Padre José Procópio Júnior em Carmo da Cachoeira

Imagem
Paróquia Nossa Senhora do Carmo sob nova guiança Editorial Sai Pe. Daniel Menezes, e assume como administrador paroquial da acolhedora cidade de Carmo da Cachoeira, em fevereiro de 2019, o Pe. José  Procópio Júnior.
"Não cabe à pedra escolher o lugar que deve ocupar no edifício. Assim também não cabe à nós criaturas ditar ao Criador o que deve acontecer em nossa vida, pois Deus é quem sabe e dispõe com sabedoria própria." − Dom Servílio Conti, IMC Como página que observa os acontecimentos neste pedaço de chão mineiro, limitado por montanhas e que, segundo o cachoeirense Padre Godinho, “todas são azuis”, registramos o remanejamento ocorrido entre padres ligados a Diocese da Campanha no ano de 2019. Entre as mudanças encontra-se a Paróquia Nossa Senhora do Carmo/Carmo da Cachoeira – MG.

Sai nosso querido Padre Daniel Menezes. Por ele continuamos a rezar e o devolvemos, entre lágrimas e a esperança de um dia tê-lo entre nós. Somos eternamente gratos e devedores. Entra, aureola…

A professora Marques e a construção da história.

Os registros históricos aqui relatados enceram-se no ano de 1970, exceção faz-se à instituição da bandeira do município, que data de 1975. Duzentos anos foram percorridos e a imaginação, portadora do condão mágico que transporta o ser humano no tempo e no espaço, pôde navegar pelos desbravamentos de uma região inóspita e viver personagens e momentos que marcaram a escalada do desenvolvimento da terra. A história não termina aqui, sua construção é progressiva e mais de três décadas ainda permanecerão nos arquivos dos órgãos públicos, nas residências e nas memórias dos perdoenses.

Inúmeros serão os filhos da terra, ou os perdoenses de coração, que prestarão grandes serviços à cidade. Várias empresas geradoras de empregos serão criadas e dotarão o município de uma nova estrutura econômica. O comércio apresentará significativo aumento e a modernidade estará presente, através do processo de evolução, que caminhará a passo acelerado, em uma corrida vertiginosa que o próprio homem, o construtor do processo, muitas vezes, não conseguirá acompanhar. Em pouco mais de três décadas, Perdões passará por transformações diversas, o aumento populacional será responsável pelo crescimento urbano; a crise econômica, a nível nacional, impedirá a geração de empregos suficientes para o atendimento à demanda existente; muitos estabelecimentos de ensino serão criados e muitos filhos de Perdões tornar-se-ão promotores do desenvolvimento e da prosperidade da terra.

Seria gratificante o relato até os dias atuais, mas o fato, quando ocorrido recentemente, traz conotações de cunho pessoal e emocional, que contribuem ou determinam o risco da visão distorcida e da deturpação, através do posicionamento pessoal tendencioso. Assim, espero que, no futuro, outros perdoenses, impulsionados pela mesma motivação que me levou a buscar, no tempo, as raízes da terra, através de novos relatos, contem fatos, nomes e atos de grandes personagens que propiciarão, às gerações vindouras, o conhecimento desse período que se encontra ausente nesta obra.

Trecho da Obra: Perdões e Sua História - Profª Cleuza Carvalho Marques

Próximo trecho: Transcrições de documentos de Perdões.
Trecho anterior: Romão Fagundes e o Retiro dos Pimentas.

Para adquirir a obra: José Pedro dos Santos ME - Tel: (35) 3864-1939 -
- Av. Régis Bittencourt, 12, Perdões, MG. -

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Antiga foto da fazenda da Serra de Carmo da Cachoeira.