Uma gestão escolar de 16 anos, merece uma homenagem!


Na manhã do dia 16 de Abril, inúmeros alunos, pais, professores e amigos reuniram-se na Escola Estadual Professor Wanderley Ferreira de Rezende, após a notícia de uma exoneração da então diretora, Maria Beatriz Reis Mendes Sant'Ana.

O primeiro motivo para grandes tristezas foi a maneira com que a notícia foi dada: por e-mail. Não estamos aqui para julgar ninguém, mas isto não foi digno comparado à grande mudança que ocorreu nestes anos e faz parte da história do povo cachoeirense. Dezesseis anos não são dezesseis dias! Quem não se lembra dos famosos festivais de Inglês, os saraus da nossa linda poesia brasileira, as gincanas que envolviam até mesmo as famílias dos estudantes entre outros projetos? Pois bem, todos na gestão desta diretora. Ela não realizou sozinha, mas executou com pensamento coletivo e além do que muitos olhos puderam perceber.

A decisão vinda de Belo Horizonte, assinada pelo governador, Antônio Anastasia, de certa forma, tem suas razões. Contudo, uma festa, por conter bebidas alcoólicas e vendas de ingressos na portaria, não pode ser motivo único para tal. Imparcialidade é algo que não nos cabe neste momento, uma vez que os acertos foram maiores do que os erros. Tantas manifestações a favor de uma educação de qualidade não podem ser comparadas a uma denúncia tão triste.

Por omissão, estes alunos não pecaram ao se exporem diante da supervisão regional de ensino. Faixas, músicas, danças e pronunciamentos fizeram deste encontro algo significativo. Até mesmo alguns rostos pintados podem ser comparados, como forma de coragem, aos “caras pintadas” da década de 90, por mais que tudo tenha sido infinitamente de menor proporção.

Assumindo o erro por tal feito e como forma de agradecimento à sua equipe, Maria Beatriz deixou suas palavras:

“... À equipe que trabalha comigo, Roseli, Shirlei e Sirlene, diretamente comigo, pessoas de total confiança, pessoas de total mérito e gratidão da minha parte, obrigada de coração! Vocês tenham certeza que nestes dezesseis anos, que eu estive a frente desta escola, a minha vida e a minha família passou a ser vocês. Eu morava nesta escola, eu morava aqui. Eu quero agradecer por todos estes atos de manifestação, pelas lembranças, pelo carinho, pelos abraços, pelos telefonemas, pelo apoio recebido. A cada um de vocês, o meu agradecimento. E sendo o meu agradecimento aos familiares e toda a comunidade de Carmo da Cachoeira, um grande abraço a vocês e, estarei por aí!”

Pelo que tudo indica, a futura gestão não será da própria Beatriz, mas cabe-nos um agradecimento caloroso e verdadeiro. Que outros caminhos se abram para esta profissional competente e digna de ser chamada de “A diretora”.

Comentários

Anônimo disse…
onde este mundo vai parar meu DEUS???? inversão total de valores,onde quem rouba dinheiro publico sai protegido,com homenagens e idolatrada.

onde este mundo vai parar?????

Postagens mais visitadas deste blog

A organização do quilombo.

A Família Campos no Sul de Minas Gerais.