Pe. Manoel Francisco Maciel e minha turminha.


Padre Manoel Francisco Maciel meu orientador e minha turminha.
Autora: Selma Mendonça Dias - a Selma do Neca.

Padre Manoel Francisco Maciel levava a turminha da paróquia para diversos passeios tais como: São Tomé das Letras, Caxambu, Lambarí e Baependi e, com direito a piquenique, visita a museus, grutas, conventos, cinema, quadra de esportes. Pura diversão. Há, como era divertido.

Algumas de minhas amigas e eu no mês de maio (mês de Maria) fomos escolhidas para representar a linha angelical existente no Plano Divino. Vestimos-nos de anjos e saudamos Nossa Senhora do Carmo. Cada domingo uma coroava a Santinha. Na semana que antecedia a coroação a família do anjo se envolvia no evento. Angariavam doações para a manutenção do prédio da Matriz de Nossa Senhora do Carmo.

Depois da coroação uma festa. Nos reuniamos na sacristia da Igreja e partilhávamos doces, salgadinhos, sucos e o insubstituivel bolo. Quanta Felicidade!

Essa mesma turma frequentou a escola "Pedro Mestre". Enquanto lá estudávamos também brincávamos, representávamos, bordávamos e cantávamos muito ... Bons tempos aqueles!

Foi onde a Cidinha da tia Bibi lecionou e eu, com muito orgulho sou funcionária junto a equipe de guia intelectual erudita.

Em agradecimento àquela que foi o meu berço da educação quero parabenizá-la pelos seus 106 anos. São cento e seis anos de de instrução e de qualidade de ensino de geração em geração!

A escola "Pedro Mestre" tem como Padroeiro "São José" o qual saudamos no dia 19 de março.

São José. Valei-nos!!!


Projeto Partilha - Leonor Rizzi

Próxima matéria:
Artigo Anterior: A cultura popular nas conversas ao pé do fogo.

Comentários

Neca disse…
Saibam todos que a Selma enviou a foto e história, mas o contador de história sou eu.

Postagens mais visitadas deste blog

A organização do quilombo.

A Família Campos no Sul de Minas Gerais.