A venda da fazenda Engenho de Serra em Minas.

Escriptura de compra e venda que entre si fazem, a saber: como outorgantes vendedores Aristides Teixeira Cardoso e sua mulher, e como outorgante comprador Pedro de Souza, como adiante se vê:


Saibam quantos este público instrumento de escriptura virem que, sendo no anno do Nascimento de Nosso Senhor Jesus Christo de mil nove centos e quatorze (1914), neste districto do Carmo da Cachoeira, Comarca da Varginha, Estado de Minas Geraes compareceram Aristides Teixeira Cardoso e sua mulher dona Doralice Villela Cardoso (...) possuidores de uma sorte de terras sita na Fazenda Engenho de Serra² que houveram por herança de Procópio Villela (...)

Projeto Partilha - Leonor Rizzi

Próxima matéria: Carmo da Cachoeira e Joaquim Pimenta de Abreu
Artigo Anterior: Os limites da fazenda Engenho da Serra.

1. Livro N.22 - Primeiro Traslado - A fls.68 a 69v.
2. Leia-se: Engenho de Serra (caracterização da forma como era movido o engenho de cana local). A referida fazenda não está localizada em região serrana.

Comentários

projeto partilha disse…
O nome Pedro de Souza, no caso do referido documento provavelmente quer dizer: PEDRO JUVÊNCIO DE SOUZA, mais conhecido como PEDRO MESTRE, denominação de uma Unidade Escolar na cidade de Carmo da Cachoeira, Minas Gerais. Estamos a busca de documentos que confirmem sua participação e atuação na Guerra do Paraguai, atuação que está registrada na memória familiar. Certamente, a genealogia virá em nosso auxilio. A família diz: "procedente de Aiuruoca". Pedro Juvêncio foi casado com Maria dos Reis Campos (Cf. p.166, Família Reis), filha de Ana Paulina e Francisco Custódio Vieira, fazendeiro Três Pontas. Francisco, filho de Francisco Vieira Campos Sobrinho e Purcina Viera Campos. Ana Paulina é filha de Francisco dos Reis Silva, nascido em 1810 e de Josefa Vitalina de Rezende, neta de José de Souza Meireles e Ana Paulina de Rezende.
projeto partilha disse…
Teodósia Vieira Campos foi casada com Carlos Bandeira de Gouvêa, pais de "Dosico" - Theodósio Bandeira Campos. Theodósio nasceu em Boa Esperança, Minas Gerais. Sua era professora e faleceu ainda jovem, logo após o nascimento de Teodósio, que foi criado pela tia, dona Rita Vieira Campos, segunda mulher do tenente Juvêncio Elias de Souza (Cf. Paulo Costa Campos, p.19, Dicionário Histórico e Geográfico de Três Pontas). A primeira mulher de Juvêncio Elias foi Emília Augusta de Oliveira.
projeto partilha disse…
Ana Paulina de Rezende foi a segunda mulher de José de Souza Meirelles, filho do português João de Souza Meirelles casado com dona Mariana Antonia de Jesus. Dona Mariana Antonia de Jesus é filha de Ana do Angaí - Ana Maria de Carvalho. Ana do Angaí e seu marido José Garcia Duarte foram moradores na Paragem do Saco do Termo de Baependi.
projeto partilha disse…
Errata. Tipo de erro: digitação. Leia-se: ENGENHO DE SERRA (caracterização da forma como era movido o engenho de cana local). A referida fazenda não está localizada em região serrana.
projeto partilha disse…
Nesse sábado 11 de julho, além da Folia no Arraial da MATA NATIVA, e da Novena Preparatória à FESTA DE NOSSA SENHORA DO CARMO, àqueles que buscam suas origens poderão conhecer os descendentes de Maria de Siqueira. Visitar o Projeto Compartilhar: Aportes à Genealogia Paulistana.
projeto partilha disse…
Joaquim Pimenta de Abreu é um dos protagonistas da História do Município do Carmo da Cachoeira, Minas Gerais. Fez parte desta história no tempo de MANOEL ANTONIO RATES e a época em que o Distrito mais próximo era o da Boa Vista, ligado a Lavras do Funil. Este Distrito foi transferido posteriormente. Sediado inicialmente na Fazenda do filho de Ângela Ribeiro de Moraes (Morais/Ribeiro)- José Joaquim Gomes Branquinho, foi transferido, por força de Lei, para a CACHOEIRA DOS RATES.
Sem ligação até o momento, conferir no Projeto Compartilhar, Domingos Pimenta de Abreu (ou de Carvalho). Aportes à Genealogia Paulistana.

Postagens mais visitadas deste blog

A organização do quilombo.