Padre José Procópio Júnior em Carmo da Cachoeira

Imagem
Paróquia Nossa Senhora do Carmo sob nova guiança Editorial Sai Pe. Daniel Menezes, e assume como administrador paroquial da acolhedora cidade de Carmo da Cachoeira, em fevereiro de 2019, o Pe. José  Procópio Júnior.
"Não cabe à pedra escolher o lugar que deve ocupar no edifício. Assim também não cabe à nós criaturas ditar ao Criador o que deve acontecer em nossa vida, pois Deus é quem sabe e dispõe com sabedoria própria." − Dom Servílio Conti, IMC Como página que observa os acontecimentos neste pedaço de chão mineiro, limitado por montanhas e que, segundo o cachoeirense Padre Godinho, “todas são azuis”, registramos o remanejamento ocorrido entre padres ligados a Diocese da Campanha no ano de 2019. Entre as mudanças encontra-se a Paróquia Nossa Senhora do Carmo/Carmo da Cachoeira – MG.

Sai nosso querido Padre Daniel Menezes. Por ele continuamos a rezar e o devolvemos, entre lágrimas e a esperança de um dia tê-lo entre nós. Somos eternamente gratos e devedores. Entra, aureola…

Correspondência recebida.





de: anônimo

Carmo da Cachoeira não é uma empresa, é uma cidade feita de GENTE, de encontros, desencontros, de relações!!!!

Comentários

Anônimo disse…
SABER-TER

Não é moeda que move o mundo. É energia.
Nos últimos tempos o dinheiro vem deixando de ser a representação da riqueza para querer ser a própria riqueza.
O que move o mundo é o dinheiro. Esta é uma afirmação muito difundida.
É uma idéia errônea.
O que move o mundo é energia.
Sem energia nada existe.
Os próprios seres vivos desaparecem sem a energia química dos alimentos.
Saber-ter é pensar na riqueza como fonte de bem-estar da comunidade e, ao menos, a disponibilidade de alimentos para todos.
Saber-ter é transformar as riquezas naturais em verdadeiras fontes de recursos para o bem-estar da vida humana.
Saber-ter é respeitar o direito de todo ser humano de ter o seu trabalho, a suma maneira de obter os seus alimentos e do de seus filhos.
Anônimo disse…
"Dinheiro é papel pintado. Tudo o que usamos vem da natureza, nela está a real riqueza e não pode ser usurpada das comunidades"
Anônimo disse…
" (...) Se, de repente, alguém recebe um dinheiro extra, o seu pensamento não se volta para comprar uma fazenda, construir uma fábrica ou executar algum empreendimento de VALOR SOCIAL, mas para a "aplicação" num mercado em que um papel virtual hoje dizem valer 50, amanhã 100, e que algum dia não terá valor, esvaindo-se no espaço, por não possuir, na realidade, nenhum lastro".

ELEVE SEU CORAÇÃO, OBSERVE QUAL É A SUA FILOSOFIA DE VIDA.
Anônimo disse…
"DOUTRINAS VELHAS, DE OUTRAS REALIDADES, CONCEBIDAS PARA CONSAGRAR ESQUEMAS DE ESPLORAÇÃO DEVEM SER ESQUECIDAS"
Anônimo disse…
Ei Cachoeira, acorde. A vida não é para ser assistida, mas para ser vivida.

Postagens mais visitadas deste blog

Antiga foto da fazenda da Serra de Carmo da Cachoeira.