Rita Maria Luiza de Oliveira, a Rita do Pasto.


Rita do Pasto como era conhecida Rita Maria de Oliveira, uma mulata alta, cujos pais, o local onde nasceu e a data de seu nascimento são desconhecidos. Sabe-se apenas que era viúva de Theodoro de Tal e sem descendentes.

Acreditava-se ser ela a proprietária do imóvel chamado "Pasto da Rita" - Chácara que pertenceu ao comerciante Antônio Zeferino Rocha. Nos terrenos foram construídos os prédios do Pronto Socorro, Hospital, Vila Vicentina e casas particulares. Todos pertenceram à Chácara. A usufrutuária, recebeu o uso fruto por testamento do proprietário, datado de 1897 no Cartório do Fórum local¹. Quando Rita faleceu, o Juiz da Comarca Doutor Walter Cabral, anulou as doações feitas por ela de parte de seus bens, em favor do Hospital São Francisco de Assis e Vila Vicentina.

Faleceu pelas quatro horas do dia 13 de junho de 1946, à Rua Barão da Boa Esperança, 442, nesta cidade de Três Pontas, aos 90 anos, conforme declaração prestada pelo seu vizinho, Domingos José Vieira Filho, conhecido por Minguta.²

Artigo de Paulo Costa Campos

Próxima matéria: A expedição punitiva do Arraial dos Buenos.
Matéria Anterior: Quilombo do Cascalho em Três Pontas-MG.

1. Pacote 40.
2. Óbito n.6051. liv.15-C. fls.92v e 93, no Cartório de Registro Civil.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A organização do quilombo.

A Família Campos no Sul de Minas Gerais.