Fatos a respeito de Mariana Felisbina dos Reis.

Algumas anotações em relação a Mariana Felisbina dos Reis:

- Antônio de Oliveira Costa: existe certa ligação com o pessoal da fazenda da Serra, como vimos a questão dos casamentos, que incluam-se as questões dos dotes acertados pelos pais da contraente. Aí temos a matriarca Mariana Villela, batizada em Serrano em 1774 e estabelecida em Carmo da Cachoeira. Sua quarta filha, Mariana Felisbina1 casou-se com Antonio Pereira de Gouveia, sogro de Antônio da Costa Oliveira, casado com Carolina Purcina, nascida em 1816. Só como um dado interessante e que tem em suas origens a ligação na formação dos clãs. O primeiro filho de dona Mariana Villela, Domingos Marcelino casou-se com uma filha de Diogo Garcia da Cruz e de Inocência Constança de Figueiredo.

- A Sra. Mariana Felisbina dos Reis era moradora do Porto dos Mendes e passou uma procuração para receber uma herança.[6] Essa fonte nos confirmou o nome do Porto dos Mendes na segunda metade do século XIX. Mas acreditamos que o lugar tivesse outro nome antes desse porque não há nenhum registro de Porto dos Mendes antes desse inventário e o povoado existe possivelmente desde o final do século XVIII.2

- Aureliano Venâncio Junqueira e sua mulher Mécias que houverão por Erança da finada Dona Mariana Felisbina vende a Antonio Severiano Gouveia pelo preço de três contos oitocentos e trinta mil trezentos e trinta e três réis. Testemunha Modesto Antonio Naves. Archive-se na Secretaria da Câmara, Varginha e assinatura a de Julio da Veiga.3

- Inventário de seu pai Manoel dos Reis e Silva.

- Inventários de Antonio Pereira de Gouveia e Mariana Felisbiana dos Reis.

Projeto Partilha - Leonor Rizzi

Próxima matéria: O Rio Verde e Carmo da Cachoeira.
Artigo Anterior: O amor pelos cavalos unia os Gouvea e os Costa.


1. Dona Mariana Felisbina dos Reis, moradora do Porto dos Mendes, em Nepomuceno, Minas Gerais. Além dela, entre outros, "os MORAES" - Cf. Site - Escritos: Pesquisas em História: Porto dos Mendes e os Sinos (...)
2. Porto Mendes em Escritos: Pesquisas em História
3. Livro de Escrituras 1869 a 1873, com visto de correição de 1889, com a folha 22 datada de 08 de junho de 1878.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A organização do quilombo.