Padre José Procópio Júnior em Carmo da Cachoeira

Imagem
Paróquia Nossa Senhora do Carmo sob nova guiança Editorial Sai Pe. Daniel Menezes, e assume como administrador paroquial da acolhedora cidade de Carmo da Cachoeira, em fevereiro de 2019, o Pe. José  Procópio Júnior.
"Não cabe à pedra escolher o lugar que deve ocupar no edifício. Assim também não cabe à nós criaturas ditar ao Criador o que deve acontecer em nossa vida, pois Deus é quem sabe e dispõe com sabedoria própria." − Dom Servílio Conti, IMC Como página que observa os acontecimentos neste pedaço de chão mineiro, limitado por montanhas e que, segundo o cachoeirense Padre Godinho, “todas são azuis”, registramos o remanejamento ocorrido entre padres ligados a Diocese da Campanha no ano de 2019. Entre as mudanças encontra-se a Paróquia Nossa Senhora do Carmo/Carmo da Cachoeira – MG.

Sai nosso querido Padre Daniel Menezes. Por ele continuamos a rezar e o devolvemos, entre lágrimas e a esperança de um dia tê-lo entre nós. Somos eternamente gratos e devedores. Entra, aureola…

Um trecho da obra de Luciano R. A. Figueiredo.

de: Almanaque Mineiro

Contudo, excomunhões e repreensões várias era o máximo a que poderia ir seu poder. Por isso muitas vezes os párocos trabalhavam conjugados com os vigários de vara, responsáveis pela administração das comarcas eclesiásticas, subdivisão imediata do Bispado e, esses sim, detentores de um poder de justiça eclesiástica. Suas atribuições, aliás, eram vastas, cuidando das punições contra delitos espirituais até a realização de casamentos e missas. Seu poder judicial em âmbito local seria requisitado sempre que as repreensões e avisos do pároco fossem insuficientes. A importância desses funcionários do clero secular não deve ser subestimada. Era tamanho seu poder, que foram os responsáveis pela execução da expulsão dos padres e frades licenciosos da Capitania de Minas Gerais no início de seu povoamento...

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Antiga foto da fazenda da Serra de Carmo da Cachoeira.