terça-feira, 23 de dezembro de 2008

Bandeira da Congada de São Benedito.

Ajude-nos a contar a história de Carmo da Cachoeira. Aproveite o espaço "comentários" para relatar algo sobre esta foto, histórias, fatos e curiosidades. Assim como casos, fatos e dados históricos referentes a nossa cidade e região.

Foi com imenso prazer, e profunda gratidão que encontramos, na caixa de correio tradicional do Gapa, uma correspondência com o seguinte remetente: Ana Paula da Silva Benedito. Ana Paula é funcionária da Instituição de Crédito - CREDIVAR, em Carmo da Cachoeira, Minas Gerais e estudante universitária e ligada aos movimentos folcloricos que acontecem da cidade. Filha do Ademir, tradicionalmente ligado, e um dos mantenedores da Congada. Ana Paula gravou a poesia Navio Negreiro, de Castro Alves, que se constituiu numa das faixas do CD Comemorativo dos 150 anos da Freguesia de Carmo da Cachoeira, Minas Gerais.

O referido envelope continha um CD com fotos da visita de um grupo de Congada da, quase vizinha cidade de Oliveira, Minas Gerais, que aconteceu, dias atrás na cidade. Junto do CD uma nota explicativa.

No dia 28 de dezembro Carmo da Cachoeira receberá o Grupo das Pastorinhas, vindo da vizinha cidade de Três Corações.

Próxima imagem: Terno de Congada, uma festa afro cachoeirense.
Imagem anterior: Pe. Zequinha em Carmo da Cachoeira.

7 comentários:

projeto partilha disse...

Foi com imenso prazer, e profunda gratidão que encontramos, na caixa de correio tradicional do Gapa, uma correspondência com o seguinte remetente: ANA PAULA DA SILVA BENEDITO. Ana Paula é funcionária da Instituição de Crédito - CREDIVAR, em Carmo da Cachoeira, Minas Gerais e estudante universitária e ligada aos movimentos folcloricos que acontecem da cidade. Filha do Ademir, tradicionalmente ligado, e um dos mantenedores da CONGADA. Ana Paula gravou a poesia NAVIO NEGREIRO, de Castro Alves, que se constituiu numa das faixas do CD Comemorativo dos 150 anos da Freguesia de Carmo da Cachoeira, Minas Gerais.
O referido envelope continha um CD com fotos da visita de um grupo de Congada da, quase vizinha cidade de Oliveira, Minas Gerais, que aconteceu, dias atrás na cidade. Junto do CD uma nota explicativa.
No dia 28 de dezembro Carmo da Cachoeira receberá o GRUPO DAS PASTORINHAS, vindo da vizinha cidade de Três Corações.

Ana Paula da Silva Benedito disse...

"O MASTRO é o Símbolo máximo da Festa da Congada e toda a festa gira em torno dele".

Ana Paula disse...

O "DAÉ" é o coordenador do TERNO (Grupo) de Congada, de Carmo da Cachoeira, Minas Gerais. Neste dia, o da apresentação, o grupo contava com João Luiz (Daé), Rafael Machado, Nilton Lauriano de Paula, Stéfane Rosa Mística Máximo, João Amâncio de Souza, Maria Helena Xavier de Souza, Bruno Antonio da Silva, Washington Luiz Vilela, Rosenda Cristiane Luiz Vilela, Carmo das Chagas Batista, Gilson A. Santos, Antonio da Costa, José Ivanir dos Santos, José Oliveira da Silva, Luiz e Mauro Benedito Filho.

Ana Paula disse...

O terno de Congada da cidade de Oliveira é denominado MOCAMBIQUE, É comandado pelo Capitão Antonio de Paula, Samara Silva Oliveira, Ana Carolina Oliveira, Ângela de Oliveira e Associação de Congadeiros de Oliveira, representada por Geraldo Bispo, Heloísa Bispo e João.

O terno de Congada de Três Pontas, é o Grupo Afro, comandado por Olinda Pereira dos Santos e Vicente Antonio Elias.

projeto partilha disse...

Maria de Assumpção de Moraes foi casada com Loureço Corrêa Sardinha. Filha deste casal, Margarida de Jesus Corrêa, nascida em 1744, foi casada com Francisco João de Azevedo, sócio de Manoel Marinho de Moura em terras na Serra de Aiuruoca.

Cf. Projeto Compartilhar:
Margarida de Jesus Correa.

projeto partilha disse...

Veja o que o poder público pode fazer com o dinheiro do contribuinte, de todos nós. Um exemplo é obra, HISTÓRIA DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO/ José Teixeira de Oliveira. Terceira Edição. 2008. Vitória: Arquivo Público do Estado do Espírito Santo: Secretaria de Estado e Cultura. Cultura Canaã. Vol.8.
Disponibilizada, tivemos acesso a mais um nome da "Família FERREIRA MENDES", através de Tomás.
Encontramos também um "COSTA MORAIS", o João. Alguém desenterrou e belo trabalho, e o Governo fez sua parte disponibilizando-o. Quem ganha é a Cultura, sempre. Parabéns ao Arquivo Público do Estado do Espírito Santo. O estudo, Província do Espírito Santo, engrandece o ser humano e o eleva. Atrás da preciosa obra tem gente, e gentes. Todas comprometidas, a começar pelo autor e se estendendo àqueles que a protegeram e não a deixaram morrer.

projeto partilha disse...

A Família ARAUJO é um dos focos de estudo para quem busca o pessoal de MANOEL ANTONIO RATES (Rattes/Rati/Raty). Sua filha Cipriana Antonia ligou-se a esta família. O Projeto Partilha se pergunta:

Qual a ligação entre GASPAR GONÇALVES DE ARAUJO e dona IGNÁCIA GONÇALVES DE ARAUJO, casada com Bento Ferreira de Brito?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...