Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2009

Documento original de confissão de dívida, 1919.

Escriptura de confissão de dívida de dação em pagamento que fazem como outorgante Anna Cirino da Costa (Siryno) , e como outorgante sei Netto José Augusto de Oliveira: texto integral - imagem do documento (senha: gapa).Projeto Partilha - Leonor RizziPróximo documento: Alguns registros do Livro Fábrica da Igreja.
Documento anterior: Prefeitura Municipal recebe o Cemitério Paroquial

Desrespeito aos Ribeirões do Carmo e S. Marcos.

"Quanto à coleta de esgotos a sede municipal conta com sistema público operado também pela Prefeitura Municipal de Carmo da Cachoeira, sendo o índice de atendimento de 94,00%. Todos os bairros da cidade são atendidos, apurando atendimento precário no bairro Bom Retiro.
As redes coletoras são,
(...)numa extensão de 20 km. Esta rede coletora lança seus dejetos diretamente no Ribeirão do Carmo e São Marcos sem qualquer tipo de tratamento."Trecho do:
Plano Municipal de Saneamento de Carmo da Cachoeira

Congada em frente a antigo casarão mineiro.

Ajude-nos a contar a história de Carmo da Cachoeira. Aproveite o espaço "comentários" para relatar algo sobre esta foto, histórias, fatos e curiosidades. Assim como casos, fatos e dados históricos referentes a nossa cidade e região.

Grupo de Congada de Oliveira, Minas Gerais em visita a Carmo da Cachoeira.
Foto: Maria do Carmo - Arte: TS BovarisPróxima imagem: Jovens da Congada de São Benedito em Minas.
Imagem anterior: Antiga impressão de São José e o menino.

A fazenda denominada Retiro e Rio do Peixe.

PROCURAÇÃOSaibam quantos virem este público instrumento de poderes de procuração bastante que no anno do Nascimento de Nosso Senhor Jesus Christo de mil oito centos setenta e seis (1876)aos dizoitos dias do mez de setembro do dito anno neste Districto da Cachoeira do Carmo Termo da Cidade de Lavras, em caza de rezidencia de João Baptista de Figueiredo(Batista) eu Escrivão fui vindo e ahi comparecerão como outorgantes José da Costa Silva e sua mulher dona Maria Thereza da Costa(Theresa), dona Maria Jacintha de Souza(Jacinta de Sousa) e dona Marianna Rufina da Costa, todos moradores da Freguezia dos Três Corações do Rio Verde e reconhecidos pelos próprios de que dou fé e por elles me foi dito em presença das testemunhas abaixo assignadas, constituindo por seos bastante procuradores na Freguesia dos Três Corações do Rio Verde a Antonio Esolino Pereira e na cidade da Campanha o Douctor Joaquim Lionel Alvim digo de Joaquim Lionel de Rezende Alvim, com poderes especiais cada um delles para …

Pôr do Sol em Carmo da Cachoeira, MG.

"Cultive a virtude simples da paciência. O antegozo não é a única recompensa pela espera."O misterioso encanto gerado pelos que se propõe a observar à natureza é contagiante. O sentimento de seu real papel no universo neste Planeta Terra se clareia diante dos espetáculos montados diariamente pela natureza. Quanta coisa a ser sentida diante da observação silenciosa e da quietude do espetáculo oferecido pelo "O Pôr do Sol", ou pelo, "Horizonte durante o nascer do Sol", ou ainda pelo olhar com quietude o "espetáculo que ocorre durante um temporal". Enigmas a serem decifrados aos que se põe no caminho da busca dos eternos, perenes valores espirituais. Luz e Sabedoria para o Universo e gratidão a Criação.Próxima imagem: Casa sede da fazenda Duas Barras.
Imagem anterior: Protegido - Ligue 190 - Denuncie

Antiga impressão de São José e o menino.

Afazenda dos Tachosaté hoje mantêm a tradição de guardiã da cultura sul-Mineira. Este antigo quadro pertence a seu acervo. José Roberto Sales, em sua obra Breve História de Varginha cita que "na Fazenda dos Tachos foi encontrado um vaso inteiro, globóide, com 27 cm de altura", lembra ainda que naquela região são frequentes os socadores de pilão feitos de pedra, pedra polida ou moleta, machados e soquetes de pedra polida. Isso indica que deve ter sido intenso o uso de alimentação vegetal.Foto: Evando Pazini - 2007 - Arte: TS BovarisPróxima imagem:
Imagem anterior: Detalhe de ermida mineira oitocentista.

