Uma reflexão que nos foi enviada por Neide Andrade.


Comentários

projeto partilha disse…
Neide Andrade é nossa grande amiga. Foi graças a ela que, durante meses a fio, remexemos livros centenários nos arquivos de Lavras, em busca de dados sobre MANOEL ANTONIO RATES e sua descendência. Junto conosco festejava cada descoberta. Junto, amargava cada decepção. A maior, era perceber corroída, parte da informação, em cuja sequência poderia estar o nome que tanto buscavamos. O tempo fez o seu trabalho transformador em muitos livros e para isso contou com o auxilio da traça.
Neide, gratidão por mais esta colaboração.
Luz e Harmonia, hoje e sempre.

Postagens mais visitadas deste blog

A organização do quilombo.