Padre José Procópio Júnior em Carmo da Cachoeira

Imagem
Paróquia Nossa Senhora do Carmo sob nova guiança Editorial Sai Pe. Daniel Menezes, e assume como administrador paroquial da acolhedora cidade de Carmo da Cachoeira, em fevereiro de 2019, o Pe. José  Procópio Júnior.
"Não cabe à pedra escolher o lugar que deve ocupar no edifício. Assim também não cabe à nós criaturas ditar ao Criador o que deve acontecer em nossa vida, pois Deus é quem sabe e dispõe com sabedoria própria." − Dom Servílio Conti, IMC Como página que observa os acontecimentos neste pedaço de chão mineiro, limitado por montanhas e que, segundo o cachoeirense Padre Godinho, “todas são azuis”, registramos o remanejamento ocorrido entre padres ligados a Diocese da Campanha no ano de 2019. Entre as mudanças encontra-se a Paróquia Nossa Senhora do Carmo/Carmo da Cachoeira – MG.

Sai nosso querido Padre Daniel Menezes. Por ele continuamos a rezar e o devolvemos, entre lágrimas e a esperança de um dia tê-lo entre nós. Somos eternamente gratos e devedores. Entra, aureola…

São Camilo de Lelis, vida e oração.



São Camilo nasceu na Itália, na cidade de Bucchianico, no dia 25 de maio de 1550. Sua mãe, que era de idade avançada, na véspera do nascimento de Camilo teve um sonho misterioso: viu uma criança trazendo no peito uma cruz vermelha, seguida por um grande grupo de crianças, todas assinaladas com a mesma cruz.

Sua mãe faleceu quando o menino ainda era pequeno e ele passou a ser cuidado pelo pai, mas por pouco tempo, pois também este logo faleceu. O menino foi crescendo sozinho, levando uma vida desregrada, de um lado para outro.Ao ficar doente, foi tratadoem um hospital, onde permaneceu por muito tempo. Lá viu e experimentou muitos maus-tratos, sofrimentos e humilhações da parte dos assistentes de saúde que hoje chamamos de enfermeiros. Ali mesmo, ele começou a trabalhar como enfermeiro, cuidando dos doentes com especial zelo e carinho e a situação daquele lugar foi mudando. O amor e a caridade com que S. Camilo tratava os enfermos transformaram tanto o ambiente, que ele foi chamado de “Anjo da Caridade”. Ele dizia: o que fizermos aos enfermos, estaremos fazendo ao próprio Deus.

Em uma noite no hospital, vencido pelo cansaço do intenso trabalho, adormeceu e teve uma visão de Jesus, dizendo-lhe: “Não temas!Caminha sempre avante!Eu te ajudarei e hei de estar sempre contigo.” Ainda sonolento, ele vai para a capela com seus companheiros e um milagre acontece: Jesus solta uma das mãos da cruz, abraça-o e diz: “De que te aflige? Continua que eu te ajudarei! Esta obra é minha e não tua”.

Em setembro de 1584, fundou a Congregação Ministros dos Enfermos.

Em 14 de Julho de 1614, faleceu santamente. Ele é, hoje, o patrono dos enfermeiros, por sua vida de total dedicação, caridade e amor para com todos doentes, principalmente aqueles acometidos de moléstias contagiosas.

Uma frase de São Camilo de Lelis:

“Meus irmãos, pensai bem que os enfermos são as pupilas e o coração de Deus e o que fizerdes a estes pobrezinhos é feito ao próprio Deus”.

Ir. Vitoria Nazareth de oliveira

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Antiga foto da fazenda da Serra de Carmo da Cachoeira.