Padre José Procópio Júnior em Carmo da Cachoeira

Imagem
Paróquia Nossa Senhora do Carmo sob nova guiança Editorial Sai Pe. Daniel Menezes, e assume como administrador paroquial da acolhedora cidade de Carmo da Cachoeira, em fevereiro de 2019, o Pe. José  Procópio Júnior.
"Não cabe à pedra escolher o lugar que deve ocupar no edifício. Assim também não cabe à nós criaturas ditar ao Criador o que deve acontecer em nossa vida, pois Deus é quem sabe e dispõe com sabedoria própria." − Dom Servílio Conti, IMC Como página que observa os acontecimentos neste pedaço de chão mineiro, limitado por montanhas e que, segundo o cachoeirense Padre Godinho, “todas são azuis”, registramos o remanejamento ocorrido entre padres ligados a Diocese da Campanha no ano de 2019. Entre as mudanças encontra-se a Paróquia Nossa Senhora do Carmo/Carmo da Cachoeira – MG.

Sai nosso querido Padre Daniel Menezes. Por ele continuamos a rezar e o devolvemos, entre lágrimas e a esperança de um dia tê-lo entre nós. Somos eternamente gratos e devedores. Entra, aureola…

Algumas pessoas que fizeram parte da história.


Severino Ribeiro de Resende foi um nome muito presente em Carmo da Cachoeira, participativo e muito atuante foi responsável e acompanhou a reforma da Igreja Matriz de Nossa Senhora do Carmo. José Alves de Figueiredo, nos anos de 1864 e 1866 foi Segundo sargento da Guarda Nacional, através de escolha pelo Conselho Paroquial local. João Urbano de Figueiredo foi chefe político do Município quando o mesmo passou a integrar o Município de Varginha. A notícia que temos sobre João Urbano de Figueiredo é de que foi pessoa honesta e justa e também que ele jamais determinou que se matasse alguém, coisa raríssima na vida dos chefes políticos de então.
Projeto Partilha - Leonor Rizzi

Próxima homenagem:
Homenagem anterior: Ruralista e lutador pela dignidade do povo.

Comentários

Valdeir Almeida disse…
É bom sempr lembrar de quem ajudou a consolidar a história de um lugar. Assim, os habitantes que vão surgindo conseguem se identificar melhor no lugar onde vivem.

Amigo, abraços e obrigado por interagir comigo neste mundo dos blogs.
projeto partilha disse…
Olá, Valdeir.
Que nossos dias possam continuar sendo iluminados para que, na luz, possamos ter oportunidade de desvendar fatos do passado. Também, com gratidão e reverência tenhamos a oportunidade de falar daqueles que nos precederam e nos deixaram bases firmes sobre as quais, hoje, caminhamos.
Luz, paz e harmonia a você, especialmente.
projeto partilha disse…
Para Maria Eunice Naves.
Em 13/11/1942 é batizada Maria Inês, filha legítima de José Garcia de Abreu e de dona Geralda Naves de Abreu. Foram padrinhos: Mateus Ferreira Martins e Isabel Garcia de Abreu.

Em 25/01/1943 é batizado Vicente, filho legítimo de Alypio Antonio da Costa e Cândida Gabriela da Costa. Foram seus padrinhos: Inah de Resende Naves e João de Oliveira Vilela.

Os batizados aconteceram na Fazenda Taquaral, Carmo da Cachoeira, Minas Gerais.

Postagens mais visitadas deste blog

Antiga foto da fazenda da Serra de Carmo da Cachoeira.