A Unidade visível do Corpo Místico de Cristo.


A Comunidade Paroquial São Pedro de Rates em Carmo da Cachoeira, através de seus membros congraçados em diversos grupos já constituídos e atuantes na comunidade, tem a pretensão de demonstrar em seu agir esta unidade, através da integração.

Tanto o prédio do "Santuário", como as terras junto a Igrejinha de São Pedro de Rates tem demonstrado ser um centro vivo, capaz de significar a união do Povo de Deus.

A partir do Concílio Vaticano II, cristãos daqui iniciaram uma reflexão sobre os mistérios da Igreja e sua missão de evangelizar. Esses cristãos tentam incorporar a idéia da descentralização das ações e das novas exigências para a ação pastoral e os novos tipos de coordenação para não perderem os passos que deverão ser dado pelas comunidades. Assim buscam, ao se inserirem nas pastorais, serem organismos promotores de ações sociais - educacional e religiosa. Arregaçando as mangas e buscando intervir na comunidade interagindo com os membros que lhe são mais próximos e com seus vizinhos. Com ação continuada, cuidado e dedicação alguns se dedicam à causa escolhida, conforme os desígnios de seu coração. Esta causa reflete em ações fraternas, solidárias e cristãs no cumprimento de seu dever como cidadão - o de contribuir com a sociedade em que vive e se insere.

Tem sido em suas ações cotidianas e em nas relações sociais locais que alguns membros da comunidade encontram campo para a realização das ações missionárias e evangelizadoras. Interessante que o trabalho de muitos líderes, coordenadores e missionários tem se dado de maneira informal, sem a Bíblia nas mãos e durantes conversas que acontecem em encontros ocasionais. Aí, palavras que brotam do coração destes seres voluntários e em ações altruístas elevam, engrandecem, restauram e dignificam o outro. A conversa sincera, despretensiosa e amiga transforma o encontro ocasional em encontro entre irmãos, pessoas que amam pessoas.

Luz, Paz e Harmonia a todos.


Projeto Partilha - Leonor Rizzi

Comentários

projeto partilha disse…
No segundo domingo de Junho, dia 13, haverá Missa Campal junto a Capelinha São Pedro de Rates, às 17h00min. O Semanário litúrgico - ANO XL - n.30 - Ano C em sua publicação, DEUS CONOSCO, traz texto de reflexão, assinado por José Luiz Gonzaga do Prado, no espaço Catequese Bíblico-Missionário. Diz ele: " A Palavra.
O Evangelho de Lc 7,36-8,3 coloca lado a lado um homem chamado Simão, de bom nome, pois é fariseu, e abastado, pois oferece a Jesus e seus discípulos um almoço ou jantar formal, e uma mulher sem nome, mas pecadora conhecida, que vem da rua.De um lado o homem respeitável e, do outro, a mulher que todos sabem que não vale nada.
O homem respeitável esqueceu até as normas da etiqueta, a boa educação daquele tempo, beijar o hóspede, mandar trazer água para lavar-lhe os pés e um perfume para seus cabelos. A pecadora que vem da rua faz tudo isso de outra forma: beija, lava e perfuma os pés de Jesus.Os pés de Jesus não seriam os pobres?
O homem respeitável pensa mal da mulher e de Jesus. Mas Jesus lhe mostra com clareza que ela mais amou porque maior era a sua dívida, tinha mais de que ser perdoada, enquanto o respeitável e santo fariseu era incapaz de reconhecer como Davi (1 leitura): 'Pequei!'".
projeto partilha disse…
O segundo domingo de junho, marcado pela Missa Campal no "Santuário" Mãe Rainha", Carmo da Cachoeira, Minas Gerais, lembra a todos a seguinte máxima:

"QUEM AMA, PERDOA!"

A Eucaristia é um ato de amor de Jesus em favor de seu povo. Quando dela vamos participar devemos ter como grande motivação o amor que aprendemos de Jesus. Esse gesto amoroso promove o perdão e aproxima os irmãos e irmãs entre si, assim como nos une o próprio Cristo. Da Eucaristia colhemos os frutos da reconciliação e da unidade que promovem vida digna segundo o sonho de Deus para a humanidade.
Paz.
projeto partilha disse…
Um preito a amizade e ao amor.

