Procissão dá início ao Ano da Fé 2012/2013.



O marco inicial registrado no calendário pastoral da paróquia foi 12 de outubro, um dia após a abertura oficial do Ano da Fé pelo Vaticano. Pelo testemunho de fé vivido por Maria, essa data abriu as portas para a vivência coletiva de um novo tempo de graça e de salvação.

A caminhada de fé, que nesta fase se encerra com a solenidade de Jesus Cristo, Rei do Universo, será a oportunidade de podermos vivenciar o Reino já presente neste mundo sob o sopro do Espírito Santo e de alcançarmos a salvação definitiva: “Crede”, ou seja, tenha Fé. Essa caminhada de um ano, com estudos mais aprofundados sobre o Mistério de Cristo, nos tornará mais conscientes de nossa condição de filhos de Deus.

A celebração do ano da fé deverá reproduzir em nós a vida e a imagem do Filho de Deus. Que possamos, cada vez mais, viver de forma a diminuir a distância entre aquilo que acreditamos e o que vivemos na relação com o próximo e a comunidade, entre a fé que professamos e as ações práticas que manifestamos, conforme o exemplo de vida de Jesus Cristo.

A caminhada passa pelas estações do nascimento, transfiguração, curas, paixão, morte e ressurreição de Jesus, o Cristo. Que em cada celebração possamos recolocar MARIA em íntima relação com o MISTÉRIO DE CRISTO e da Igreja, para que ela nos auxilie a reproduzir em nós a vida e a imagem do filho de Deus e, assim, possamos ser transformados no mistério que celebramos.

Ao encerrarmos o ano da caminhada, possamos nos lembrar que a realeza de Cristo baseia-se na vitória sobre o pecado e a morte, que garante a salvação da humanidade toda. O caminho é um só: transformar o poder em serviço, a riqueza em misericórdia e os súditos em irmãos. Amém!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A organização do quilombo.

A Família Campos no Sul de Minas Gerais.

Palanques e trincheiras na defesa dos quilombos.