Padre José Procópio Júnior em Carmo da Cachoeira

Imagem
Paróquia Nossa Senhora do Carmo sob nova guiança Editorial Sai Pe. Daniel Menezes, e assume como administrador paroquial da acolhedora cidade de Carmo da Cachoeira, em fevereiro de 2019, o Pe. José  Procópio Júnior. "Não cabe à pedra escolher o lugar que deve ocupar no edifício. Assim também não cabe à nós criaturas ditar ao Criador o que deve acontecer em nossa vida, pois Deus é quem sabe e dispõe com sabedoria própria." − Dom Servílio Conti, IMC Como página que observa os acontecimentos neste pedaço de chão mineiro, limitado por montanhas e que, segundo o cachoeirense Padre Godinho, “todas são azuis”, registramos o remanejamento ocorrido entre padres ligados a Diocese da Campanha no ano de 2019. Entre as mudanças encontra-se a Paróquia Nossa Senhora do Carmo/Carmo da Cachoeira – MG. Sai nosso querido Padre Daniel Menezes. Por ele continuamos a rezar e o devolvemos, entre lágrimas e a esperança de um dia tê-lo entre nós. Somos eternamente gratos e devedores. Entr

Carol, sua família e a exumação dos corpos.

de: Carol

A exumação dos corpos
mortos-vivos:
os mortos são vivos conosco
embora despidos
de si mesmos.

Quando se exumam corpos
é que se percebe: as coisas
também têm vida, como nós.
Ou somos todos coisas.

Luiz Paulo Santana.


Foi munida desta declaração que viajei de São Caetano do Sul - São Paulo, para Carmo da Cachoeira - Minas Gerais, no final do ano de 2008, trazendo algo que, para mim, é um grande tesouro: os ossos de meus pais.

Declaração

Declaro a pedido verbal de parte da interessada e para os devidos fins, que a Família de Maria Carolina Figueiredo possui concessão de uso de um jazigo no Cemitério Municipal de Carmo da Cachoeira, Minas Gerais, situado na rua Luiz Galvão Correia Filho, e que receberá os restos mortais de Adélia Tomaz e Pedro Figueiredo, ambos Sepultados no Cemitério das Lágrimas na cidade de São Caetano do Sul/São Paulo.
Carmo da Cachoeira, 19 de dezembro de 2008.

Minha mãe tinha, como nome de solteira, Adélia Tomás da Silva, nascida, batizada e casada em Carmo da Cachoeira, Minas Gerais. Nascida em 06-06-1920, faleceu em São Caetano do Sul, em 06-03-2000, sendo enterrada no dia 07 - Cemitério das Lágrimas. Filha de Maria Pederiva e Benjamim Tomás da Silva, irmão de Jorge Thomas da Silva.

Pedro Figueiredo, filho de Antonio Tobias de Figueiredo e de dona Maria Carolina de Figueiredo, nascido em São Thomás de Aquino, em 26-05-1928 e faleceu em São Caetano do Sul, em 25-01-2001, sendo enterrado no dia seguinte, 27, no Cemitério das Lágrimas. A exumação ocorreu em 21-12-2008, sendo enterrado novamente em 24-12-2008, em Carmo da Cachoeira, Minas Gerais, no Cemitério Municipal, conforme declaração acima.

Comentários

Santana, LP disse…
Feliz como pinto no lixo, ao ver o poema de minha autoria se encaixar tão bem numa situação da vida real, como esta narrada por Carol.
Abraço,
Luiz Paulo Santana

Postagens mais visitadas deste blog

A família do Pe. Manoel Francisco Maciel em Minas.

As três ilhôas de José Guimarães.

Antiga foto da fazenda da Serra de Carmo da Cachoeira.