24º Anuário Eclesiástico - Diocese da Campanha


Ajude-nos a contar a história de Carmo da Cachoeira. Aproveite o espaço "comentários" para relatar algo sobre esta foto, histórias, fatos e curiosidades. Assim como casos, fatos e dados históricos referentes a nossa cidade e região.

Próxima imagem: Homenagem póstuma à Ary Florenzano.
Imagem anterior: O livro da família Reis, coragem e trabalho.

Comentários

projeto partilha disse…
Foi na Fazenda do Rio do Peixe, Freguesia de Santa Ana das Lavras do Funil e Aplicação da Capela de São Bento do Campo, em casa de DOMINGOS FERREIRA DO AMARAL, que dona Francisca Felisbina Justiniana da Luz declarou haver falecido seu marido, em 19.1.1809. Foi casada com Antonio Rodrigues Silvério.

O Projeto Partilha mantêm em seus arquivos o seguinte documento:

Escriptura de compra e venda que fazem DOMICIANO FERREIRA DA LUZ e sua mulher dona MARIA VITALLINA DA LUZ (ilegível) Jozé Martins de Andrade.

Saibaão quantos este publico instrumento de escriptura de compra e venda ou como em direito milhor nome e lugar haja virem que vendo no anno do Nascimento de Nosso Senhor Jezus Christo de mil oitocentos e concoenta e nove trigésimo sétimo da Independencia e do Império do Brazil aos cinco dias do mez do dito ano nesta Freguesia do Carmo da Caxoeira Termo da Villa de Lavras Comarca do Rio Verde em cazas de morada dos obtorgantes vendedores comparecerão partes havidas contratadas de huma como outorgantes vendedores os senhores Joaquim Vilella, digo senhores DOMICIANO DA FERREIRA DA LUZ, e sua mulher dona Maria Vitallina da Luz e de outro como obtorgante comprador o senhor JOSÉ MARTINS DE ANDRADE todos de mim conhecidos pellos próprios de que tracto e dou fé, e pelos obtorgantes vendedores me foi dito em preseça das testemunhas abaxo assignadas de mim reconhecidas que são senhores e possuidores de uma sorte de terras que compoem de capoeiras e campos na FAZENDA DO RIO DO PEIXE deste mesmo termo as quais parte houverão por herança de seus finados pais DOMINGOS FERREIRA AMARAL, e dona THEREZA CÂNDIDA FIDELLIS DA LUZ das quais partes a venderão e como de facto vendido tinhão o campo de doze alqueires ao obtorgante comprador pello preço e quantia de ceiscentos mil réis que receberão ao fazer desta e estando prezente o obtorgante comprador mostrou (ilegível) tallão que apprezenta (ilegível) os direitos nacionais da quantia acima a mencionada a qual do theor siguinte (a partir daqui não há mais condições de leitura e transcrição, dada ao envelhecimento do referido documento).

Cf. Projeto Compartilhar 3.
Inventário Antonio Rodrigues Silvério - capitão.
projeto partilha disse…
Sobre o assunto, motivo do comentário anterior, consultar
PROJETO COMPARTILHAR 3.

JOANA IZIDORA NOGUEIRA - 1805.

Postagens mais visitadas deste blog

A organização do quilombo.

A Família Campos no Sul de Minas Gerais.

Palanques e trincheiras na defesa dos quilombos.