"Perguntei a um sábio,
a diferença que havia
entre amor e amizade,
ele me disse essa verdade!
O Amor é mais sensível,
a Amizade mais segua.
O Amor nos dá asas,
a Amizade o chão.
No Amor há mais carinho,
na Amizade compreensão.
O Amor é plantado
e com carinho cultivado,
a Amizade vem faceira,
e com troca de Alegria e tristeza,
torna-se uma grande e querida companheira.
Mas quando o Amor é sincero
ele vem com um grande amigo
ou uma grande paixão,
ambos sentimentos coexistem
dentro do seu coração."

William Shakespeare
projeto partilha disse…
Amigos, jovens casais, jovens enamorados.

Rezem uma pelo outro.

Durante a Missa Campal programada para o mês de junho uma benção especial - a do pão. A justificativa está na data correspondente ao segundo domingo - Dia de Santo Antonio, quando se comemora, também, o Dia dos Namorados.
A celebração irá ocorrer nas Terras de São Pedro de Rates, junto ao "Santuário" Mãe Rainha, Carmo da Cachoeira, Minas Gerais. O Movimento Mãe Rainha e Vencedora 3 vezes Admirável de Schoenstatt, através de sua coordenadora nesta cidade, homenageará durante a Missa, JOVENS CASAIS. Cada uma das 59 Missionárias escolherá, entre as 30 casas sob sua ação, o casal que corresponder ao pensado. São esperados casais que se amam e são citados como namorados, noivos, recém-casados e, os que se consideram eternos namorados e, que sejam os mais jovens de cada setor. Estes casais devem manifestar em sua vivência diária amor fraterno, compromisso no exercício de sua fé, na educação de seus filhos e em seu viver social e religiosa.
A homenagem virá através de música instrumental - violão, teclado e saxofones. O tema escolhido foi o da Música de Déborah Blando, A luz que acende o olhar.

A luz que acende o olhar
Vem dos romances que viram poesia
Vem pra acender e
mostrar o amor que a gente não via
Vem como um passe de pura magia,
Como se eu visse e jurasse que há tempo já te conhecia.

Luz a todos.
projeto partilha disse…
Pastoral da Criança em Carmo da Cachoeira, Minas Gerais.

Alessandra, coordenadora da Pastoral da Criança em Carmo da Cachoeira, neste ano de 2010, é sobrinha de Jorge Fernando Vilela, autor do livro "O Sertão do Campo Velho". É sobrinha, também, de Conceição, lembrada, sempre, pelos cachoeirenses como tendo sido ligada a Pastoral da Criança local, quando de sua implantação aqui, em sua primeira fase. Isso faz muitos anos. Hoje, Conceição mora em BH e Alessandra, aqui. O primeiro grupo de inscritos está em fase final de capacitação. Outros voluntários aguardam o inicio de novas turmas. A comunidade São Pedro de Rates tem 2 grupos inscritos. Estes oram enquanto aguardam a chamada.

ORAÇÃO DO LÍDER DA PASTORAL DA CRIANÇA
Eis-me aqui, Senhor, pois me chamaste para realizar o árduo, mas belo serviço de líder comunitário da Pastoral da Criança na Igreja, nas comunidades, nas famílias, junto a quem mais precisa de atenção, amor, carinho, acolhida e gosto pela vida.
Senhor, Tu me confiaste a missão de anunciar Tua palavra de vida e denunciar os sinais da morte, de testemunhar com a minha própria vida os valores do Evangelho, para que "todos tenham vida e a tenham em abundância". Grande é minha responsabilidade, mas confio na graça daquele que me escolheu e é fiel. Abençoa, Senhor, minhas mãos, meus pés, meus olhos e todos os meus sentidos.
Torna-me expressão do Teu amor, da Tua paciência, da Tua bondade, simplicidade e misericórdia, para que eu aprenda a ultrapassar as aparências, as situações e realidades humanas e Te encontre em cada mãe, em cada criança, na família, na comunidade e em cada ser indefeso que clama por mais vida, justiça e dignidade.
Caminha conosco, Senhor, para que possamos fazer da Pastoral da Criança um memorial vivo e permanente de Tua presença e missão junto às crianças, aos pobres necessitados. Amém.

