Padre José Procópio Júnior em Carmo da Cachoeira

Imagem
Paróquia Nossa Senhora do Carmo sob nova guiança Editorial Sai Pe. Daniel Menezes, e assume como administrador paroquial da acolhedora cidade de Carmo da Cachoeira, em fevereiro de 2019, o Pe. José  Procópio Júnior.
"Não cabe à pedra escolher o lugar que deve ocupar no edifício. Assim também não cabe à nós criaturas ditar ao Criador o que deve acontecer em nossa vida, pois Deus é quem sabe e dispõe com sabedoria própria." − Dom Servílio Conti, IMC Como página que observa os acontecimentos neste pedaço de chão mineiro, limitado por montanhas e que, segundo o cachoeirense Padre Godinho, “todas são azuis”, registramos o remanejamento ocorrido entre padres ligados a Diocese da Campanha no ano de 2019. Entre as mudanças encontra-se a Paróquia Nossa Senhora do Carmo/Carmo da Cachoeira – MG.

Sai nosso querido Padre Daniel Menezes. Por ele continuamos a rezar e o devolvemos, entre lágrimas e a esperança de um dia tê-lo entre nós. Somos eternamente gratos e devedores. Entra, aureola…

Padroeira do Brasil na Congada de Oliveira.

A Congada, cujo grupo apresenta-se trajado com vestes azuis é do Grupo do Município de Oliveira, Minas Gerais. Mestre Dae, da Congada de São Benedito do município mineiro de Carmo da Cachoeira, também particiopu do evento ocorrido na Igreja e na Praça do Carmo, onde houve o encontro das duas Bandeiras: Nossa Senhora Aparecida (Oliveira) e São Benedito (Carmo da Cachoeira, com Mestre Daé).

Grupo de Congada de Oliveira, Minas Gerais em visita a Carmo da Cachoeira.
Foto: Maria do Carmo - Arte: TS Bovaris

Próxima imagem: Janela oitocentista sul-mineira da fz. da Serra.
Imagem anterior: O ipê e o Santuário em Carmo da Cachoeira.

Comentários

projeto partilha disse…
Manoel Antonio Rates/Rattes/Raty/Rath/Ratys/Ratis foi casado com Maria da Costa Morais. Viveram na Cachoeira dos Rates, junto ao Ribeirão do Carmo/Capitinga/Capetinga, nas décadas finais século XVIII. Como funcionava a sociedade em que estava inserida a família do primeiro morador da CACHOEIRA DOS RATES, no Sul de Minas Gerais. Veja trabalho de Marilda Santana da Silva. As mulheres no Tribunal Eclesiástico do Bispado de Mariana (1748-1830). Universidade Estadual de Campinas. Instituto de Filosofia e Ciências Humanas - IFCH. Departamento de História. Pós-Graduação - História Social do Trabalho. Orientadora - Prof. Dra. Leila Mezan Algranti.
Aproveite para ver o mapa inserido no referido trabalho: Mapa de parte da Província de Minas Gerais com localização das Câmaras Eclesiásticas. Fonte: Bethell, Leslie, 1988. Colonial Brazil, p.193.
- Veja também a Figura 5, p.69: Mapa de parte da Capitania das Minas Gerais com posicionamento das localidades que receberam MANDADO DE COMISSÃO, com Vilas; Freguesias e Povoações; Fazendas e Caminhos. Fonte: Eschwege, W. L. Von. 1833. Viagem pitoresca ao Brasil. Vol.I, p.34. Tradução de Domício de Figueiredo Murta. Coleção Reconquista do Brasil. Livraria Itatiaia Ed. Ltda.

Postagens mais visitadas deste blog

Antiga foto da fazenda da Serra de Carmo da Cachoeira.