A pia batismal da ermida do alferes Bernardo.

Documento encomendado pelo Projeto Partilha.
Transcrição de José Geraldo Begname
.


Provisão de Pia batismal ao Alferes Bernardo Gonçalves Chaves e sua mulher Francisca Maria de Mendonça.
Livro de Provisão 1761-1764, Tomo I.

fl. 21v

Provisão para Pia baptismal. Em 4 de Dezembro de 1761 se registrou hua Provisam a favor do Alferes Bernardo Gonçalves Chaves e sua mulher para terem Pia baptismal na sua Ermida que pretendem Eregir com Invocação da Senhora Santa Anna do teor seguinte etc. Dom Frei Manoel da Cruz Bispo etc.

Fazemos saber que attendendo nos ao que por sua petiçam retro nos enviou a dizer o Alferes Bernardo Gonçalves Chaves e sua mulher Francisca Maia Mendonça havemos por bem de lhes conceder licença pela prezente nossa Provisam para que devem ter Pia baptismal na Ermida da Senhora Santa Anna que pertendem eregir em uma das paragens declaradas na petiçam retro para nella se baptizarem as pessoas que naquelle destrito necessitarem deste Sacramento comtando (sic) que seja Pia de pedra bem lavrada com capacidade de nella se administrar o baptismo por immerção que esteja bem vedada, e limpa em lugar decente feixada com chave que tenha por dentro alguma invenção artificial para se tapar, e destapar o sumidouro de agoa que não ficara dentro da dita Pia de hum dia para outro mas tanto que se administrar o baptismo se destapara logo o sumidorro havera hum almario feixado com chave junto a Pia onde estarão as ambulas dos Santos oleos que serão ao menos de estanho, e fara os tau baptizados o Reverendo Paroco ou com/ licença sua outro qualquer sacerdote sem prejuizo algum dos direitos Parochiaes o qual fara com sua suficiente digo fara com toda a clareza os assentos e os entregar dentro de hum Mês ao Reverendo Paroco para os lansar nos livros delles, e havera hum Ritual Rommano pertencente a Fabrica da mesma Ermida para por elle se fazerem os Baptizados, e ser registada esta onde pertencer. Dada e passada nesta cidade de Marianna sobo nosso sgnal/ (fl.22) signal e sello de nossas Armas aos 13 de Dezembro de 1761.

Eu Antonio Monteiro de Noronha Escrivam Ajudante da Câmara Episcopal que a escrevy e estava a Rubrica de Sua Excelentíssima Reverendíssima e no olugar do sello Monteiro. Chancela 3000.

Nada mais havia no referido registro.

Projeto Partilha - Leonor Rizzi

Próxima matéria: A provisão da Ermida de Nª. Srª. de Santa Anna.
Artigo Anterior: Ermida em Três Corações - registro do Séc. XVIII.

Fonte: Provisões existentes nos Livros de Registro Geral da Cúria arquivados no Arquivo Eclesiástico da Arquidiocese de Mariana, conforme referências.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A organização do quilombo.