O Sagrado Coração de Jesus da fz. da Serra.


Esta bela imagem barroca compôe a ermida da fazenda da Serra em Carmo da Cachoeira, Minas Gerais. Encontramos o nome desta propriedade rural registrada, ainda, no ano de 2000, na Lei n.922 - Assembléia Legislativa de Minas Gerais, citando os imóveis onde funcionam as Escolas Estaduais municipalizadas:

- fazenda Vargem Grande;
- fazenda Espraiado;
- fazenda Retiro do Mato (Matto);
- fazenda Boa Esperança;
- Fazenda da Serra; e
- fazenda Fernando dos Reis.

Foto: Evando Pazini - Arte: TS Bovaris

Próxima imagem: Homenagem à música de raíz em Minas.
Imagem anterior: Antiga foto da fazenda dos Tachos em Minas.

Comentários

projeto partilha disse…
Um registro de batizado realizado na Matriz de Nossa Senhora do Carmo, Carmo da Cachoeira, Minas Gerais feito no dia 04-02, fls.17 diz:

É batizada Maria, filha de Balthazar Câncio Simões de Barros e Belmira Maria de Jesus; foram padrinhos: João Bertholdo de Noronha e Carolina Maria de Jesus.
projeto partilha disse…
Às fls. 7v., Livro de Batizados n.3. Matriz Nossa Senhora do Carmo, Carmo da Cachoeira, Minas Gerais é batizada Albertina, filha de Manoel Alves Teixeira e Marianna Cândida Teixeira; foram padrinhos: Joaquim Alves Teixeira e Maria Teixeira de Abreu.
projeto partilha disse…
Em 29 de agosto de 1895 é batizada Maria na Matriz de Nossa Senhora do Carmo, Carmo da Cachoeira, Minas Gerais. Maria, filha legítima de Abrahão Augusto de Souza e Luiza de Rezende; foram padrinhos: José Baptista de Sant´Ana e Maria Secunda.
projeto partilha disse…
Dona Ana Cândida de Lima e Alfredo Ferreira Avelino foram padrinhos os padrinhos de Maria em cerimônia ocorrida na Igreja Matriz de Nossa Senhora do Carmo, em Carmo da Cachoeira, 29 de julho de 1895. Maria era filha de Domingos de Oliveira Carvalho de Vilhena e Maria Theodora Ferreira, segundo o que consta às fl.6 do Livro de batizados da Paróquia.
projeto partilha disse…
"Aos 1 de agosto de 1895 baptisei solennemente a Maria, nascida aos 19 de julho p. findo, filha de Venâncio Alves Fagundes e Liduvina Perpétua do Amor Divino; foram padrinhos: Manoel Pedro da Costa e Generoza Clementina". O Pároco, Vigário A. J. da Fonseca.
projeto partilha disse…
Livro n.3 de batizados. Matriz de Nossa Senhora do Carmo. Carmo da Cachoeira, Minas Gerais, fls.7 verso:

"Aos 13 de agosto de 1895 baptisei solennemente a Leontina, filha legítima do Dr. Mathias Antonio Moinhos de Vilhena e Maria Carolina de Gouvêa; foram padrinhos: Antonio Vilhena e Pudenciana Esmeraldina de Gouvêa."
projeto partilha disse…
Um descendente dos "Souza Meirelles" e "Villelas", o Manoel de Souza Reis, juntamente com dona Idalina Eliza da Costa foram padrinhos de José, na Matriz de Nossa Senhora do Carmo, Carmo da Cachoeira, Minas Gerais. Ás fls. 5, em 16-07-1895 batizam José, filho legítimo de Francisco Augusto Figueiredo e Generosa Clementina.
projeto partilha disse…
Baptista Floriano de Tolledo e Anna Silvéria de Jesus foram padrinhos de João, filho legítimo de Joaquim Pinto de Carvalho e Anna Antonia de Jesus, em 21 de julho de 1895, na Matriz de Nossa Senhora do Carmo, Carmo da Cachoeira, Minas Gerais.
projeto partilha disse…
Disemos nós abaixo assignados - Vicente Alves Ferreira e sua mulher Alzira Augusta da Silva, residentes nesta freguezia do Carmo da Cachoeira, Município de Varginha, Estado de Minas Geraes que, sendo senhores e possuidores de uma parte da casa e terreno situada à rua da Cadeia, que houve por herança de nosso sogro e Pais Augusto José de Souza e Izalina Cândida da Silva, confrontando por um lado com (ilegível) de Sa(rasgado) tal, por outro com (ilegível) Álvaro Aristóteles Nogueira e por outro com o (ilegível) e pelo outro com a rua da Cadeia, cujo (ilegível) de casa e terreno vendemos (...)
continua
projeto partilha disse…
(continuação - assunto: comentário anterior)
(...) Cadeia, (...) vendemos, como de facto vendido ao sr. Álvaro Aristóteles Nogueira pela quantia de réis 25$000, vinte e cinco mil réis, que ao fazer deste recebemos em moeda corrente, transmitindo ao novo comprador todo descrito, domínio, posse e (ilegível) que tinhamos na dita casa, afim que o novo comprador possa desfrutá-la, vendê-la, aliená-la como sua que fica sendo desta dacta em diante. E, por verdade, mandamos passar este que assignaremos em presença das testemunhas abaixo. Carmo da Cachoeira, 24 de setembro de 1916. Vicente Alves Ferreira e Alzira Augusta da Silva. Testemunhas: Pedro Juvêncio de Souza e (rasgado)Rangel dos Reis.
projeto partilha disse…
Livro de batizados n.3. Termo de abertura.
Servirá este livro para nelle se lançar os assuntos de baptisados nesta Matriz. Vai rubricado por mim. Carmo da Caxoeira, 6 de setembro de 1894. O vigário Antonio Joaquim da Fonseca.
"Aos 2 de maio de 1895 baptisei solennemente a Ritta aos 25 de fevereiro p. findo filha legítima de Caetano Mendes dos Santos e Maria de Andrade; forão padrinhos Pedro (liberto) e dona Jovina Figueiredo. Para constar faço este assento. O Vigário A. J. da Fonseca.

Postagens mais visitadas deste blog

A organização do quilombo.

A Família Campos no Sul de Minas Gerais.