Evando Pazini eternizando Carmo da Cachoeira.


O
Projeto Partilha registrou pontos de religiosidade presentes nas zonas rural e urbana, um colaborador do grupo e Evando, que com câmara fotográfica e filmadora se puseram em campo. Foram centenas de registros. Uma cobertura completa do assunto e fazendo o melhor arquivo de imagens de nosso patrimônio arquitetônico e humano da cidade de Carmo da Cachoeira, Minas Gerais.

Hoje, revendo a produção surge o que poderíamos chamar de revelação. O conjunto das imagens mostram-se mágicas. Percebe-se que o fotógrafo retratista Evando Pazini conseguiu mostrar, através das lentes de sua câmara algo muito mais profundo que o registro de uma época, mostrou-as em sua essência. Captação da essência é um território visitado por poucos. Fica no Mundo das Idéias, e segundo Platão, a idéia precede o que existe no Mundo Real. Captar a essência de um momento envolve sensibilidade. Sensibilidade é arte.

Arte, o que pode ser considerado como uma arte? Olhando a foto feita por Evando Pazini, num amanhecer do mês de julho muito frio, dada a geada da noite, Pe. André Luiz da Cruz, fitando a imagem, voltou-se ao passado e lá ficou durante algum tempo. Olhou para Evando e disse: "tive um professor que dizia: 'se não houver palavras para descrever, saiba, você está diante de uma obra de arte. Ela contém símbolos indescritíveis, ela está tentando refletir um mundo, que palavras não alcançam. É um mundo mágico, irreal, onde só a sensibilidade consegue interpretar'. Eu não tenho palavras para definir o que vejo e sinto". Estávamos em pé, numa das ruas da cidade. Pe. André terminava de fazer seu programa, Almoço com o Vigário, levado ao ar pela Rádio Comunitária Esperança. Acompanhava a cena, mimosas flores cor de rosa de um pessegueiro, em sua época de florada. Através do relato a certeza de que Evando Pazini colocou nas imagens um timbre artístico. Confiram esta imagem.

Vamos buscar apoio em Jô Santana, quando no texto, Fotografia é Arte?, diz: "Quando tenho em mãos a cópia de uma fotografia, tenho a chance de trocar os meus olhos pelos olhos do fotógrafo para enxergar o mundo como este artista o vê: triste, colorido, pesado, preocupado, ou seja qual for a sua forma. Quando tenho uma cópia em mãos estou atrás da sensibilidade do artista sobretudo o que ele retrata".

Em sua forma expressiva e interpretativa da realidade, Evando Pazini volta-se constantemente para os seus 180 graus em circunferência. Ao olhar o álbum fotográfico gerado por suas reportagens, é comum encontrar registros de formas de nuvens presentes no momento de dada reportagem, carreira de formigas em atividade, pássaros presentes em ambientes externos e internos, como os do concerto de piano, levado na Igreja Matriz local e os abutres sobre a Estação do Cervo, laborioso trabalho de outras formigas quando da reportagem na Fazenda do Córrego das Pedras, enfim, a natureza sempre completou e deu seu toque em todas as reportagens. Aí reside a criatividade do artista, sua sensibilidade artística. Ao interpretar a realidade através das lentes de Evando, desvenda-se algumas habilidades cognitivas, como a sua capacidade de identificar, comparar e associar. Desvenda-se também, através de suas produções a emoção que o acompanhava no momento do click.

Dentre as centenas de estímulos do ambiente, captou e revelou os que refletiam a paz, a tranquilidade, a harmonia, a interação. Longe dos conflitos, suas tomadas mostram o cuidado e a inteireza presentes no momento.

O Projeto Partilha rende homenagens a este artista cachoeirense que, com seu olhar e trabalho voluntário.

Imagens publicadas no blog

Comentários

projeto partilha disse…
"Cultive a virtude simples da paciência.O antegozo não é a única recompensa pela espera."
O misterioso encanto gerado pelos que se propõe a observar à natureza é contagiante. O sentimento de seu real papel no universo neste Planeta Terra se clareia diante dos espetáculos montados diariamente pela natureza. Quanta coisa a ser sentida diante da observação silenciosa e da quietude do espetáculo oferecido pelo "O Pôr do Sol", ou pelo, "Horizonte durante o nascer do Sol", ou ainda pelo olhar com quietude o "espetáculo que ocorre durante um temporal". Enigmas a serem decifrados aos que se põe no caminho da busca dos eternos, perenes valores espirituais. Luz e Sabedoria para o Universo e gratidão a Criação.

Postagens mais visitadas deste blog

A organização do quilombo.