Setor Missionário São Pedro de Rates e Mãe Rainha presentes na Diocese da Campanha.


Neste 22 de janeiro, sábado, alguns párocos e leigos cristãos se reuniram no Seminário Diocesano em Campanha, Minas Gerais. Um encontro descontraído entre a Fernanda (Baependi), Fábia (Baependi), Lúcio (Setor de Comunicação - Campanha), Pe. André (Comunicação e pároco em Carmo da Cachoeira, Minas Gerais), Leonor (Carmo da Cachoeira), Ana Paula (multiplicadora - Campanha), Mafalda (Três Pontas), Francisco (presidente da Associação Pe. Victor), Pe. José Roberto (Baependi), Érica (informática), Cristina (pesquisadora), Mateus (turismólogo - Cruzilia), durou a manhã toda e parte da tarde deste dia. O assunto discutido durante este quarto encontro foi, "Caminho Nhá Chica e Pe. Victor". A idéia é pensar, conjuntamente, e propor uma Rota Turística tendo como foco a vida santificada desses servos de Deus em nossa região. Pe. André Luiz da Cruz realizou as orações iniciais com o Sinal da Santa Cruz e a leitura da oração da Venerável Nhá Chica: Deus, nosso Pai, vos revelais as riquezas de Vosso Reino aos pobres e simples. Assim agraciastes vossa serva Francisca de Paula de Jesus, Nhá Chica, com inúmeros dons: fé profunda, amor ao próximo e grande sabedoria. Amou a Igreja e manteve uma terna devoção à Imaculada Conceição. Por sua intercessão, concedei-nos a alegria de vê-la elevada à honra dos altares. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. Amém. (Campanha, 04 de outubro de 1998. fr. Diamantino P. de Carvalho).

Pe. André contou-nos os passos dados pela Diocese, nesse sentido. Disse que, desde o ano de 2004, estudos visavam divulgar os servos de Deus Nhá Chica e Pe. Victor. Foram elas pessoas que viveram em comunhão profunda com Cristo durante suas vidas e manifestaram as virtudes pregadas pela Santa Igreja Católica. Assim percorreram as sendas da santidade.

Testemunhos vivos de amor fraterno e incondicional, de vida em comunhão, desprendimento, solidariedade, humildade fizeram-se modelos a serem mais conhecidos entre cristão. Pensava-se, desde então, em como incentivar os fiéis a seguir seus exemplos. A partir de 16-09-2010, quando a Agência de viagens oficial do Vaticano, através de seu administrador, Pe. Caesar Atuire, visualizou o Santuário Mariano de Aparecida, como ponto a ser incorporado no Catálogo da Santa Sé, esforçamo-nos mais no sentido de visualizar a possibilidade de criar uma rota peregrina com o seguinte roteiro: São João Del Rei (lugar de nascimento de Nhá Chica), Baependi (local onde viveu), Campanha (local de nascimento de Pe. Victor) e Três Pontas (onde exerceu seu Ministério).
Projeto Partilha - Leonor Rizzi

Comentários

leonor rizzi disse…
Soneto
Padre Vitor
Publicado pelo professor João de Abreu Salgado em Magnus Sacerdos, Segunda Edição Ampliada. 1968, p.32. Grasal Gráfica Sto. Antonio Ltda. Três Pontas - Minas Gerais.

Este nome confirma uma verdade
Outrora pregada entre os judeus:
Não só de pão vive a humanidade,
Senão também da palavra de Deus.

Nasceu o padre na ínfima humildade.
Nonada foram os haveres seus.
Não obstante serviu à caridade.
A irmã dos anjos, egressa dos Céus.

Espargiu da Fé, a sublime riqueza.
Por meio século amparou a pobreza
E, dedicado, incrementou a instrução.