Evando Pazini eternizando Carmo da Cachoeira.

OProjeto Partilha registrou pontos de religiosidade presentes nas zonas rural e urbana, um colaborador do grupo e Evando, que com câmara fotográfica e filmadora se puseram em campo. Foram centenas de registros. Uma cobertura completa do assunto e fazendo o melhor arquivo de imagens de nosso patrimônio arquitetônico e humano da cidade de Carmo da Cachoeira, Minas Gerais.Hoje, revendo a produção surge o que poderíamos chamar de revelação. O conjunto das imagens mostram-se mágicas. Percebe-se que o fotógrafo retratista Evando Pazini conseguiu mostrar, através das lentes de sua câmara algo muito mais profundo que o registro de uma época, mostrou-as em sua essência. Captação da essência é um território visitado por poucos. Fica no Mundo das Idéias, e segundo Platão, a idéia precede o que existe no Mundo Real. Captar a essência de um momento envolve sensibilidade. Sensibilidade é arte.Arte, o que pode ser considerado como uma arte? Olhando a foto feita por Evando Pazini, num amanhecer do mê…

O primeiro avião em Cachoeira, é a Revolução.

Dia 11 de outubro foi um dia lutuoso para o arraial, porque foi sepultado o Sr. Álvaro Dias de Oliveira, de tradicional família cachoeirense e durante perto de 30 anos agente postal local. Apesar deste triste acontecimento, aquela data ficou também marcada em nossa história, porque, pela primeira vez os cachoeirenses viram um avião cruzar os céus do arraial. Era um teco-teco a serviço da revolução e que vinha fazer reconhecimento sobre o quartel do quarto Regimento de Cavalaria Divisionária sediado em Três Corações e que se mantinha fiel ao Governo Federal. Embora estivesse voando a grande altura, o piloto deve ter observado como o povo saía para as ruas, acenando para ele com panos vermelhos.Ao sobrevoar Carmo da Cachoeira, o piloto atirou um pacote que, tocado pelo vento, foi cair bem longe, lá para os campos de São Marcos. Alguns meninos que saíram correndo, acompanhando o rumo que tomava o pacote, chegaram no momento exato em que ele tocava o solo. Pegaram-no e trouxera-no para o …

Detalhe de ermida mineira oitocentista.

Em 1874 nesta ermida da fazenda da Serra em Carmo da Cachoeira casaram-se Estevam Ribeiro de Rezende Sobrinho(Estevão) e Mariana Vitalina dos Reis, filha de Domingos Marcelino Reis, tendo como testemunhas: Antonio J. M. de Rezende e Domingos T. Rezende.Foto: Evando Pazini - 2007 - Arte: TS BovarisPróxima imagem: Antiga impressão de São José e o menino.
Imagem anterior: Jerônimo, um homem da terra, da nossa terra.

Um pouco sobre Mariana Felisbiana da Silva.

Faleceu na freguesia de Carmo da Cachoeira, em 09.01.1870, com 60 anos e no estado de viúva, Mariana Felisbiana da Silva (Felisbina ou F.).

Dona Mariana foi atuante em seu meio. O Projeto Partilha teve oportunidade de acompanhar, através das documentações estudadas, o quanto evidente foi seu nome. Além da Ermida em sua fazenda, a qual serviu para infinitos atos religiosos, ela aparece, com muita frequência como madrinha em cerimonias de batizados e casamentos. Foi filha de Maria Ribeira da Conceição e José da Silva Oliveira¹, e neta de Ângela Ferreira e Bento Ribeiro Salgado. O inventário de dona Maria Ribeira da Conceição aconteceu na fazenda Couro do Cervo, Freguesia de Lavras. Compareceram como louvados: Martinho Dias de Gouveia e Manoel Tomás de Carvalho (Thomaz). Só lembrando que a Fazenda do Couro do Cervo é a antiga fazenda Retiro e que, é vizinha do Sítio da Cachoeira, de Manoel Antônio Rates.
Projeto Partilha - Leonor RizziPróxima matéria: A fazenda denominada Retiro e Rio do P…

Jerônimo, um homem da terra, da nossa terra.

