A ermida do comerciante Antônio Ferreira Mendes

Antônio Ferreira Mendes era comerciante. Aparece no inventário de Maria de Moraes Ribeiro, irmã de Ângela Ribeira de Moraes, irmão de José Joaquim Gomes Branquinho, da fazenda Boa Vista. Maria era casada com o bracanense, Antônio de Brito Peixoto e seu inventário se deu em 1794. Nele, às fls.19v, sob o Título - Dívidas Passivas, lê-se:

- A Antônio Ferreira Mendes de sua loja ....7$875.

Antônio Ferreira Mendes recebe Provisão para ermida em São Bento Abade, segundo relatório n.2 do ano de 2005 enviado ao Projeto Partilha pelo historiador e pesquisador em Mariana, José Geraldo Begname.

Assunto - Ermida.
Localidade - Antônio Ferreira Mendes, São Bento do Campo Belo.
Referência - Liv. de Provisão 1795-1796, fl.86.

Projeto Partilha - Leonor Rizzi

Próxima matéria: Ermida em Três Corações - registro do Séc. XVIII.
Artigo Anterior: Um sitiante na paragem do Rio Grande em 1744.

Comentários

projeto partilha disse…
Transcrição de Edriana Aparecida Nolasco a pedido do Projeto Partilha.
Tipo de documento - Sesmaria.
Ano - 1798 Caixa - 35
Sesmeiro - Pedro Bernardo da Costa
Cessionário - Capitão Joaquim Bernardo da Costa
Local - São João del Rei

Fl.01
AUTO DE MEDIÇÃO DE UMA SESMARIA DE MEIA LÉGUA.
Data - 01 de fevereiro de 1798
Local - Fazenda da Bocaina do Lambari em casas de morada do Capitão Joaquim Bernardo da Costa. Freguesia de Baependi. Termo da Vila de São João del Rei. Comarca do Rio das Mortes.

Fl.03
CARTA DE SESMARIA
(...) por sua Petição Pedro Bernardo da Costa que na Paragem chamada o Corgo da Canjica. Freguesia de Baependi. Termo da Vila de São João del Rei. Comarca do Rio das Mortes se acham terras devolutas as quais se compõem de campos de criar matos virgens e capoeiras cujas terras confrontam pelo nascente com as do falecido Antônio Vieira Sampaio, pelo poente com as de Joaquim Bernardo da Costa, pelo norte com as de Manoel Barbosa de Mendonça, digo de Miranda, e pelo sul com Manoel Joaquim de Toledo e porque o suplicante as queria possuir(...)

Fl.06
AUTO DE MEDIÇÃO E DEMARCAÇÃO
Data - 02 de fevereiro de 1798
Local - Fazenda do corgo da Canjica. Aplicação da Capela do Rio Verde. Freguesia de Baependi. Termo da Vila de São João del Rei. Comarca do Rio das Mortes entro das terras mencionadas (...)

(...) elegeram para o lugar do Pião um morro de campo dentro das mesmas que morre onde faz barra o corgo que vem da capoeira grande encontro que vem de outra capoeira que está a beira da estrada que vai da dita Capela para a Bocaina cujos dois corgos vão formando o chamado Ribeirão da Capela (...)

(...) mediram pelo rumo do norte dezenove cordas que findaram em um morro alto coberto de catandubas que verte para as terras desta sesmaria e na outra vertente para as terras da sesmaria de Manoel Joaquim de Toledo com quem parte (...) onde meteram um marco de pedra (...)

(...) mediram pelo rumo do sul dezoito cordas que findaram em um espigão de campo vertente ao dito corgo da capoeira grande (...) onde meteram um marco de pedra (...) e parte este rumo com terras da sesmaria de Manoel Barbosa Miranda com o qual se fica dividindo por vertentes do dito Espigão na forma declarada na sesmaria do dito Barbosa(...)

(...) pelo rumo do leste mediram oitenta e cinco cordas que findaram ao pé do Rio Verde adiante de um brejo (...) onde meteram um marco de pedra (...) e parte este rumo com o dito Rio Verde (...)

(...) mediram setenta e oito cordas pelo rumo do oeste que findaram no solais de um morro que verte a um corgo que desagua no Ribeirão do Curralinho (...) onde meteram um marco de pedra (...) e parte este rumo com terras de Domingos Dias e seu sócio (...)

* o sesmeiro tomou posse em 03 de fevereiro de 1798.
projeto partilha disse…
Ângela de Moraes Ribeiro (Morais)/(Ribeira)foi mãe de José Joaquim Gomes Branquinho, falecido em 1-4-1821, foi sesmeiro e morador na Fazenda da Boa Vista, sede do Distrito de Carmo da Boa Vista, antiga denominação de CARMO DA CACHOEIRA, quando do período em que pertencia a Lavras do Funil. Dentre os filhos de José Joaquim Gomes Branquinho, o alferes Cândido Hermenegildo Branquinho, portanto, Cândido era neto de dona Ângela de Moraes Ribeiro e nasceu em Lavras, Minas Gerais, em 1790. Faleceu em 1847, em Minas Gerais. Foi casado com dona Maria Bernardes da Silva, filha de Maria Joaquina de Góes e Lara e de Luiz Ribeiro da Silva. O casamento aconteceu na Capela de Santa Rita do Rio Abaixo, filial do Pilar, Minas Gerais. Dona Maria Joaquina foi inventariada em 13-12-1824, o inventariante foi seu irmão Antonio Ribeiro da Silva. Ambos filhos de Ana Maria Bernardes, filha do Capitão Pedro Bernardes Caminha e de Ângela de Góes, falecida em 18-8-1786 e Francisco Rodrigues Pinto, falecido em 8-10-1792.
Maria Joaquina, nora de José Joaquim Gomes Branquinho, filho de Ângela de Moraes Ribeiro era irmã de Joaquina de Proença e Lara, casada com José da Silva Santos, irmão inteiro de José Joaquim da Silva Xavier.

Cf. Inventários disponibilizados pelo Projeto Compartilhar.

Postagens mais visitadas deste blog

A organização do quilombo.

A Família Campos no Sul de Minas Gerais.