Porque tudo fez sem nada possuir,
Ao Padre Vítor se mandou erigir
Monumento que atesta gratidão.
leonor rizzi disse…
Amélio Garcia de Miranda fala sobre o professor João de Abreu Salgado. Seguem-se alguns trechos:

(...) Como um preito à memória dêsse abnegado educador, procuraremos, nestas linhas, retratar a personalidade daquele que, por largos anos, foi Diretor do Grupo Escolar "Cônego Vitor".
A obra do Professor Abreu não é apenas uma biografia do Sacerdote que se tornou o "Anjo Tutelar de Três Pontas"; é, antes de tudo, uma homenagem que o discípulo prestou ao mestre, pois foi, no Colégio do Vigário Francisco de Paula Vitor, que êle se preparou para cursar um estabelecimento de ensino mais adiantado. (...)
Em aqui chegando como Diretor do Grupo Escolar "Cônego Vitor", o primeiro a ser criado nesta cidade, ao Professor João de Abreu Salgado coube a tarefa de organizá-lo e fazê-lo funcionar. A fim de angariar fundos para a Caixa Escolar, diversas vezes promoveu a realização de teatrinhos pelos alunos do Grupo, sendo êstes espetáculos muito apreciados pela população local. (...)
Dotado de um forte caráter, foi um grande amigo dos infelizes, principalmente dos encarcerados. Aqui, em Três Pontas, casou-se três vezes, havendo deixado diversos filhos do primeiro matrimônio, os quais procuram honrar o nome de seu pai. (...)
Seu nome passará para a História de Três Pontas como o de um grande batalhador da causa do ensino em sua terra. Três Pontas, 25 de outubro de 1968.
leonor rizzi disse…
Vanguarda do Brasil foi um movimento idealizado pelo Mons. José Nunes Senador, no ano de 1984. Carmo da Cachoeira, Minas Gerais, funcionaria como sede do referido movimento, ou seja, Carmo da Cachoeira seria o Centro Nacional, conforme pretensão de seu fundador - o de ser um movimento que aconteceria em âmbito nacional. Visava desenvolver as potencialidades positivas presentes em cada jovem. Incentivava a prática do bem, da justiça, do amor e, sobretudo, a do patriotismo. Vamos ouvir o próprio Mons. Nunes falar sobre a obra de sua criação. (cont.)
leonor rizzi disse…
ISTO É VANGUARDA DO BRASIL (VB)
Pe. José Nunes Senador.

Qual semente fecunda,
Na terra sem par,
Na terra dos Rattes
Nasce a VB
Venceremos Brasil.

Cresce a Semente
Num tronco formando
Juventude sadia
Sob ele repousa
Três galhos robustos
Se estendem no céu.

O primeiro gigante
de força infinita
Adorado por todos
Com nomes diversos
Céus e terra a ele pertencem.

No verde e no ouro
O segundo se faz
Pátria imensa querida
É o Brasil da VB.

Pro Brasil, Pro Brasil
Nosso grito de guerra
Pro Brasil, Pro Brasil
Nosso lema de amor.

Carinho, atenção
Ao terceiro rebento
No caminho da vida
Que é nosso irmão
A ele pertence
Todo amor e afeição.

Publicado no Manual dos Chefes e Membros da VB. Carmo da Cachoeira, 1984, fl.9.
O prefácio é do próprio Pe. José Nunes Senador e diz o seguinte:
Este pequeno livro contém as normas que regem este movimento cívico-religioso-fraterno.
Este movimento nasceu como uma semente, espontaneamente no meio dos nossos jovens. (...)
Visa muito a educar o jovem numa educação global. "Ajudar todos e todo homem (Puebla).
Ministério disse…
No bate papo pós carnaval, o teste de Aids faz parte de quem esqueceu de usar a camisinha na folia: http://bit.ly/dVGkj4 #fiquesabendo

Conheça a Campanha contra a Aids deste Carnaval: www.camisinhaeuvou.com.br
Siga-nos no Twitter e fique por dentro: www.twitter.com/minsaude
Para mais informações: comunicacao@saude.gov.br ou www.formspring.me/minsaude
Obrigado,
Ministério da Saúde

Postagens mais visitadas deste blog

A organização do quilombo.

A Família Campos no Sul de Minas Gerais.