São Lucas, o evangelista – 18 de Outubro.


Lucas é o evangelista da misericórdia de Deus e do universalismo do Reino de justiça, anunciado por Jesus. Seu discurso apostólico visa ao fortalecimento estímulo das comunidades.

Missionários e missionárias devem anunciar e denunciar, sem nenhum temor. Não se trata de disputar o poder, mas sim de nunca deixar de proclamar a mensagem libertadora dos oprimidos, sem ódio. O missionário, na verdadeira acepção da palavra, não teme declarar-se de Jesus diante dos homens; além de anunciar, o amor, a justiça e a fraternidade, ele vive em união com Jesus e com o Pai, anunciando o Reino já presente neste mundo e que será pleno na eternidade. Por viver este Reino na vida do dia-a-dia, entre correrias em busca do necessário à manutenção da vida material, os missionários, tais como os apóstolos, vivem convictos de que o momento do “agora” é o tempo e o lugar para se usufruir a vida nova, na força do Espírito Santo. É aqui e agora o momento para se alcançar a salvação definitiva. Portanto, “convertei-vos e crede” (Mc 1,15).

No ano de 2013 a Igreja dedicar-se-á ao estudo do Evangelho segundo Lucas. Esse estudo visa auxiliar a todos que se integram como missionários no grupo de anúncio do Evangelho e a todos os fiéis que se dedicam ao estudo da Palavra. Apresenta-se como uma releitura da vida de Jesus para todos aqueles que, com paciência e assiduidade, buscam crescer e amadurecerem sua fé.

O anúncio, segundo Lucas, é um anúncio que comunica alegria: “Dou-vos uma boa notícia, uma grande alegria para todo o povo” (Lc 2,10). A Igreja, no entanto, atenta e zelosa quanto ao crescimento e amadurecimento do rebanho sob seu pastoreio, orienta quanto à necessidade de a leitura ser seguida de um verdadeiro esforço de compreensão daquilo que Jesus, através do evangelista, quis transmitir com o texto. Daí a importância da homilia durante as celebrações, da contemplação e meditação, indispensáveis para o crescimento da fé de todo cristão.

Que Deus nos dê coragem para que possamos perceber nossas deficiências e admiti-las para transformá-las. Que, a partir das luzes provenientes do Espírito Santo de Deus, aprendamos a rever nossos conceitos e ideias preconcebidas.

Dai-nos, Senhor, humildade para seguirmos as trilhas deixadas por Jesus de Nazaré e, assim, possamos chegar a Deus; Ele que nos deu Jesus, o Cristo, o Salvador, Seu Filho a nos apontar o próprio caminho da salvação. Com Maria, aquela que “conservava e meditava no seu coração”, aprendamos o segredo de escutar e meditar para que possamos chegar à compreensão do mistério de Deus. Estejamos convictos de que o que foi deixado por Jesus é o mesmo estabelecido pela santa e amada Igreja a que pertencemos.

São Lucas, rogai por nós!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A organização do quilombo.