Padre José Procópio Júnior em Carmo da Cachoeira

Imagem
Paróquia Nossa Senhora do Carmo sob nova guiança Editorial Sai Pe. Daniel Menezes, e assume como administrador paroquial da acolhedora cidade de Carmo da Cachoeira, em fevereiro de 2019, o Pe. José  Procópio Júnior.
"Não cabe à pedra escolher o lugar que deve ocupar no edifício. Assim também não cabe à nós criaturas ditar ao Criador o que deve acontecer em nossa vida, pois Deus é quem sabe e dispõe com sabedoria própria." − Dom Servílio Conti, IMC Como página que observa os acontecimentos neste pedaço de chão mineiro, limitado por montanhas e que, segundo o cachoeirense Padre Godinho, “todas são azuis”, registramos o remanejamento ocorrido entre padres ligados a Diocese da Campanha no ano de 2019. Entre as mudanças encontra-se a Paróquia Nossa Senhora do Carmo/Carmo da Cachoeira – MG.

Sai nosso querido Padre Daniel Menezes. Por ele continuamos a rezar e o devolvemos, entre lágrimas e a esperança de um dia tê-lo entre nós. Somos eternamente gratos e devedores. Entra, aureola…

Januário Garcia Leal e a fazenda Ventania.

Januário Garcia Leal, de acordo com o que conseguimos apurar, era homem possuidor de vários bens e, ao que tudo indica, tirava da agricultura, pecuária e também da extração aurífera o sustento de sua família.

Januário foi proprietário da expressiva fazenda Ventania, então pertencente à freguesia de Jacuí. Parece-nos que ele recebeu tal propriedade como herança de seu pai Pedro Garcia Leal [1777], abastado fazendeiro naquela região.

Em 1806, mais de três anos após o início da vingança levada a efeito por Januário Garcia Leal, Dona Mariana Lourença de Oliveira deu a fazenda Ventania em pagamento de uma dívida contraída por seu marido (certamente para financiar sua fuga) com o Alferes José Justiniano dos Reis e o Capitão José Alves de Figueiredo. O interessante documento de dação em pagamento, que transcrevemos em seguida, esclarece que o próprio Januário que determinou o pagamento da dívida por ele contraída, mesmo que para tanto fosse necessário vender as suas propriedades, o que evidencia o caráter de honestidade do até pouco tempo pacato fazendeiro.

Trecho do livro Jurisdição dos Capitães de Marcos Paulo de Souza Miranda.

Projeto Partilha - Leonor Rizzi

Próxima matéria: Um casamento na antiga Capela de Padre Bento.
Artigo Anterior: A origem de José Roberto Reis.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Antiga foto da fazenda da Serra de Carmo da Cachoeira.