Padre José Procópio Júnior em Carmo da Cachoeira

Imagem
Paróquia Nossa Senhora do Carmo sob nova guiança Editorial Sai Pe. Daniel Menezes, e assume como administrador paroquial da acolhedora cidade de Carmo da Cachoeira, em fevereiro de 2019, o Pe. José  Procópio Júnior. "Não cabe à pedra escolher o lugar que deve ocupar no edifício. Assim também não cabe à nós criaturas ditar ao Criador o que deve acontecer em nossa vida, pois Deus é quem sabe e dispõe com sabedoria própria." − Dom Servílio Conti, IMC Como página que observa os acontecimentos neste pedaço de chão mineiro, limitado por montanhas e que, segundo o cachoeirense Padre Godinho, “todas são azuis”, registramos o remanejamento ocorrido entre padres ligados a Diocese da Campanha no ano de 2019. Entre as mudanças encontra-se a Paróquia Nossa Senhora do Carmo/Carmo da Cachoeira – MG. Sai nosso querido Padre Daniel Menezes. Por ele continuamos a rezar e o devolvemos, entre lágrimas e a esperança de um dia tê-lo entre nós. Somos eternamente gratos e devedores. Entr

As atas da IV Semana de Estudos Medievais.

"As estrelas são criaturas de Deus e por isso lhe obedecem, possuem um caráter celeste que faz com que sejam símbolo do espírito e, particularmente, do conflito entre as forças espirituais (ou da Luz) e as forças materiais (ou das trevas) ".

Entre tantas comunicações, o trecho que transcrevemos acima está inserido num estudo de caráter interdisciplinar. Andréia Cristina Lopes Frazão da Silva e Leila Rodrigues, organizadoras do trabalho o apresenta da seguinte forma: "É com muita satisfação que apresentamos as Atas da IV Semana de Estudos Medievais, do Programa de Estudos Medievais da UFRJ, realizado no Instituto de Filosofia e Ciências Sociais da Universidade do Rio de Janeiro, no período de 14 a 18 de maio de 2001."

O encontro privilegiou o intercâmbio acadêmico. Acreditamos que estas Atas são uma importante amostragem do que vem sendo estudado sobre a Idade Média em nosso país, em especial no Rio de Janeiro.

Alguns pontos:

→ Linhagem "Dos Pereiras" no ocaso da Idade Média, por Fátima Regina Fernandes (pg. 56);
Valéria Leão Ferenzini desenvolve o estudo: "Romanização Católica e Imigrantes Italianos em Juiz de Fora: A Questão São Roque (1902 à 1920)" . A autora diz: Nosso tema tem raízes no fenômeno da grande emigração italiana para o Brasil entre 1880 e a Primeira Guerra Mundial, atingindo de forma significativa o Estado de Minas Gerai em decorrência da emigração subvencionada pelo Estado (Ângelo Trento. Do outro lado do Atlântico) (pg. 163) .

Contatos:
edições - pem@ifcs.ufrj.br
Márcia Cristina da Rocha Martins - mmartins@unikey.com.br


Projeto Partilha - Leonor Rizzi

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A família do Pe. Manoel Francisco Maciel em Minas.

As três ilhôas de José Guimarães.

Antiga foto da fazenda da Serra de Carmo da Cachoeira.