Abertura do livro nº 4 - Escripturas 1869 a 1873.

Carmo da Cachoeira, Minas Gerais.

Servira este livro para nelle serem lançados as Escrituras de compra, e venda de contratos passados pello Escrivão de Paz do Carmo da Cachoeira, deste município (...) (Campos), levando o termo de abertura e encerramento. Três Pontas, 4 de abril de 1869. Fls 51 verso (última página). Visto de correição de 1889. Archive-se na Secretaria da Câmara, Varginha em 18/11/1889. Júlio da Veiga.

Projeto Partilha - Leonor Rizzi

Próxima matéria: A venda da Fazenda Campo Formozo.
Artigo Anterior: Documento de Demarcação de terras de 1911.

Comentários

projeto partilha disse…
(continuação) (...) JOSÉ IGNÁCIO DE Sta. ANNA, E SEGUINDO O MATO DIGO O VALLO QUE VEM DO MATTO DO VINHO A ESQUERDA TÉ FRONTEAR UMA CERCA ONDE TEM UMA COVA E DESTA EM RUMO DIREITO A OUTRA COVA NA BEIRA DO CAPÃO, E SEGUINDO PELA BEIRA DESTA TÉ OUTRA COVA QUE SE ACHA NA BEIRA DO MESMO, E DESTA PELO VALLO ABAIXO DO CORREGUINHO E POR ESTE ABAIXO TÉ (ILEGÍVEL) DE UM CAPÃOZINHO, E POR ESTE CORREGUINHO ACIMA A CABECEIRA DO MESMO CAPÃOZINHO ONDE TEM UMA COVA E DESTA ATRAVESSANDO O ESPIGÃO EM RUMO DIREITO A CEBECEIRA DE UM CÓRREGO SECO DA DIREITA, E POR ESTE ABAIXO AO RIBEIRÃO DA LAGE, E POR ESTE ABAIXO TÉ A BARRA DO CÓRREGO TIJUCO PRETO ONDE TEVE PRINCÍPIO ESTA DEMARCAÇÃO, DIVIDINDO EM PARTE COM OS COMPRADORES E AS TERRAS ASSIM DEMARCADAS VENDEMOS (...) TERRAS CAMPO FORMOZO DA FREGUESIA DA CACHOEIRA (...) PELA QUANTIA DE QUINZE CONTOS DE RÉIS (...).
(...) EU PASSO A REZENTE É GOZANDO DO PRIVILÉGIO QUE ME GARANTE O PÔSTO QUE OCCUPO NA GUARDA NACIONAL. FAZENDA DO JARDIM, 24 de fevereiro de 1862. Testemunhas presentes: José Esteves dos Reis e Silva e João José do Nascimento. Francisco de Paula Cândido Escrivão interino de notas nesta Freguezia da Cachoeira do Carmo.

Postagens mais visitadas deste blog

Antiga foto da fazenda da Serra de Carmo da Cachoeira.

Pesquisando a genealogia italiana