O carpinteiro Manoel Pereira dos Santos Roque.

Manuel Pereira dos Santos Roque foi casado com a filha do alferes José Rodrigues Pugas, inventariado no ano de 1821. José foi casado duas vezes, a primeira com a paulista Maria Leme da Silva, que segundo Aporte a Genealogia Paulistana é encontrada como Maria Branca da Silva. Deste casamento vieram 10 filhos, Ana Francisca de Jesus, casou-se com Manuel Pereira dos Santos Pugas. Uma irmã de Ana Francisca se casou na Família Alvarenga. O segundo casamento de José R. Pugas foi com Francisca Rosa de Mattos e tiveram uma única filha. Manuel era carpinteiro:

"... Ainda em 2 de agosto de 1818, a mesa da Irmandade entrou em ajuste com Manuel Pereira dos Santos Roque, sobre a Imagem da Senhora Morta, e Esquife Estofado com apparelhos de ouro, e prata tudo pello preço e quantia de quarenta e dois mil, e oitocentos réis.¹" Outro carpinteiro citado por José Alberto Pelúcio foi José Alves Bernardes.

Projeto Partilha - Leonor Rizzi

Próxima matéria: Carmo da Cachoeira e o Vale do Sapucahy.
Artigo Anterior: O inventário, a igreja e o bar.

1. José Alberto Pelúcio p. 101, de Templos e Crentes - Baependi

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A organização do quilombo.