É desta forma os as futuras líderes da Comunidade preparam-se para o curso de capacitação.
Nossa eterna e profunda gratidão a todos os voluntários na construção da Civilização do Amor e Paz no Planeta Terra. Luz e Harmonia.
projeto partilha disse…
Leia em familiarattes.blogspot.com

Duarte Lopes disse:
Meu caro amigo Roberto Rates Quaranta.
Sou natural de Rio Mau, terra vizinha de Rates. Porque em Rates encontrei a mulher ideal, casei e resido na pequena Vila de São Pedro de Rates. Por causa da geminação de Rates com a Cidade da Mata de São João, descobri o seu blog e fiquei surpreendido. Não sabia da existência de Rates como apelido, ou sobrenome, como dizem aí. De facto, Tomé de Sousa nasceu cá. E há suspeitas de que o "moço" Garcia d´Ávila seja seu descendente directo, mas, são apenas suspeitas. Se o meu caro amigo o permitir, falarei da existência do seu blogue (familiarattes.blogspot.com) ao Presidente da Junta de Freguesia de Rates, o "prefeito" cá da terra, talvez ele tenha interesse em contatar com tão ilustre conterrâneo.
Um forte abraço ratense por adopção. Duarte Lopes em 03/02/2010.
projeto partilha disse…
Plagiando páginas de Roberto Rates Quaranta, o corroído pelas dúvidas sobre suas origens, não é isso, Roberto?

Geovano disse, em 20 de março de 2010, às 12:32:00 em familiarattes.blgspot.com
"Sr. Roberto (...) sou mineiro e minha mãe me mostrou uma carta assinada por sua tia Maria Rates de 1943, eu acho, fiquei curioso e me deparei com esta história (A origem do sobrenome Rattes), minha cidade fica depois de Andrequisé e antes de Carmo da Cachoeira - Biquinhas. Segundo minha mãe seu bisavô assinava Rates e era descendente de Alemão, dizem que eram retirantes de Pompeu - Minas Gerais, perto de minha cidade. Talvez, esta informação poderá lhe ajudar, se for parte da história, gostaria muito de receber informação."
Roberto, nossas escusas pelo repasse das informações. Nossa justificativa é única - entre irmãos não há segredo, rssss....rsss... rss.. rs........
projeto partilha disse…
Pe. Manoel Francisco Maciel deve estar em festa e comemorando com seu irmão Antonio Bonifácio Maciel e sua irmã Maria Escolástica Maciel. O motivo de regozijo, graças e alegria acontece nos níveis internos da vida, onde os 3 residem atualmente. O motivo foi um evento ocorrido no Planeta Terra, neste sábado, em Itajuba, Minas Gerais. MAISA NASCIMENTO lança seu primeiro CD - Relógio de pandora. Maisa é bisneta de Maria Escolástica Maciel, mãe de Tereza Maciel Nascimento, sua avó paterna. Maisa é cachoeirense e, foi a Coordenadora do Ministério de Música da Paróquia - Tereza Maciel do Nascimento que lhe instruiu na busca de reconhecimento de seu dom. Tereza é sua avó, mãe de seu pai. Foi ela que a inseriu no campo da música, quando ainda criança. Ravi Sawaja, autor do Projeto para o sul de Minas, reconheceu e lançou Maisa como mais um talento da música Popular Brasileira com o Apoio Cultural do Clube Itajubense, da Faculdade de Medicina de |Itajubá, da Gráfica 30 min., da Idéia Ativa, da Infoprint, do Restaurante Sem nome, da Secretaria de Cultura de Itajuba, da Secretaria de Educação de Itajubá, do Traço Leal e da Universidade Federal de Itajubá.
Maisa receba nosso fraterno e sincero votos de sucesso. Que a Luz continue a brilhar em seu caminho e, em especial, em seu coração.
projeto partilha disse…
Um olhar para os tempos de antanho. A paisagem um referencial - a FAZENDA SOBRADINHO. O Prof. Jaime Corrêa Veiga, em sua obra O Poço da Cobra Preta, editada pela Grasal - Gráfica Santo Antônio Ltda - Três Pontas - 1976, p.36, faz referência a um momento de sua história. A época em que a família Andrade Junqueira adquire a casa pequena, denominada SOBRADINHO. O personagem é citado como Sr. Antonio Andrade Junqueira, "homem muito simpático, no todo e nas palavras. Alegre e folgazão, não deixava ninguém triste ao seu lado. Não se casou, não por falta de parceira, sim por ser avêsso ao casório. Como dizia, tinha medo de contratos indissolúveis, e o casamento é contrato que não se anula, salvo pouquíssimos casos. Assim, permaneceu solteiro. 'Até ver', como dizia." Antonio Andrade Junqueira era proprietário de terras boas e do SOBRADINHO, ... "Tenho um pedaço de terra, comprei o SOBRADINHO. Não é muito grande, mas terras são boas...". A afirmação se deu numa roda de amigos, quando da tentativa de solucionar um impasse ocorrido na vida familiar - na da irmã de Antonio (Tonico), dona Helena Andrade Junqueira, casada com Aurélio Souza. Tratava-se de um namoro em que o filho de Helena e Aurélio, o Belmiro, se envolvera em namoro com uma moça que, por preconceito, não era bem visto. Ela, filha de imigrantes italianos (Hilário e Sunta Angelo. Sunta chegou ao Brasil, após a primeira guerra mundial). Jandira era uma "linda mestiça de olhos claros, cabelos avermelhados, rosto perfeito e perfeito todo seu corpo. Ele Andrade Junqueira - 'orgulho de raça' e ela Angelo Pereira". Antonio de Andrade Junqueira, um Junqueira, porém, totalmente diferente dos parentes, foi logo dizendo: "Que há de errado no casamento de um Andrade Junqueira com uma Angelo Pereira? Casa os dois e ponto!".
Registramos aqui nossa gratidão ao Prof. Jaime que, pela ousadia e compromisso com a história, deixou-nos este legado. Os dados nos forneceram as informações das quais necessitavamos para representação durante a novena preparatória à Festa de Nossa Senhora do Carmo/2010. A Fazenda SOBRADINHO faz parte, junto com a Comunidade Paroquial São Pedro de Rates e Comunidade do Cervo do bloco encarregado de apresentação do sétimo dia, ou seja, dia 13 de julho. Já se iniciaram os contatos preparativos do evento. Gratidão por mais esta oportunidade de serviço altruístico e abnegado desenvolvido por todos. Luz.
projeto partilha disse…
Fazenda do SOBRADO.
Neste ano de 2010, ao comemorar a Festa de Nossa Senhora do Carmo, a Comunidade do Sobrado está constituída das seguintes famílias:

