Padre José Procópio Júnior em Carmo da Cachoeira

Imagem
Paróquia Nossa Senhora do Carmo sob nova guiança Editorial Sai Pe. Daniel Menezes, e assume como administrador paroquial da acolhedora cidade de Carmo da Cachoeira, em fevereiro de 2019, o Pe. José  Procópio Júnior.
"Não cabe à pedra escolher o lugar que deve ocupar no edifício. Assim também não cabe à nós criaturas ditar ao Criador o que deve acontecer em nossa vida, pois Deus é quem sabe e dispõe com sabedoria própria." − Dom Servílio Conti, IMC Como página que observa os acontecimentos neste pedaço de chão mineiro, limitado por montanhas e que, segundo o cachoeirense Padre Godinho, “todas são azuis”, registramos o remanejamento ocorrido entre padres ligados a Diocese da Campanha no ano de 2019. Entre as mudanças encontra-se a Paróquia Nossa Senhora do Carmo/Carmo da Cachoeira – MG.

Sai nosso querido Padre Daniel Menezes. Por ele continuamos a rezar e o devolvemos, entre lágrimas e a esperança de um dia tê-lo entre nós. Somos eternamente gratos e devedores. Entra, aureola…

Solenidade da Páscoa do Senhor na Comunidade São Pedro de Rates.


A missa da Ressurreição na madrugada do dia 31 de Março de 2013.
- 5 horas da manhã -

Celebrou neste dia, com alegria, a saída do Senhor da escuridão e frieza do túmulo, do vazio da morte.

O Povo de Deus cachoeirense, foi chamado a contemplar, a esperança de um novo Sol e de um eterno dia. Os fiéis presentes a celebração foram, pois, testemunhas da vitória da vida sobre a morte, na certeza de que em Jesus, ressuscitado dos mortos é a plenitude de nossa existência. Ele, por ter passado pelo mundo fazendo o bem, foi ressuscitado dos mortos, é a plenitude de nossa existência. Ele, por ter passado pelo mundo fazendo o bem, foi ressuscitado por Deus Pai todo Poderoso, para que nele todos nós encontremos a vida em plenitude. A lição vivida é a de que precisamos deixar para trás o vazio do tumulo e caminharmos à luz do novo dia. Refletimos na 1ª leitura o At 10, 34a 37-43; na 2ª leitura Cl 3, 1-4 e o Evangelho, Jo 20, 1-9.

A esperança de um novo Sol e de um eterno dia vem da força e do impulso emanado pelo Ressuscitado no sentido de vencer o chamado “idealismo humanístico”, que vem empreendendo um movimento de emancipação do homem em relação a Deus. Essa posição anticatólica deve ser superada para que o verdadeiro Sol volte a brilhar. O caminho prático apontado é a da reflexão constante e a do retorno às fontes da fé e seu núcleo essencial: o MISTÉRIO PASCAL.

A Ressurreição levou-nos a refletir sobre os meios de comunicação em geral que, secularizados, tem uma mensagem contrária à pregação de Cristo. Os profetas demonstraram, desde todos os tempos, que a Salvação está na fé viva no Deus criador. A Ressurreição nos relembra que a ênfase deve estar no serviço generoso ao irmão: Cristo ensina que isto é mais importante para agradar a Deus, do que o caminho do Templo.

Portanto, reflita:
Você pensa, age e vê conforme pensou, agiu e viveu Jesus Cristo?

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Antiga foto da fazenda da Serra de Carmo da Cachoeira.