O testamento do Padre José Dias de Carvalho.


(...) rogo a meu irmão Luiz Dias de Carvalho e a meu sobrinho e afilhado Francisco Antunes de Siqueira queiram ambos unidos em um só corpo serem meus testamenteiros e na falta destes o Ajudante Manoel José Pacheco Pina e de todos o Licenciado José Antonio Ferraz queiram por serviço de Deus ser meus testamenteiros (...).
Declaro que sou natural deste Bispado de Mariana filho legítimo de José Dias de Carvalho e de sua mulher Francisca Pereira da Silva, já falecidos
(...).

— Texto completo —

Projeto Partilha - Leonor Rizzi

Próxima matéria: Jacob Dias de Carvalho declara a morte da esposa.
Artigo Anterior: A venda da Fazenda Três Barras em 1911.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A organização do quilombo.