Palavras de Santa Teresinha do Menino Jesus.



۩Ser justo não consiste em exercer a severidade para punir os culpados, é também reconhecer as retas intenções e recompensar a virtude. Espero tanto da justiça de Deus como da sua misericórdia. (Apêndice, p. 79)

۩Desde que me foi dado compreender o amor do Coração de Jesus, confesso que todo temor foi banido de meu coração. A recordação de minhas faltas me humilha, me leva a nunca me apoiar sobre a minha força, que não é senão fraqueza; mas, sobretudo, esta recordação me fala de misericórdia e de amor. Se, com confiança filial, jogarmos estas faltas no braseiro devorador do amor, como não haveriam de ser consumidas para sempre?! (Carta n. 5, p. 59)

۩ Não posso temer um Deus que se fez por mim tão pequeno... Amo-o! Pois Ele é só amor e misericórdia! (p. 76)

۩ Deus me deu um pai e uma mãe mais dignos do céu do que da terra: pediram ao Senhor que lhes desse muitos filhos e os tomasse para Si. Esse desejo foi atendido: 4 anjinhos voaram para o céu e as 5 filhas que ficaram na arena tomaram Jesus como esposo. Foi com uma coragem heroica que meu pai, como um novo Abraão, subiu três vezes a montanha do Carmelo, para imolar a Deus o que tinha de mais precioso... (Carta n. 8, p.70)

۩Não pense que seja a humildade que me impede de reconhecer os dons de Deus; sei que Ele fez em mim grandes coisas e com felicidade canto-o todos os dias. Lembro-me que mais deve amar aquele que mais foi perdoado; então, trato de fazer que a minha vida seja um ato de amor e não mais me aflijo; pelo contrário, me alegro, por ser uma alma pequena. Por isso ouso esperar que “meu exílio seja breve”, mas não é por estar pronta, pois sinto que nunca o estarei o suficiente se o Senhor não se dignar Ele mesmo me transformar; pode fazê-lo num instante; depois de todas as graças que me cumulou, espero ainda esta de sua misericórdia infinita. (Carta n. 4, p. 55)

۩Rogo-lhe, meu irmão, não imite os hebreus que sentiam falta das “cebolas do Egito”; há já algum tempo que lhe tenho servido demais desses legumes que fazem chorar quando os aproximamos dos olhos sem estarem cozidos. Agora desejo partilhar com você o “maná escondido” que o Todo-Poderoso prometeu dar “ao vencedor”. É unicamente por estar escondido que este maná celeste o atrai menos que “as cebolas do Egito”; mas, tenho certeza, logo que me for permitido apresentar-lhe um alimento espiritual, não reclamará mais aquele que lhe daria se ainda tivesse de ficar muito tempo na terra. Ah! Sua alma é grande demais para se apegar a qualquer consolação aqui do mundo; é no céu que deve viver por antecipação, pois está escrito: “Onde está o vosso tesouro, aí também se encontra o vosso coração”. Não é Jesus seu único tesouro? Como Ele está no céu, é lá que deve habitar seu coração. (Carta n. 8, p.69)

(Extraídos do livro Santa Teresinha do Menino Jesus Escreve aos Sacerdotes e Seminaristas, organizado pelo Frei Patrício Sciadini, OCD)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A organização do quilombo.