Primeira família
José Antônio da Silva Neto
Marly de Fátima Alves Silva
Josimar Alves da Silva

Segunda família
José Inácio
Maria do Amparo Prado Garcia
Andréia Prado Inácio

Terceira Família
Robson Aparecido Miranda
Cristiane Fernanda dos Santos Alves

Quarta família
João Marcos Nicolau
Marly Nemento Nascimento Nicolau
Brenda de Cássia Luz Nicolau

Quinta família
José Heitor Miranda
Evanilda Leopoldina Miranda
Heder José Miranda
Rafael Miranda

Sexta família
Orlando José Sebastião.

Estas famílias estão convidadas a participar da organização da apresentação do sétimo dia da novena (13 de julho) da Padroeira - Nossa Senhora do Carmo, na Igreja Matriz. Fazem parte deste grupo, duas outras comunidades. Uma urbana, Comunidade Paroquial São Pedro de Rates. Outra rural, Comunidade do Cervo.
Caro blogueiro,


A campanha de vacinação contra Influenza H1N1 foi prorrogada até 2 de junho. Gestantes, doentes crônicos, adultos de 20 a 39 anos e agora crianças de 6 meses a 5 anos devem se imunizar. A vacina contra o vírus que já matou mais de 2 mil brasileiros, está disponível nos postos de saúde pública de todo o Brasil. Ela foi testada, é segura e mais de 300 milhões de pessoas já foram imunizadas com esta vacina no Hemisfério Norte.

Por isso, é muito importante contar com a sua colaboração! Você pode ajudar por meio de materiais que disponibilizamos especialmente para blogs.

Para mais informações sobre como se tornar um parceiro, escreva para fernanda.scavacini@saude.gov.br

Atenciosamente,
Ministério da Saúde

Postagens mais visitadas deste blog

A organização do quilombo.