Padre José Procópio Júnior em Carmo da Cachoeira

Imagem
Paróquia Nossa Senhora do Carmo sob nova guiança Editorial Sai Pe. Daniel Menezes, e assume como administrador paroquial da acolhedora cidade de Carmo da Cachoeira, em fevereiro de 2019, o Pe. José  Procópio Júnior.
"Não cabe à pedra escolher o lugar que deve ocupar no edifício. Assim também não cabe à nós criaturas ditar ao Criador o que deve acontecer em nossa vida, pois Deus é quem sabe e dispõe com sabedoria própria." − Dom Servílio Conti, IMC Como página que observa os acontecimentos neste pedaço de chão mineiro, limitado por montanhas e que, segundo o cachoeirense Padre Godinho, “todas são azuis”, registramos o remanejamento ocorrido entre padres ligados a Diocese da Campanha no ano de 2019. Entre as mudanças encontra-se a Paróquia Nossa Senhora do Carmo/Carmo da Cachoeira – MG.

Sai nosso querido Padre Daniel Menezes. Por ele continuamos a rezar e o devolvemos, entre lágrimas e a esperança de um dia tê-lo entre nós. Somos eternamente gratos e devedores. Entra, aureola…

O semeiro Thomé Gonçalves Araújo.

Thomé Gonçalves Araújo, morador na freguesia das Lavras do Funil. Requereu uma sesmaria na Aplicação de Nossa Senhora da Ajuda das Três Pontas, na Paragem da Lagoa Verde. Atualmente a localidade é chamada simplesmente de fazenda da Lagoa¹. Ele é o citado em uma pública-forma, datada de 20 de julho de 1895, na qual constam as medições e demarcações das terras de Bento Ferreira de Brito, do furriel José Ferreira de Brito, logradouros do Arraial e da Aplicação da Capela de Nossa Senhora da Ajuda das Três Pontas.

Artigo de Paulo Costa Campos

Próxima matéria: O republicano Barão da Boa Esperança.
Matéria Anterior: O empreendedor mineiro Caio de Brito.

1. SC. 256 p.2666, a3-JUL-1794 APM.

Comentários

Anônimo disse…
FRANCISCO XIMENES DE OLIVEIRA.

Era alto, tez e olhos claros e calva acentuada. Filho de Francisco Guilherme Júnior e de Ana Evangelista Ximenes, era casado com a trespontana Albertina Reis Ximenes. Integrou por vários anos o Coro da Igreja Matriz de Nossa Senhora da Ajuda, era ótimo cantor. Na comissão encarregada de construir um campo de futebol, participou ativamente e foi um dos fundadores do Trespontano Atlético Clube - TAC. Foi comerciante de café em grão, por muitos anos, ramo de atividade que conhece profundamente. Exerceu interinamente o cargo de prefeito, no período de 10 de junho de 1938 a 31 de agosto de 1938. Em primeiro de janeiro de 1941, foi nomeado prefeito de Três Pontas, Minas Gerais. Em 30 de novembro de 1941, o semanário "Três Pontas Jornal" publicou uma nota, informando que o prefeito Ximenes havia determinado que se iniciasse o serviço de nivelamento, construção de rede de esgotos e três canteiros na Praça Cônego Victor, a fim de terminar o calçamento da mesma com paralelepípedos, bem como o ajardinamento e iluminção daquele logradouro. Nos primeiros meses de 1942, os trespontanos receberam com alegria os melhoramentos. Permaneceu na Prefeitura até 13 de junho de 1943, quando se licenciou, reassumindo em primeiro de outubro de 1943. Em 8 de setembro de 1944, afastou-se definitivamente d prefeitura, para se dedicar somente ao ramo de comercialização de café. (01-ABR-1895 - 10-MAIO-1975).

Postagens mais visitadas deste blog

Antiga foto da fazenda da Serra de Carmo da Cachoeira.