Jovens da Congada de São Benedito em Minas.

Ajude-nos a contar a história de Carmo da Cachoeira. Aproveite o espaço "comentários" para relatar algo sobre esta foto, histórias, fatos e curiosidades. Assim como casos, fatos e dados históricos referentes a nossa cidade e região.

Grupo de Congada de Oliveira, Minas Gerais em visita a Carmo da Cachoeira.
Foto: Maria do Carmo - Arte: TS Bovaris

Próxima imagem: Antiga ilustração do Espírito Santo.
Imagem anterior: Congada em frente a antigo casarão mineiro.

Comentários

projeto partilha disse…
Errata. Tipo de erro. Crédito indevido. Os integrantes deste grupo de Congada não são cidadãos cachoeirenses, mas oliveirenses.
projetopartilha disse…
Aos quatorze dias do mês de outubro
do anno do Nascimento de Nosso Senhor Jesus Christo de mil oito centos e sessenta e um neste Destricto do Carmo da Cachoeira em Casa de residência do Sub-Delegado José Fernandes Avelino ahy presente o queichoso Ignácio Lopes de Guimarães, comigo escrivão do seo cargo foram feitas as seguintes perguntas; Perguntado qual o seo nome idade e filiação, estado, naturalidade, profissão; respondeo chamar-se Ignácio Lopes de Guimarãens, idade cincoenta annos pouco mais ou menos casado, natural do Termo da Villa da Uruoca e morador nesta Freguesia do Carmo da Cachoeira aonde vive da agricultura (...) continua
projeto partilha disse…
(continuação)(...) Perguntado como se tinha passado o facto alegado na petição; Respondeo que no dia dizacete do passado mês de setembro as seis horas da tarde os cães do Réo Marciano José da Costa(perto do seo Terreiro isto pello curtume do Réo (...).
Destricto do Carmo da Cachoeira dizaceis de outubro de mil oitocentos e um José Bernardes de Magalhãens - official de justiça citaçoens das testemunhas. Aucto de qualificaçao. Aos (...) na residência do Sub-Delegado José Fernandes Avelino audiência compareceo Marciano José da Costa diz que era filho de Prudênciana Bernarda da Costa; que tinha quarenta e quatro annos. Seo estado civil,casao; sua profissão ou modo de vida, respondeo que vivia de lavoura,sua nacionalidade, respondeu ser brasileiro, nascido Conceição do Rio verde e morador nesta Freguesia do Carmo da Cachoeira, sabe ler e escrever.
projeto partilha disse…
Um Cavaleiro da Imperial Ordem da Rosa em Carmo da Cachoeira, no sul de Minas Gerais. Dado de um fragmento arquivado entre os documentos estudados pelo Projeto Partilha. (...)audiência do dia dizenove do corrente em casa de minha Residência. Saquarema dose de outubro d mil oitocentos e secenta e um. Avelino - Termo de Ajuntada - Eu Aureliano José Mendes escrivão que escrevy - O Cidadão Brasileiro José Fernandes Avelino Cavaleiro da Imperial Ordem da Rosa, Tenente Coronel da Guarda Nacional e Sub-Delegado do Destricto do Carmo da Cachoeira (segue a rubrica).Número um réis duzentos. Pagou duzentos réis Carmo da Cachoeira quatorze de outubro de mil oitocentos e secenta um - Mando a qualquer official de Justiça deste Juizo a quem este for apresentado que dirijace a casa de Marciano José da Costa o intime para comparecer em Casa de Residência do Sub-Delegado José Fernando Avelino (...)
projeto partilha disse…
Ilmo. Snr. Prezidente e Membros da junta Parochial do Alistamento Militar.
Diz Antonio Justiniano dos Reis, morador e negociante nesta freguesia que exporta grande quantidade de gado para o Rio de Janeiro onde anualmente emprega diversos capatazes, e sendo o presentemente inferior o número do elles (capatazes) em relação ao número de gado que exporta, necessita de contratar mais um afim de não ser prejudicado em e seus interesses e para tal fim contratou o Cidadão Aureliano Procópio Naves que se acha alistado por essa junta sobre o número 34.(continua)
projeto partilha disse…
continuação. Requerimento solicitando a dispensa de Aureliano Procópio Naves da prestação do Serviço Militar.
(...)Tendo pois o Supp. a seu favor as Disposições e Instrucções da Lei de 10 de julho de 1822 até hoje em vigor, vem requerer a V.Sa. a exclusão do referido Capataz por ter o mesmo a seu favor o parágrafo sexto das referidas instrucções, e portaria de 7 de janeiro de 1824 e espera supp. que V. Sas. lhe farão inteira justiça por que E. R. Mce.
assina o requerimento: Antonio Justiniano dos Reis.
projeto partilha disse…
Requerimento solicitando dispensa do Serviço Militar para o Capataz Aureliano Procópio Naves, em Caxoeira, 30 de março de 1880.
A junta manifesta-se em Lavras, no dia 13 de maio de 1880: considerando que Antonio Justiniano dos Reis não exibio prova alguma de produzir a sua fazenda de criar cincoenta animais, (...) manda que seja a elle avisado do para no prazo de 15 dias provar comprovadamente a criação allegada, sob pena de ser considerada como não existindo a reclamação ao dito Aureliano Procópio Naves.

Postagens mais visitadas deste blog

A organização do quilombo.

A Família Campos no Sul de Minas Gerais.

Palanques e trincheiras na defesa dos quilombos.