Jerônimo, descendentes dos filhos da terra - povo indígena ao nos receber diz constrangido: "Estou falando com vocês sem camisa. É assim que me sinto bem." Depois de gostoso e descontraído papo, Evando e uma pessoa do Projeto Partilha se despediu de Jerônimo e sua mulher. Ao retornar da zona rural para Carmo da Cachoeira pela estrada de terra - a que liga esta cidade a de Três Pontas - uma procissão formada por um número imenso de pessoas seguiam em peregrinação. Padre André Luiz da Cruz seguia à frente o Grupo. O ano era de 2007, que comemorava os 150 anos da instalação da Freguesia do Carmo da Cachoeira.Foto: Evando Pazini - 2007 - Arte: TS BovarisPróximo ducumento: Detalhe de ermida mineira oitocentista.
Documento anterior: Fazenda de Sata Maria no Almanak Sul Mineiro.

A pesquisadora Palmira e sua busca.

de: Palmira LuizaSou Palmira Luiza Novato Faleiros, nascida em Patrocínio Paulista a 20/12/1944, licenciada em História pela USP (FFCLF, Instituto Isolado, atual UNESP e indicada para pós na USP São Paulo, onde fiz os cursos em História do Brasil sob a orientação do professor Sérgio Buarque de Holanda e em História Social com o professor José Ferreira Carrato.Dediquei-me sempre à pesquisa regional e minha tese de licenciatura versou sobre a primeira freguesia que deu origem a Patrocínio Paulista. Durante o III Simpósio da ANPHU em Belo Horizonte, defendi trabalhos sobre o mesmo tema e sobre as Fontes Primárias de Itirapuã, publicados pela USP nos anais daquele simpósio. Participei ainda de outros encontros de historiadores, nos quais defendi e publiquei outros trabalhos sobre história regional. Em 1985, fiz parte da equipe que pesquisou dados para a edição do Almanaque Histórico de Patrocínio Paulista em seu 1º Centenário de Emancipação Política, publicando no mesmo o capítulo “Disper…

Fazenda de Sata Maria no Almanak Sul Mineiro.

Propriedade agricola do Cel. Estevam Ribeiro de Rezende(Estevão ou Estevão Resende) .
Situada no Districto de Cachoeira, e a 24 kilometros da cidade.
Area: 200 alqueires de terras, subdividas da seguinte forma:
30 alqueires de cafezaes, produzindo em media 3.500 arrobas de café e o restante em campos de mattas.
Industria Pastoril: 200 rezes de criar.
Justamente por ser de pequena área, a Fazenda de Santa Maria(Fazenda Santa Maria)é superiormente cuidada pelo seu proprietário, alcançando uma renda sobremodo compensadora.
Reprodução: Evando Pazini - 2007 - Arte: TS BovarisPróximo ducumento: Jerônimo, um homem da terra, da nossa terra.
Documento anterior: Homenagem à música de raíz em Minas.

O português Manuel de Costa Diniz em Minas.

O tenente Manuel de Souza Diniz(Manoel ou Sousa ou Dinis) era natural da freguesia de Santa Margarida, Concelho de Louzada, Arcebispado de Braga, Portugal. Nasceu em 25 de janeiro de 1728, segundo o Anuário Genealógico Mineiro - Genealogia Trespontana. Casou-se com Luiza Maria de Jesus, em 07 de janeiro de 1773, na Capela do Cajuru, Vila de São João Del Rei. Veio residir no então Arraial de Nossa Senhora da Ajuda das Três Pontas, adquirindo terras às margens do Córrego da Urtiga. Vendeu parte das terras a Bento Ferreira de Brito, na antiga fazenda das Bandeirinhas, mais conhecida como Candongas. Adquiriu a fazenda Santo Antônio do Bom Jardim das Três Pontas, localizada entre a Serra das Três Pontas e Cachoeira dos Rates, atual Carmo da Cachoeira, Minas Gerais, onde residiu até sua morte. Construiu neste fazenda uma ermida, sob invocação de Nossa Senhora da Conceição, da qual era visitador, seu filho padre Gabriel de Souza Diniz. De acordo com o genealogista e historiador Amélio Garcia…

Homenagem à música de raíz em Minas.

