Os limites de Carmo da Cachoeira e Três Pontas.

de: Alencar Faria de Almeida

Oi pessoal. Vocês que formaram uma grande corrente, na qual eu me encaixo, já se perguntaram sobre antigos limites? Aqueles, idealizados por diferentes grupos, e nos velhos tempos dos Rates por aí? Não tenho como ajuda-los a não ser com orações, pela minha avançada idade. Ainda bem que tenho bisnetos e eles tem computador e paciência comigo. Pergunto a todos:

Qual era o limite idealizado pelos povoadores deste território, no tempo dos Rattes aqui? Pelo que tenho lido, neste blog, pareceu-me que o território das Três Pontas era pensada de forma expandida, chegando até a Antiquíssima Fazenda Taquaral, do município de Carmo da Cachoeira e bem próxima da Fazenda Boa Vista. Sabe onde este pobre velho se fundamenta:
- na sabedoria da velhice, que vê as coisas de fora diferente;
- na petição de
Pe. Bento. Ele queria expandir seu território e pediu para aumentar suas terras até as Três Pontas (1758). Certamente que não foi a toa, né?;
- na citação da Fazenda do Taquaral, que todos dizem aí, que foi mais antiga que a da Boa Vista, e citada na provisão que o historiador
Paulo Costa Campos conseguiu.

A velhice nos dá autorização para falar, o que pode ser uma grande besteira, como também, vir a ser uma luz. Quem sabe. Vai aí minha contribuição para Nossa Senhora do Carmo neste domingo.

Comentários

projeto partilha disse…
Nossa mais profunda gratidão ao Alencar. Queremos cumprimentá-lo pela lucidez e clareza de sua mente, certamente, ela reflete a presença de um espírito iluminado.
Volte sempre. É um imenso prazer recebê-lo nessas paginas. Alguém já havia nos alertado sobre a imensidão territorial dos "Alves Figueiredo". A pessoa nos dizia que atingia a freguesia dos Sagrados Corações Jesus, Maria João (Três Corações atualmente).

Postagens mais visitadas deste blog

A organização do quilombo.