A Câmara Municipal e a enchente em Carmo da Cachoeira.

Ocorreu em 17/03/2010 a reunião ordinária da Câmara Municipal de Carmo da Cachoeira, Minas Gerais, na qual paraticiparam os representantes Lá estavam os representantes da Comunidade Paroquial São Pedro de Rates: Evando; Leonara; Maria das Graças (Graça); Sebastiana (Tiana) - a que aparece no vídeo e vítima da enchente; Terezinha - que também aparece no vídeo, de costas na foto e em frente ao muro de sua casa destruído pela força das águas e Leonor.

Antes do início da sessão foi projetado o vídeo sobre a enchente na cidade . Contou com a audiência de todos os vereadores. Aberta a sessão, um dos pontos de pauta foi a questão das enchentes. Houve participação popular nas falas. Hoje, nesta página, externamos nossos mais profundos agradecimentos a edilidade cachoeirense que, finalizou a reunião com a proposta, votada em unanimidade, de agendar junto a administração pública reunião para discutir o assunto, propor medidas que minimizem o problema para as futuras chuvas e, para os pontualmente afetados pelas deste ano.

Terezinha, uma das representantes da comunidade, disse que não foi tomada nenhuma providência para se reerguer o muro destruído, e isto causa grande dano e risco à sua numerosa família, composta de pessoas idosas e crianças em tenra idade.
Projeto Partilha - Leonor Rizzi

Comentários

projeto partilha disse…
Que a Beleza, Paz, Harmonia e Graça, reflexos abrilhantados e manifestados dos pensamentos de Puro Amor, Amor Incondicional permaneçam conosco, hoje e sempre.
Só não lotamos a Câmara Municipal devido a compromissos assumidos pelo grupo. Durante o período da Quaresma a Comunidade Paroquial São Pedro de Rates realiza, todas as quartas e sextas-feiras, a Via-Sacra. O grupo resolveu não interromper o compromisso e elegeu alguns, dentre seus membros, para representação na Câmara Municipal. A Via-Sacra acontecia, enquanto alguns estavam na Câmara Municipal apresentando seu pedido de ajuda. Os vídeos foram encaminhados a todas as Escolas da Carmo da Cachoeira, seguido de um pedido de que seja divulgado entre os alunos matriculados. Que nossos corações, afinados que são a Deus, possam derreter as barreiras e pré-conceitos que impedem um trabalho integrado/interativo de estudo do Nosso Solo, Nosso chão.
Desejamos um crescimento amplo e consciente a todos. Instrumento este, que afina percepções e entendimentos, em especial, daquele que se entende por Bem-Comum.
Luz, Paz, Harmonia, Beleza, Pureza e Graça nesta manhã de março, pós chuvas que ocasionam enchentes em nossa querida Cachoeira de Nossa Senhora do Monte Carmelo.

Postagens mais visitadas deste blog

A organização do quilombo.