A origem do homem sertanejo, como representante síntese das raças que estiveram aqui presentes deixaram seu rastro e atestam suas culturas. Esta é a representação mostrada na forte imagem acima. Neste século XXI registramos este símbolo - o que retrata e sustenta a origem desta terra abençoada. A miscigenação oriunda de casamentos entre povos indígenas; raça negra e imigrantes açorianos preferencialmente, italianos em minoria, e sírio libanês em pequeno número, evidencia o que ocorre no dia-a-dia deste aconchegante recanto Mineiro - Carmo da Cachoeira. Terra abençoada com o manto da Mãe Protetora, Nossa Senhora do Carmo, onde seus habitantes habituaram-se a ver crianças e jovens circulando com cavalos no centro da cidade, sem deixar de falar no Neca que marca a presença assobiando alegremente. Surge ele montado em seu cavalo saudando o amanhecer. Grupo de Congada de Oliveira, Minas Gerais em visita a Carmo da Cachoeira.
Foto: Maria do Carmo - Arte: TS BovarisPróxima imagem:Fazenda de S…

O pagamento da dívida de Anna Cirino da Costa.

Escriptura de confissão de dívida de dação em pagamento que fazem como outorgante Anna Cirino da Costa(Siryno) , e como outorgante sei Netto José Augusto de Oliveira, como adiante se vê:

Saibam quantos este público instrumento de Escriptura de confissão da dívida e de dação em pagamento virem que, sendo no anno do Nascimento de Nosso Senhor Jesus Christo de mil nove centos e dezenove (1919), aos dezenove dias do mês de setembro do mesmo anno, neste districto do Carmo da Cachoeira, Comarca de Varginha, Estado de Minas Geraes, compareceram em meo cartório como outorgantes e outorgado reciprocamente, de uma parte, Anna Cirino da Costa, e de outra, seu Netto José Augusto d'Oliveira, moradores neste districto (...) sendo dona Anna Cirino da Costa (Cirina)possuidora de uma parte de terras contendo mais ou menos três alqueires, sita no logar chamado Estaleiro, deste districto, sendo a mesma parte de terras dividida pela forma seguinte: dividindo com a mesma vendedora até a uma árvore de a…

O Sagrado Coração de Jesus da fz. da Serra.

Esta bela imagem barroca compôe a ermida da fazenda da Serra em Carmo da Cachoeira, Minas Gerais. Encontramos o nome desta propriedade rural registrada, ainda, no ano de 2000, na Lei n.922 - Assembléia Legislativa de Minas Gerais, citando os imóveis onde funcionam as Escolas Estaduais municipalizadas:

- fazenda Vargem Grande;
- fazenda Espraiado;
- fazenda Retiro do Mato(Matto);
- fazenda Boa Esperança;
- Fazenda da Serra; e
- fazenda Fernando dos Reis.Foto: Evando Pazini - Arte: TS BovarisPróxima imagem: Homenagem à música de raíz em Minas.
Imagem anterior: Antiga foto da fazenda dos Tachos em Minas.

Stefano Naves Boglione é aprovado pela OAB.

Meus caros,Todos nós precisamos de tempo para aprender. Por isso mesmo é condição primeira acreditar na própria capacidade, estimular seu próprio talento, na sua criatividade ; empreender, descobrir oportunidades, fazer a sua própria hora, ainda mais neste tempo em que a tecnologia avança rápido, permitindo novos negócios e novas perspectivas para o profissional do Direito.

Houve quem dissesse - e com razão : ..."a sorte é parceira da competência e somente no dicionário o sucesso aparece antes do trabalho...".Não há que ter medo de ousar, de experimentar, de criar…nem mesmo de errar, porque os erros também ensinam. Há que se ter um tempo para pensar, para planejar . Como disse Charles Chaplin: “Nosso cérebro é o melhor brinquedo já criado: nele se encontram todos os segredos … inclusive o da felicidade”.

