneamente dessa coroa para seu filho Dom Pedro I . ü Miguel Antônio Rates disse que pretendia se mudar para a paragem do Mandu . 1817 17/Dez – Antônio Dias de Gouveia deixou viúva Ana Teresa de Jesus . A família foi convocada por peritos para a divisão dos bens, feita e assinada na paragem da Ponte Falsa . 1818 ü Fazendeiros sul-mineiros requereram a licença para implementação da “ Estrada do Picu ”, atravessando a serra da Mantiqueira e encontrando-se com a que vinha da Província de São Paulo pelo vale do Paraíba em direção ao Rio de Janeiro, na alt

As três ilhoas de José Guimarães

Fazenda do Paraíso de Francisco Garcia de Figueiredo Francisco Garcia de Figueiredo é citado como um dos condôminos / herdeiros da tradicional família formada por Manuel Gonçalves Corrêa (o Burgão) e Maria Nunes. Linhagistas conspícuos, como Ary Florenzano, Mons. José Patrocínio Lefort, José Guimarães, Amélio Garcia de Miranda afirmam que as Famílias Figueiredo, Vilela, Andrade Reis, Junqueira existentes nesta região tem a sua ascendência mais remota neste casal, naturais da Freguesia de Nossa Senhora das Angústias, Vila de Horta, Ilha do Fayal, Arquipélago dos Açores, Bispado de Angra. Deixaram três filhos que, para o Brasil, por volta de 1723, imigraram. Eram as três célebres ILHOAS. Júlia Maria da Caridade era uma delas, nascida em 8.2.1707 e que foi casada com Diogo Garcia. Diogo Garcia deixou solene testamento assinado em 23.3.1762. Diz ele, entre tantas outras ordenações: E para darem empreendimento a tudo aqui declarado, torno a pedir a minha mulher Julia Maria da Caridade e mai

A Família Campos no Sul de Minas Gerais.

P edro Romeiro de Campos é o ancestral da família Campos do Sul de Minas , especialmente de Três Pontas . Não consegui estabelecer ligação com os Campos de Pitangui , descendentes de Joaquina do Pompéu . P edro Romeiro de Campos foi Sesmeiro nas Cabeceiras do Córrego Quebra - Canoas ¹ . Residia em Barra Longa e casou-se com Luiza de Souza Castro ² que era bisneta de Salvador Fernandes Furtado de Mendonça . Filhos do casal: - Ana Pulqueria da Siqueira casado com José Dias de Souza; - Cônego Francisco da Silva Campos , ordenado em São Paulo , a 18.12. 1778 , foi um catequizador dos índios da Zona da Mata ; - Pe. José da Silva Campos, batatizado em Barra Longa a 04.09. 1759 ; - João Romeiro Furtado de Mendonça; - Joaquim da Silva Campos , Cirurgião-Mor casado com Rosa Maria de Jesus, filha de Francisco Gonçalves Landim e Paula dos Anjos Filhos, segundo informações de familiares: - Ana Rosa Silveria de Jesus e Campos , primeira esposa de Antônio José Rabelo Silva Pereira , este nascido

Antiga foto da cidade de Carmo da Cachoeira.

A jude-nos a contar a história de Carmo da Cachoeira. Aproveite o espaço " comentários " para relatar algo sobre esta foto, histórias, fatos e curiosidades. Assim como casos, fatos e dados históricos referentes a nossa cidade e região. Foto: Paulo Naves dos Reis Próxima imagem: Imagem da mata da fazenda Caxambu em Minas. Imagem anterior: Um pouco sobre a região do distrito de Palmital.

