Oficializado o hino de Carmo da Cachoeira.

O Presidente da Câmara Municipal de Carmo da Cachoeira, tem a honra de convidá-lo para a sessão ordinária, a realizar-se no dia 10 de dezembro, às 19h., no "Plenário João Vilela Fialho" da Câmara Municipal, localizada à Rua Antônio de Rezende Vlela, 179, onde será oficializado o Hino Oficial de Carmo da Cachoeira, composição de Maria Antonieta de Rezende.

Projeto Partilha - Leonor Rizzi

Comentários

projeto partilha disse…
Dois grandes nomes que impulsionaram os trâmites, para que a oficialização do HINO DE CARMO DA CACHOEIRA fosse oficializado, foram os do Presidente da Câmara Municipal - WALMIR CALDEIRA e do poeta, intérprete e compositor cachoeirense - CARLOS ALBERTO CALDEIRA.
Os membros da Câmara Municipal foram mobilizados através do Presidente da Casa, o já citado vereador WALMIR CALDEIRA. O Hino que já era extra-oficialmente consagrado e cantado por todos passa, a partir do dia 10, e após a homologação contar com o timbre e aprovação oficiais.
Os senhores vereadores, entendendo que poderiam colaborar na viabilização de um dos grandes anseios da população, saíram com anteprojeto propondo a oficialização. Em discussão no plenário da Câmara e sendo aprovado por unanimidade, houve o encaminhamento. Imediatamente, a Administração 2005-2008 saiu com o Projeto de Lei de n.2017. É este que está passando por duas votações. Apresentado e aprovado em discussão no último dia 03, passa pela segunda votação no dia 10, próxima quarta-feira, quando deverá retornar ao Gabinete para as formalizações finais.
Foi o maior e mais nobre presente que a cidade recebeu da administração pública, pelas comemorações do SESQUICENTENÁRIO da Freguesia de Nossa Senhora do Carmo (1857 - 2007).
projeto partilha disse…
Os internautas não devem estranhar postagem de Sesmarias fora dos limites do Município de Carmo da Cachoeira. O que ocorre é que, por falta de alguns dados complementares, solicita-se transcrições tendo em vista os sobrenomes das pessoas, ou algum outro referencial que possa vir ajudar na aproximação de nossa busca. Desde que solicitados os postamos. Deverá servir para algum pesquisador ... ... Transcrição de documento por Edriana Aparecida Nolasco.

Tipo de documento - SESMARIA
Caixa - 15 Ano - 1799
Cessionário - Agostinho Teixeira de Gouveia
Local - São João del Rei

Fl.01
AUTO DE MEDIÇÃO DE UMA SESMARIA DE MEIA LÉGUA DE TERRA
Data - Sítio das Posses. Freguesia de Pouso Alto. Termo da Vila de São João del Rei. Comarca do Rio das Mortes em casas de morada de José Pires Monteiro.

Fl.03
CARTA DE SESMARIA
(...) por sua Petição João Bernardes de Morais morador na Freguesia de Pouso Alto. Termo da Vila de São João del Rei. Comarca do Rio das Mortes que na Paragem chamada o Ribeirão das Águas Limpas da mesma Freguesia se achavam terras devolutas que se compõe de matos e campos as quais confrontam com as sesmarias de Genoveva Ribeira e de José Alves Pereira e com as de Antônio José Ferreira e Bernardo José de Morais e por que o suplicante a queria possuir por legítimo título de Sesmaria (...)

Fl. 05v.
AUTO DE VISTORIA, MEDIÇÃO E DEMARCAÇÃO
Data - 15 de outubro de 1799
Local - Sítio das Posses. Freguesia de Pouso Alto. Termo da Vila de São João del Rei. Comarca do Rio das Mortes, dentro das terras mencionadas.

(...) foi eleito para lugar do Pião uma vargem de campo acima de uma barra dos Córregos da Água Limpa e da Cachoeira em distância de tal barra em distância de três cordas, pouco mais ou menos.

(...) pelo rumo do nornoroeste mediram trinta e uma cordas que atravessando o córrego da Água Limpa findaram no alto do Espigão do Caxambu vertendo para o Caxambu onde para divisa e demarcação meteram um marco de pedra (...) e parte este rumo com terras de Bernardo José de Morais com quem se divide o sesmeiro por vertentes do dito Espigão do Caxambu pertencendo ao dito vizinho quanto verte para o Caxambu (...)

(...) pelo rumo do sulsoeste mediram dezessete cordas que atravessando o córrego da Cachoeira findaram no alto de um espigão de mato vertente para as cabeceiras do córrego Grande (...) onde meteram um marco de pedra (...) e parte este rumo com a sesmaria de Genoveva Ribeira com o qual se divide pelo que der e abranger a sesmaria da mesma (...)

(...) pelo rumo do lessodoeste mediram oitenta e duas cordas que atravessando por duas vezes o córrego da Água Limpa findaram no alto de um espigão no topé da serra (...) onde meteram um marco de pedra (...) e parte este rumo com terras INCULTAS por se até agora moradores (...)

(...) e pelo rumo do lesnordeste mediram setenta cordas que atravessando o córrego da Caxoeira e por quatro vezes o Ribeirão já feito da Água Limpa findaram em uma barrocada de campo vertente à mesma Água Limpa (...) onde meteram um marco de pedra (...) e parte este rumo com terras de Agostinho Teixeira (...)

* O sesmeiro tomou posse em 17 de outubro de 1799.

Postagens mais visitadas deste blog

A organização do quilombo.

A Família Campos no Sul de Minas Gerais.