O caráter é um dos principais predicados para quem se propõe e se dispõe a exercer a advocacia. Propor-se a uma profissão é fácil. Dispor-se a ser advogado é outra história.A…

Antiga foto da fazenda dos Tachos em Minas.

Tachos é conhecida hoje como uma “região”, dentro do município de Varginha, em 1918 pertencia ao coronel Emílio Justiniano de Rezende e Silva, filho do Coronel José Justiniano de Rezende e Silva (Resende) e Maria Benedita Teixeira de Rezende(Resende) , e neto de José Alves e Maria do Carmo Rezende.Na época a fazenda contava com 600 alqueires sendo que 130 de cafezais, produzindo em média treze mil arrobas por safra, cultivava também quatrocentas rezes de cria e engorda. Moravam nas colônias da fazenda mais de vinte famílias.¹Foto: Evando Pazini - 2007 - Arte: TS BovarisPróxima imagem: O Sagrado Coração de Jesus da fz. da Serra.
Imagem anterior: Magistral casa sede da Fazenda Pouso Alegre.1. Fonseca & Liberal, 1918.

Até breve, Maria Leopoldina Fiorentini.

Deixa os níveis terrenos nossa irmã em Cristo, Maria Leopoldina. Foi chamada antes de nós e, certamente, estará a preparar nossa chegada nos planos de Deus.
Maria Leopoldina preparou-se para a viagem priorizando seu ponto devocional - o Sagrado Coração de Jesus. Paramentou-se com a fita do Apostolado da Oração. Uma das comunidades que se fez presente foi a do Santuário Mãe Rainha, da Comunidade Paroquial São Pedro de Rates.O ditado popular de que por trás de um grande homem, há sempre uma grande mulher, foi confirmado na caminhada do Ministro Extraordinário da Comunhão José Fiorentini. A presença de Maria Leopoldina, sua esposa e companheira foi a alavanca que impulsiona, a voz do bom senso presente. Maria Leopoldina era a companhia que fazia a diferença na vida do casal. Sabia a hora de falar, de calar, de ser suporte, de aconselhar nas dúvidas, de acolher nos momentos de angustia, alegria e tristezas, de bronquear nos momentos necessários, de ouvir e ponderar na trilha e busca de Deu…

Amélia e o pasto da Izalina em Minas Gerais.

Uma praça com muita prosa, poderia ser o palco da conversa que Jorge Fernando Vilela manteve hoje com o Projeto Partilha. No entanto, a revelação não se deu na Praça do Carmo, mas ao telefone. Novos tempos, a praça perdeu o status que tinha antigamente. Hoje os recursos são outros, muito mais velozes.Jorge diz:"Amélia Augusta da Silva é Amélia Augusta Villela da Silva, casada com João Tomás de Aquino Villela. Eles são meus avós, e a Escriptura de compra e venda referente ao Pasto da Izalina, no ano de 1913, diz respeito a minha família."Foi com muita alegria que recebemos a notícia e, se estivemos na praça, teríamos comemorado com um saquinho de pipocas nas mãos. O bom velhinho pipoqueiro que foi quem viu e ouviu a conversa serviria de testemunha ocular. Gratidão e luz. Jorge. Projeto Partilha - Leonor RizziPróxima matéria: Medições de Sesmarias do final do século XVIII.
Artigo Anterior: Os diversos nomes dado ao Estado de Minas.

Magistral casa sede da Fazenda Pouso Alegre.

Aos que visitam hoje esta fazenda, fica a idéia da grandeza, da ordem, do respeito e do amor aos antepassados. Ronan, alegre e descontraído fala do passado de sua propriedade. Diz que, a data 1880 grafada à entrada, corresponde a reforma por que ela passou, desconhecendo a data da construção original.Em 1900, a fazenda aparece como propriedade de Dona Inocência Figueiredo. Nela, o que sobressaía era a criação do gado, presente nos 800 alqueires de terras, subdivididas em matas, capoeiras, pastagens e cultura de cereais.Foto: Evando Pazini - 2007 - Arte: TS BovarisPróxima imagem: Antiga foto da fazenda dos Tachos em Minas.
Imagem anterior: Uma antiga história sobre as pedras da fazenda.

Livro Fábrica de Carmo da Cachoeira - 1875.