Padre José Procópio Júnior em Carmo da Cachoeira

Imagem
Paróquia Nossa Senhora do Carmo sob nova guiança Editorial Sai Pe. Daniel Menezes, e assume como administrador paroquial da acolhedora cidade de Carmo da Cachoeira, em fevereiro de 2019, o Pe. José  Procópio Júnior. "Não cabe à pedra escolher o lugar que deve ocupar no edifício. Assim também não cabe à nós criaturas ditar ao Criador o que deve acontecer em nossa vida, pois Deus é quem sabe e dispõe com sabedoria própria." − Dom Servílio Conti, IMC Como página que observa os acontecimentos neste pedaço de chão mineiro, limitado por montanhas e que, segundo o cachoeirense Padre Godinho, “todas são azuis”, registramos o remanejamento ocorrido entre padres ligados a Diocese da Campanha no ano de 2019. Entre as mudanças encontra-se a Paróquia Nossa Senhora do Carmo/Carmo da Cachoeira – MG. Sai nosso querido Padre Daniel Menezes. Por ele continuamos a rezar e o devolvemos, entre lágrimas e a esperança de um dia tê-lo entre nós. Somos eternamente gratos e devedores. Entr

A simbiose é o Preceito do Mundo.

Por que existo?
Por um espasmo do Nada?
Ou uma contração do Tudo?

De concreto, existo porque há biliões de anos algumas bactérias que tinham capacidades diferentes se reuniram e formaram um conjunto melhor: uma simbiose, chamada célula. Elas foram capazes de se reunir para formar organismos mais complexos e com aptidões melhores.

A simbiose é o preconceito do mundo!

Existo porque a concentração de oxigênio na atmosfera, a pressão e as variações de temperatura permanecem em níveis compatíveis com a vida.
Existo pela extraordinária energia do sol e pela admirável e espantosa capacidade das plantas em armazená-la sob a forma de açucares, amido e celulose.
Portanto, existo porque existe a natureza e ela não está disponibilizada para o controle, a dominação, a exploração e o uso indiscriminado.

Somos a natureza!

Às vezes, temos de nos expressar como aquele jovem despertando para o mundo: nem acredito no que vejo!
Realmente, é difícil aceitar e compreender que países que se colocam na liderança do mundo sejam os que mais poluem e, apesar de discursarem defendendo o meio ambiente, se recusem a assinar documentos e tratados com o compromisso de diminuir a emissão de gases poluentes. É um desrespeito à natureza, a todos nós.
Por que as matas ciliares das margens dos rios não são preservadas na sua passagem pelas cidades? Aliás, até no Brasil interiorano, mesmo nas fazendas, isto nem sempre é respeitado.
Por que se constroem edifícios e bairros sem espaço para as plantas, sem áreas delimitadas para as crianças brincarem, mas, sempre, com estacionamento para carros?
Por que modificar as sementes (transgênicas) para serem resistentes a um tipo de herbicida, ajudando a destruir as sementes naturais? Prevalece o lucro.
Qualquer grupo que estruture a sua maneira de ganhar dinheiro não respeita mais nada, não considera nenhum valor ético.

Ajude a natureza!

Participe da conjunção de esforços para transformar o mundo num lugar bom para todos viverem.

As partes reunidas formam um todo
melhor que cada uma delas, é a simbiose.

- O PRECEITO DA VIDA -

A competitividade é destrutiva,
há o derrotado. A simbiose é positiva, há conjunção e equidade.


Contatos com o autor pelos endereços eletrônicos:
rui.sol@bol.com.br rui.sol@ambr.com.br

Comentários

Anônimo disse…
AMOR E ALEGRIA

O amor e a alegria são elementos básicos do espírito brasileiro.
O país do sol! Da luminosidade! Do calor!
É o país que recebe a maior incidência de sol, com sua energia, neste planeta.
Terra do canto, terra da dança.
Surge o batuque e logo há danças, discretas ou exageradas.
É verdade que há excessos, com os carnavais fora de época, com a erotização dos eventos, com as coreografias sensuais marcadas, exaustivamente repetidas na televisão, matando a espontaneidade de nossas crianças.
Nesta terra de amor e alegria, exemplo de integração das raças, sem igual no mundo, vêm nos dizer que exterminamos nossos índios.
* "Houve que os matasse, houve quem morresse nas mãos deles. Mas o ódio que chegou a matar foi pouco para apagar as chamas do amor que fez surgir tanta gente, com as marcas inconfundíveis da mestiçagem no rosto e nos costumes." "Os índios não desapareceram, casaram."
Alerta! Esta terra do sol, do amor, da alegria, da mestiçagem, não pode aceitar a inoculação de discriminações que vem sendo tentada nos meios de comunicação.
Ah! A nossa raça cósmica! Mistura de todas, sem o predomínio de nenhuma.
Participe da convicção de que ela será exemplo, mostrando ao mundo o que é um lugar bom para se viver.

* A Farsa Ianomâmi - Cel. Menna Barreto - Biblioteca do Exército Editora.

CONVENHAMOS, RAÇA PURA É PARA BICHO.
Anônimo disse…
Alguém já disse que, "quando a consciência do coração se abre, ela começa a nos esclarecer".
Anônimo disse…
"Na simplicidade está a chave de libertação".

Postagens mais visitadas deste blog

A família do Pe. Manoel Francisco Maciel em Minas.

As três ilhôas de José Guimarães.

Antiga foto da fazenda da Serra de Carmo da Cachoeira.