Biografia de Maria Antonietta de Rezende

Tendo como berço Carmo da Cachoeira, Maria Antonietta Rezende , nasceu a 9 de outubro de 1934 no seio de uma das mais tradicionais famílias do município – a Família Rezende . A professora Maria Antonietta deixou seu legado, o “modelo de compromisso e envolvimento com a terra em que nasceu” . Trabalhou consciências, procurando desenvolvê-las, elevá-las. Fazia isto com seus alunos, com os componentes dos grupos musicais que coordenava, com as crianças ligadas à Igreja, enfim, com toda população. Foi um exemplo vivo de “compromisso com a tradição” e um elo da longa corrente que chegou até nós neste ano comemorativo. Fez sua parte. Nós fazemos a nossa – manter a tradição. No dia-a-dia deixou o exemplo de vida e através de publicações, sua visão de mundo. Editou “Evocações daqui e de além” , “Encontro e desencontros” e “Coletânea de hinos litúrgicos” . Dedicou sua vida ao estudo, à educação e à sua Igreja, como catequista, cantora e liturgista. Patrick A. Carvalho, ao prefaciar sua obra “

Foto de família: os Vilela de Carmo da Cachoeira-MG.

A jude-nos a contar a história de Carmo da Cachoeira. Aproveite o espaço " comentários " para relatar algo sobre esta foto, histórias, fatos e curiosidades. Assim como casos, fatos e dados históricos referentes a nossa cidade e região. E sta foto foi nos enviada p or Rogério Vilela. Da esquerda para a direita: Custódio Vilela Palmeira, Ercília Dias de Oliveira, Fernando de Oliviera Vilela, Adozina Costa (Dozica), Jafoino de Azevedo e José de Oliveira Vilela (Zé Custódio). Imagem anterior: Sinopse Estatística de Carmo da Cachoeira - 1948

Hino do Centenário de Carmo da Cachoeira

letra: Haroldo Ambrósio Caldeira música: Álvaro Arcanjo Athaíde interpretação: Glória Caldeira teclado: Teresa Maciel do Nascimento estúdio de som: João Paulo Alves Costa - DjeCia edição de vídeo: Rícard Wagner Rizzi Letra do Hino do Centenário Cem anos de existência bem vivido Cantemos este hino de alegria Saudando essa data memorável do nosso centenário nesse dia. Cachoeira, Carmo da Cachoeira, Berço de um povo acolhedor Ergue hoje um pavilhão Rendendo Graças ao Senhor.

A família do Pe. Manoel Francisco Maciel em Minas.

A jude-nos a contar a história de Carmo da Cachoeira. Aproveite o espaço " comentários " para relatar algo sobre esta foto, histórias, fatos e curiosidades. Assim como casos, fatos e dados históricos referentes a nossa cidade e região. Próxima imagem: Sete de Setembro em Carmo da Cachoeira em 1977. Imagem anterior: Uma antiga família de Carmo da Cachoeira.

A pedra de moinho da fazenda Caxambu.

A jude-nos a contar a história de Carmo da Cachoeira. Aproveite o espaço " comentários " para relatar algo sobre esta foto, histórias, fatos e curiosidades. Assim como casos, fatos e dados históricos referentes a nossa cidade e região. Próxima imagem: Ary Silva da família Dias de Oliveira - Bueno. Imagem anterior: Nuvens sobre a tradicional fazenda Caxambu.

Corpus Christi em Carmo da Cachoeira 2022

 A Comunidade São Pedro de Rates na Solenidade de Corpus Chisti Celebrando Corpus Christi a Comunidade São Pedro de Rates participou da confecção dos tapetes coloridos nas ruas de Carmo da Cachoeira para a passagem de Jesus Eucarístico pela procissão de Corpus Christi juntamente com toda a Paróquia Nossa Senhora do Carmo. Figuras da Sagrada Eucaristia, Divino Espírito Santo, do Cálice da Ceia e demais motivos eucarísticos embelezam as vias graças aos voluntários das diversas comunidades urbanas e rurais da Paróquia Nossa Senhora do Carmo na Diocese da Campanha em Minas Gerais. Celebrando a festa de Jesus presente na Eucaristia, sobretudo fazendo memória à Quinta-Feira Santa e o início da Eucaristia, no Pão e no Vinho, este dia nos remete uma verdadeira gratidão que nós cristãos devemos ter pelo grande mistério da morte e ressurreição de Cristo, Nosso Senhor. Ao desenhar símbolos religiosos nas ruas cachoeirenses, o povo se une em torno da arte e fé.  Simbolicamente retira a intermediaç