Marcelo Brettas lebra o velho João Petronilla.

Seu Peró conta uma história entre as muitas que sua lúcida memória mantém armazenada. Esta se passou na Fazenda Capão dos Óleos, Carmo da Cachoeira, Minas Gerais. Foi um acontecimento ocorrido com o tropeiro João Petronilla. Sobre este personagem também nos fala Marcelo Brettas:

"João Petronilla era negro, alto e esguio, com cabelos encaracolados e esbranquiçados. Nunca consegui saber ao certo a sua idade, alguns diziam beirar os sessenta, outros juravam já ter há muito ultrapassado os oitenta. Sei apenas que ele está guardado em minhas lembranças (...) fazia questão de viver sem família (...) em casa térrea e ampla, do final do século 19 ao lado da estação de trens (...)."

Projeto Partilha - Leonor Rizzi

Comentários

projeto partilha disse…
Marcelo Brettas é sobrinho do nosso queridíssimo Dr. José Vilela Bretas, residente, hoje, em Palmas do Tocantins. Marcelo é filho de um irmão de Dr. José Bretas. O ancestral citado por Marcelo Brettas e conhecido pelos cachoeirenses, SEVERINO VILELA foi casado com dona Alzira. Severino teve sua vida profissional ligada a presença de Estações Ferroviárias. Sua origem é Andrelândia, Minas Gerais. O pai de Dr. José Vilela Bretas, foi funcionário do Banco do Brasil, instituição em que se aposentou. Gentil, casado com Castorina, trabalhou durante anos como funcionário em uma de suas agências na cidade São Paulo - Capital.
projeto partilha disse…
Conheça a história de ANDRELÂNDIA, de onde vieram os ancestrais de MARCELO BRETTAS e Dr. José Vilela Bretas - médico e grande benemérito da Cidade de Carmo da Cachoeira, Sul de Minas Gerais. Dr. Bretas faz parte da História da CACHOEIRA DOS RATES. Cientista, historiador, dinâmico, habilidoso no trato com as pessoas, dotado do dom da arte transformadora dos elementos da natureza e do censo artístico, não há quem não o conheça e reconheça seu nome e seu trabalho em CARMO DA CACHOEIRA, Sul de Minas Gerais.
Conheça ANDRELÃNDIA visitando: Fundação Guairá - Terra sem males - Windows Internet Explorer
www.fundacaoguaira.org.br/?p 4
e-mail:guaira@fundacaoguaira.org.br

Postagens mais visitadas deste blog

A organização do quilombo.